Artigo

O que é valuation e qual a importância de calculá-lo?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 13 novembro 2020
Última atualização em 13 novembro 2020

Você sabe o que é valuation e qual a importância para uma empresa? Ainda hoje, não é raro encontrarmos muitos empresários e gestores que ainda não sabem o valor da empresa no mercado e que, por isso, muitas vezes, são incapazes de tomar decisões mais eficientes.

Para que você não caia no mesmo erro e consiga ter uma visão muito mais precisa e abrangente do seu negócio, decidimos criar um conteúdo que explique do que se trata, a importância e quais são as metodologias para realizar o cálculo do Valuation.

Continue a leitura!

A importância de fazer o Valuation de uma empresa

Fazer o valuation de uma empresa é fundamental para conseguir identificar quais são as particularidades do negócio, seus pontos fracos, fortes, como estão os lucros, como foram as evoluções ano a ano e muito mais.

Estar ciente da real situação da empresa, assim como do seu valor de mercado, é fundamental para tomar grandes passos agora ou no futuro.

Métodos para realizar um Valuation

Para calcular o Valuation da empresa, você pode optar por três metodologias. Cada uma delas é direcionada para um tipo de empresa, de acordo com suas especificidades.

Entenda mais sobre cada uma delas.

Fluxo de Caixa Descontado (FCD)

O método de Fluxo de Caixa Descontado avalia os riscos da empresa, e a sua capacidade de se reestruturar, gerando caixa à longo prazo.

Esse modelo é comumente indicado para empresas que possuem um caixa positivo e que estão com uma certa maturidade no mercado. Isso porque, para lidar com essa metodologia, são avaliadas diversas variáveis, que muitas vezes podem ser subjetivas.

A projeção feita para esse modelo, considera os próximos cinco anos, no mínimo, e pode variar de acordo com a previsibilidade da receita da empresa.

Para calcular o FCD, é necessário:

● Calcular o fluxo de caixa da empresa em um determinado período (cinco anos ou mais, conforme citado anteriormente);

● Calcular o valor presente dos fluxos, utilizando a regressão linear, por exemplo;

● Calcular o valor residual, que irá estimar o valor gerado no futuro, considerando possíveis riscos e um crescimento potencial;

● Determinar a taxa de desconto da empresa, sempre considerando o custo de oportunidade dos investidores; o custo de financiamentos bancários e os possíveis riscos do mercado.

Múltiplos de Mercado

O cálculo por Múltiplos de Mercado reflete, essencialmente, qual é o retorno esperado do mercado para determinados grupos de ativos, o que inclui a empresa em questão.

Pode ser um modelo mais indicado para as empresas que possuem baixa concorrência ou que estão com uma concentração considerável de clientes na carteira.

Essa recomendação se dá pela característica do método: ele não leva em consideração os diferenciais competitivos das empresas, tampouco a capacidade de escalas e os estilos de gestão. Por isso, se a empresa estiver presente em um mercado pouco competitivo, essa pode ser a melhor alternativa.

Existem vários tipos de múltiplos de mercado. Os mais comuns são:

● Firm Value/ faturamento

● Firm Value/ Ebitda

● Valor empresarial/ Ebitda

● Valor empresarial/ lucro líquido.

Para cálculo de qualquer um dos modelos, a equação básica é:

Múltiplo = Valor de Mercado/X

Valor patrimonial

O valor patrimonial demonstra todo o valor líquido gerado pela empresa até o momento da valoração.

Uma desvantagem é que ele não considera a continuidade da empresa, possíveis aquisições, como novos clientes, novos contratos ou aumento volumoso das vendas devido às ações de comunicação futuras.

Por não considerar possíveis progressos, esse modelo é comumente utilizado por empresas com pouca capacidade produtiva, que estão estagnadas e que não possuem boas perspectivas de melhora.

Quais as vantagens de se realizar um Valuation

O Valuation de uma empresa pode ser calculado de diversas formas, de acordo com as características de cada empresa. No entanto, independente de qual seja o cenário, os benefícios são comuns a cada uma delas.

Dentre eles, temos:

1. Entender a saúde financeira da sua empresa

Um dos detalhes mais importantes para todos os empresários e gestores é conhecer e entender como está a saúde financeira da empresa.

Com o processo de Valuation, é possível avaliar as informações contábeis do seu negócio, conhecer o ativo e passivo da empresa, saber como ela está faturando mês a mês e ter uma visão muito mais confiável da realidade financeira do negócio.

Nesse sentido, é avaliada a DRE, Demonstração Econômica de Resultados, e o Fluxo de Caixa da empresa.

2. Vender a empresa

É fundamental saber o valor real da empresa, principalmente se houver a necessidade ou o planejamento de vendê-la, por completo ou parcialmente.

O valuation da empresa irá permitir que todos os sócios e herdeiros estejam cientes de quanto vale a instituição, e consigam negociar de forma mais assertiva quando houver a necessidade.

3. Planejar o futuro da empresa

Ter um planejamento é fundamental para garantir a empresa cresça de forma estratégica e consistente.

Para definir o valuation, é necessário avaliar quais foram os planejamentos passados, como eles atuaram efetivamente no crescimento do negócio, quais foram as premissas utilizadas, bem como os fatores macroeconômicos. Todos os detalhes que envolvem o crescimento e os planejamentos anteriores precisam ser avaliados.

Quando você entende todas as variáveis que transformaram a empresa e fizeram aumentar seu valor, é possível criar um planejamento focado no futuro, considerando um crescimento sustentável e consistente, com base em dados reais.

Ao entender o valor da empresa, ainda, é possível organizar os investimentos de forma mais estratégica, direcionando para o que realmente importa, como aquisição de novos equipamentos, mudanças e otimizações na infraestrutura, etc.

4. Identificar as falhas da empresa

Um outro benefício da valuation da empresa é identificar quais são as possíveis falhas e acertos do negócio. Não é raro encontrarmos empresas que possuem alguns gargalos mas que, muitas vezes, ainda não os identificaram.

Através desse processo de análise do negócio como um todo, é possível levantar onde estão esses pontos fracos e como eles podem ser resolvidos.

Em contrapartida, também é possível identificar quais são os pontos fortes do negócio, como a empresa chegou até lá e prever as ações mais adequadas no próximo planejamento.

5. Adequar a empresa às legislações vigentes

Um detalhe importantíssimo sobre o valuation da empresa é conseguir, a partir desse valor, identificar quais são as legislações vigentes para a sua empresa, e mantê-las de acordo com as regras contábeis, fiscais e societárias.

6. Estar preparado para receber um possível investimento

Para atrair investidores e conseguir apresentar as informações de forma organizada e transparente, é fundamental saber quanto seu negócio vale.

Se tratando de uma empresa com boa gestão e um crescimento previsto bem atrativo, essa pode ser uma situação possível.

7. Estar preparado para fusões e aquisições

Caso exista a possibilidade de fusão ou aquisição, é necessário saber o valor de mercado da sua empresa. Saber calcular o valor de todas as empresas envolvidas é fundamental para que os novos investimentos sejam bem feitos. Esse conhecimento irá ajudar caso outros financiamentos se tornem necessários.

Agora que você já sabe a importância e os benefícios do valuation da empresa, é hora de fazer os cálculos e ter em mente a necessidade de entender esse valor.

Independentemente do tamanho da organização e mercado que essa empresa está inserida, sempre cheque esse valor!

Tem alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe um comentário!Esse artigo foi produzido pela Investor, consultoria especializada em avaliações de empresas ou empreendimentos de todos os portes e segmentos, com mais de 200 bilhões de reais avaliados e 250 mil ativos inventariados.