Artigo

SIG (Sistema de Informação Gerencial): o que é?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 3 janeiro 2022
Última atualização em 3 janeiro 2022

Como a sua empresa toma decisões? Elas são baseadas em que? Achismos ou dados? Com o uso correto de um SIG, Sistema de Informação Gerencial, sua empresa pode otimizar processos, reduzir custos, aproveitar os recursos, melhorar a experiência do cliente e mais. Tudo isso porque terá acesso a dados e informações importantes e estratégicas. 

Todos os dias uma avalanche de informações chegam até a sua empresa. Dados de clientes, metas de vendas, informações sobre o mercado, indicadores de todas as áreas, reclamações, e mais, muito mais!

Afinal, o que fazer com isso tudo? Joga no lixo? Ignora e finge que não é com você? Ou tenta entender o que os números estão te mostrando?

Talvez você não goste muito do que vamos te falar, mas sem informação a sua empresa pode estar correndo muitos riscos. Entre eles, os perigos mais comuns estão:

  • perder clientes,
  • perder espaço no mercado,
  • perder oportunidades,
  • perder dinheiro e mais.

Por isso, já passou da hora de se debruçar sobre as informações que chegam e usá-las da melhor maneira possível, para melhorar os resultados da sua empresa e encontrar um caminho mais fácil de alcançar os objetivos do negócio.

Mas, não se preocupe! Temos uma boa notícia! Você não precisa juntar todas as informações na manualmente, uma por uma, para ter acesso a um quadro informativo de dados e gráficos.

O SIG, sistema de informação gerencial, é um grande aliado na automação da gestão de dados que cercam a organização.

Sim! Tecnologia! Tá aí outra palavra que precisa fazer parte do vocabulário de empresas que buscam crescimento e competitividade.

O comportamento do consumidor mudou, o do mercado também, e a sua forma de atuar como gestor do seu negócio precisa acompanhar tudo isso. Não tenha medo da tecnologia. Acredite, ela será sua principal aliada. 

O que é Sistema de Informação Gerencial?

O Sistema de Informação Gerencial é um conjunto que reúne ferramentas, pessoas, processos e documentos.

Não é suficiente ter um software que coleta, armazena e organiza os dados. É fundamental ter uma equipe engajada e comprometida, que entende a importância da coleta e o uso de dados para a empresa.

Da mesma forma, é vital criar processos que estimulem e demandem o uso dessas informações para a tomada de decisão, para a otimização e para a melhoria contínua de todas as áreas do negócio.

O papel das ferramentas é integrar os dados que são gerados e coletados em múltiplos canais, bem como automatizar a organização e o acesso a eles.

Função do sistema de informação: porque eles são importantes?

O objetivo do uso do SIG, Sistema de Informação Gerencial, é facilitar a gestão da empresa como um todo. Parece um desafio e tanto, e realmente é! Entretanto, em uma realidade como a que vivemos hoje, ter o domínio de diferentes informações e saber analisar dados coloca a sua empresa em uma posição privilegiada.

Pense com a gente: com o conjunto ideal de dados sobre clientes é possível entender quais são as principais necessidades e desejos deles. Com isso em mãos, você pode agir para atender a essas vontades, correto?

Logo, você tem uma poderosa ferramenta em mãos para aumentar a satisfação dos clientes, gerar mais vendas, conquistar um novo mercado e mais!

Mais um exemplo: imagine que a sua empresa está com uma taxa de conversão de vendas baixa. Ao olhar as informações da empresa, você identifica que os leads captados pelo marketing e por vendas não tem caraterísticas dos melhores clientes da organização. É hora então de mudar a direção, não é mesmo? 

Por meio do conjunto de dados ideal, a sua empresa é capaz de atualizar o perfil de persona que marketing e vendas estão usando, avaliar a escolha dos canais de comunicação e mais. Tudo isso, porque você teve acesso aos dados certos, na hora certa. Isso não é sorte. É estratégia e uso de boas ferramentas.

E se o tempo médio de atendimento está maior do que o ideal? Não é hora de fazer algo para mudar essa realidade?

Como você pode ver, o SIG, Sistema de Informação Gerencial, tem um papel estratégico em diferentes áreas da empresa, podendo oferecer insights para a área de produção, marketing, vendas, atendimento, financeiro, RH e todas os demais.

Os sistemas de informação gerenciais são responsáveis por coletar e organizar dados capazes de indicar o que a sua empresa deve priorizar em um projeto de melhoria.

Ele também contribui para que você invista seus recursos, financeiros ou humanos, em áreas que realmente precisam. Isso poupa você de gastar dinheiro a toa e contribui para a saúde financeira do negócio.

Afinal, além de não gastar com o que não precisava, você resolveu o real problema de um setor ou processo.

Resumindo, quando falamos sobre SIG, Sistema de Informação Gerencial, estamos nos referindo a um conjunto de elementos que aumentam a inteligência da empresa na tomada de decisão sobre múltiplos aspectos.

Para se aprofundar na ideia de inteligência de negócio, indicamos que leia também o artigo, O que é Business Intelligence, para que serve + exemplos”. 

Os dados e informações presentes nesses sistemas contribuem para que sua empresa identifique problemas reais e possa agir para solucioná-los.

Isso elimina, em grande parte, as decisões por achismo e aumenta a assertividade e eficácia das ações aplicadas.

Mais informação significa mais conhecimento e mais conhecimento significa melhores decisões.

Tipos de relatórios que podem ser acessados no SIG

O SIG, Sistema de Informação Gerencial, funciona a partir da apresentação de relatórios que reúnem dados sobre diferentes áreas e com diferentes objetivos. De maneira geral, o foco está em:

  • monitorar a empresa,
  • comparar o desempenhos,
  • contribuir para a realização de previsões mais assertivas.

Logo, as empresas que utilizam o SIG têm acesso a relatórios que apresentam mais do que dados, mas informações que realmente contribuem para os planos futuros e presentes do negócio.

Resumindo, o SIG contribui na interpretação dos dados que são coletados, facilitando o uso deles para as decisões estratégicas da empresa. Afinal, números são apenas números se fora de contexto e sem uma análise dedicada. Transformar esses números em informação faz com que a sua empresa avance.

Com isso em mente, vale a pena compreender mais detalhadamente, quais são os tipos de relatórios que o SIG, Sistema de Informação Gerencial, pode oferecer:

  • Relatórios programados
  • Relatórios de exceção
  • Informes e respostas por solicitação

Entenda sobre cada um, a seguir!

Relatórios programados

Com os relatórios programados do SIG é possível delinear a criação de um relatório com as informações às quais você deseja ter acesso.

Por exemplo, dentro de um sistema de CRM de vendas é possível programar a criação automática de um relatório que mostre os resultados dos principais indicadores de processos do setor.

Relatórios de exceção

Os relatórios de exceção funcionam em situações específicas e esporádicas para gerar informação e dados sobre determinada questão da empresa. Geralmente, estão relacionados à necessidade de identificação de mais detalhes sobre problemas e falhas que possam estar ocorrendo.

Se a sua empresa identifica um período de saída de múltiplos clientes da carteira, pode emitir um relatório de exceção que inclua os KPIs que vão oferecer um panorama mais completo sobre o que pode estar acontecendo.

Entretanto, trabalham com a apresentação de dados específicos.

Informes e respostas por solicitação

Diferente do modelo acima, os informes e respostas por solicitação não compartilham dados específicos, mas sim uma visão geral sobre um setor, um departamento, um processo ou outro filtro.

Facilita a avaliação rápida do gestor e a permite uma visão geral, que contribui para a tomada de decisão ágil.

Sistemas de informação gerencial: exemplos

Vimos até aqui que o SIG, Sistema de Informação Gerencial, contribui para a gestão de dados capazes de ajudar a empresa a melhorar processos e a tomar decisões embasadas, contribuindo, assim, para uma série de questões estratégicas para os negócios.

Entretanto, o SIG não é o único sistema de informação que pode ser adotado pelas empresas. Outros exemplos de sistemas de informação incluem:

  • ERP: Enterprise Resource Planning são sistemas de integração que reúnem múltiplos dados e funções necessárias à empresa. Facilitam a integração de dados de diversos sistemas, facilitando a coleta e armazenamento dessas informações e evitando a perda de conteúdo, 
  • CRM: Customer Relationship Management automatizam a gestão de clientes e fazem o armazenamento de dados relacionados gerais do setor e dos consumidores. Contribui para o avanço dos leads no pipeline e também facilitam a comunicação interna, principalmente, com os setores de atendimento e customer success
  • SCM: Supply Chain Management integra dados e processos relacionados a fornecedores, estoque e volume de pedidos. 

Como vimos acima, as empresas que utilizam o sistema de informação gerencial ganham um apoio importante na tomada de decisões estratégicas, operacionais e táticas. Tudo isso por meio de gráficos, planilhas e relatórios.

E a sua empresa? Qual é o arsenal de ferramentas, dados e informações que ela usa para tomar decisões e agir rumo aos objetivos estratégicos que apresenta?

Agora que você já conhece mais sobre o SIG, Sistema de Informação Gerencial, é hora de mudar a realidade da sua organização e começar a ser mais estratégico a cada passo dado rumo ao sucesso.

Para que isso aconteça de uma forma ainda mais eficiente, a busca por sistemas e ferramentas que permitam a extração de múltiplos canais e softwares usados pela empresa, vai tornar ainda mais inteligente todo processo de coleta, análise e uso dos dados e informações.

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas