Artigo | 6 min read

Modelo de negócios SaaS: o que é e como funciona?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Última atualização em 13 dezembro 2022

É provável que você faça uso de algum serviço que funcione dentro do modelo de negócios SaaS, e nem saiba disso. 

Você já realizou alguma chamada de vídeo usando recursos como Zoom ou Google Hangout? Já assistiu a séries por streaming? Esses são exemplos de negócios SaaS. 

E é possível que, além de usuário, você se torne um empreendedor que cria soluções SaaS. Afinal, esse mercado não para de crescer. Prova disso é a sua projeção de crescimento, que deve alcançar os US$145 bilhões em 2022, segundo o relatório da Gartner.

O que é um modelo de negócios SaaS?

O modelo de negócios SaaS ou Software as a Service é uma nova modalidade de oferta de soluções tecnológicas, em que o acesso à solução é feita pela internet e dispensa a instalação de softwares e hardwares. 

Ao contratar um SaaS, o cliente usa os recursos oferecidos pelo sistema por meio da internet, geralmente, a partir de um login e senha, que permite acesso a todas funcionalidades contratadas. 

Talvez você se lembre de quando os softwares precisavam ser instalados em seu computador, geralmente, por meio de uma mídia como o CD-ROM. 

Atualmente, é cada vez mais comum que softwares variados sejam acessados a partir da internet, sem a necessidade de instalação. 

Além da facilidade para acesso à tecnologia, outros benefícios estão associados ao modelo de negócios SaaS, como baixo custo e maior acessibilidade.

No modelo de negócios SaaS, os softwares são executados nos servidores das empresas que desenvolveram a tecnologia. Também são elas as responsáveis por garantir o acesso e a manter a segurança de dados.

A Netflix é um exemplo de empresa que segue o modelo de negócios SaaS. Para ter acesso ao conteúdo da empresa é necessário a contratação do serviço de streaming. O acesso é feito a partir de um link ou aplicativo, login e senha. 

O custo é diluído em mensalidades, o que reduz a barreira para a entrada de novos consumidores. 

De forma similar, o Google Drive, que oferece o serviço de armazenamento em nuvem, também é um exemplo de negócios SaaS. 

Para ter acesso às soluções do Google Drive, o consumidor deve realizar o login no aplicativo ou no site, a partir de um cadastro, senha e da conexão à internet.

O Google Drive oferece um serviço gratuito e opções de planos pagos para quem precisa de mais espaço para armazenamento. 

Benefícios do SaaS

Antes de nos aprofundarmos sobre os tipos de modelo de negócios SaaS, vamos a uma breve explicação de alguns dos principais benefícios da solução. 

Custos reduzidos

Para os clientes que contratam uma solução SaaS, a barreira de preços é reduzida, uma vez que os valores são diluídos em mensalidades, no modelo de assinatura.

Ao invés de precisar arcar com o custo completo de contratação de um software, que geralmente é alto, o contratante tem acesso a opções reduzidas de custos de aquisição.

Para a empresa que oferece a solução isso amplia o mercado em que pode atuar, também funcionando como um benefício para escalar a solução.

Alta acessibilidade

Quando um consumidor contrata uma solução SaaS, seja para empresa ou uso pessoal, a acessibilidade oferecida é um dos grandes benefícios. 

Afinal, com acesso a internet é possível usar o recursos do sistema contratado a partir de qualquer dispositivo, seja smartphone, desktop ou tablet. Além de poder usar as funcionalidades em qualquer lugar e a qualquer hora.

Facilidade de upgrade

Todas as atualizações do sistema, incluindo upgrades, são gerenciadas pelo provedor. Isso elimina a necessidade de download ou instalação de ferramentas, garantindo que a versão mais atual do sistema estará disponível, sempre.

Variações dos modelos de vendas SaaS

Se você está em busca de opções para iniciar um modelo de negócios SaaS, algumas opções de estratégias de venda devem ser consideradas. Conheça algumas delas, a seguir.

Self Service

Nesse modelo de vendas SaaS, a empresa não precisa investir na criação de uma equipe comercial, porque todo o trabalho será realizado pelo próprio cliente.

Para isso, entretanto, os preços e benefícios do recurso devem ser estar muito claros para o comprador em potencial.

A Netflix e o Google Drive, sobre os quais já falamos acima, são exemplos de modelos de negócios SaaS que usam a venda self service.

O cliente compreende o que é a solução e é capaz de controlá-la e usá-la, sem a necessidade de intermediação de um vendedor, por exemplo. 

Geralmente, é adotado por negócios com soluções que oferecem baixo ticket médio.  Nesse modelo de negócio, uma operação de venda mais robusta e individual é inviável, porque eleva muito o custo de aquisição do cliente, não gerando a lucratividade necessária para cobrir gastos. 

É bastante indicado que você ofereça um período de teste grátis para que o cliente possa compreender como funcionam seus recursos que serão, posteriormente, contratados.

Inside sales

O inside sales é outra estratégia de vendas muito usada por empresas com modelos de negócio SaaS.

No inside sales as etapas comerciais são realizadas internamente, sem que os vendedores precisem se deslocar até o prospect. 

Para que isso aconteça, canais como telefone, e-mail, redes sociais e sistemas de videochamadas, são usados em todo o processo de vendas.

Além da economia com a redução do custo de aquisição do cliente (CAC), há um aumento na produtividade do vendedor já que pode se relacionar com mais leads em menos tempo.

Leia também: O que significa Inside Sales, os benefícios do modelo de vendas e como adotar?

Account based

O account based é um modelo de vendas ainda mais personalizado, em que cada prospect é escolhido pela equipe comercial, que irá prospectá-lo e buscar sua conversão. 

Há um investimento menor na atração de leads, em comparação a ações de inside sales e self service.

O foco é na maior precisão nas ações de marketing e vendas, e está muito atrelado a conceitos como customer centric e a vendas B2B.

As empresas que optam por esse modelo de vendas, geralmente, apresentam ticket médio elevado, que oferece retorno financeiro alto mesmo após todo o investimento alto na conversão de clientes tão especializados. 

Para escolher o modelo de negócios SaaS e o tipo de venda que será realizado por sua empresa, é preciso que compreenda quem é o cliente que irá contratar seus serviços. Além disso, é indispensável conhecer o mercado e sua concorrência.

O alinhamento da estratégia comercial que será usada na venda da solução SaaS é vital para o sucesso do negócio, garantindo o retorno financeiro que possibilitará que a empresa escale, como é característica de um SaaS.

Para todas as opções que apresentamos acima, e tantas outras, você deve contar com um CRM de vendas que ajuda a melhorar a produtividade e os processos da sua equipe.

O CRM da Zendesk é ele próprio um SaaS que vai ajudar a melhorar a produtividade das equipes de vendas, em busca de melhoria e otimização das suas estratégias. 

Acesse nossa página, conheça mais sobre nossos recursos e inicie uma avaliação gratuita

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas

Experimente grátis