Artigo

Falta de comunicação interna: entenda os problemas que isso pode causar

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 3 Agosto 2021
Última atualização em 3 Agosto 2021

Sua empresa sofre com a falta de comunicação interna? Então esta matéria foi feita para você. Seja muito bem-vindo!

É certo que alinhar expectativas, comunicar os valores da empresa e integrar os processos e as pessoas são alguns dos objetivos dessa estratégia organizacional. 

E a falta dela pode gerar uma série de transtornos!

Uma pesquisa do The Economist, realizada com empresas dos Estados Unidos, revelou que a falta de comunicação adicionou estresse no dia a dia de 52% dos colaboradores. Para 44%, essa carência trouxe atrasos ou fracassos na hora de entregar um projeto.

Pois é, ainda pior do que falhas de comunicação, onde ninguém se entende, é quando não há comunicação nenhuma.

Mas nós vamos te ajudar! Aqui, além de esmiuçarmos os problemas que a falta de comunicação interna pode trazer no dia a dia, daremos dicas práticas para você resolvê-los.

Boa leitura!

4 principais consequências da falta de comunicação interna

1. Poucos (ou zero) feedbacks

Dar retorno às pessoas, seja ele bom ou ruim, é mais do que essencial no ambiente corporativo. Afinal, se o feedback no trabalho for positivo, é uma motivação a mais – se for negativo, você mostra que se empenha realmente no crescimento do colaborador.

Não dá para negar a importância desse tipo de comunicação interna!

Quando a empresa não se importa muito com os feedbacks, as pessoas começam a se sentir desprezadas e pouco valorizadas – sintomas inconfundíveis da falta de comunicação entre as equipes. No fim, a desmotivação afeta o desempenho na hora de entregar as tarefas diárias.

Resolva essa falha: faça reuniões one-on-one

Você já ouviu falar dessa estratégia? A one-on-one (ou 1:1) nada mais é que uma reunião privativa entre duas pessoas – neste caso, entre o líder e o subordinado direto. 

Nesse encontro, que é legal ser feito com regularidade (toda semana, por exemplo), há espaço para críticas construtivas e elogios por parte da chefia, mas também ajuda a dar voz ao colaborador.

Assim, o feedback é mútuo – e faz com o que o próprio líder tenha uma noção do que pode melhorar. 

A grande vantagem da reunião one-on-one é que ela não expõe os erros das pessoas na frente dos outros, evitando que a pessoa cobrada se desmotive e a equipe se sinta ameaçada (pelo medo de errar).

Leia também: Tendência de mercado para 2021: está na hora de fazer essa análise

2. Baixas perspectivas de crescimento

Outra, digamos, “sequela” da falta de comunicação interna é a estagnação da equipe – não por incompetência, e sim por não ter a real consciência de até onde se pode chegar.

O estudo do The Economist (o mesmo que apresentamos no início da matéria) apontou que os itens “perda de objetivos do colaborador” e “atraso na evolução da carreira” são as principais dificuldades ocasionadas pela falta de feedbacks.

Ou seja: sem conversas, sem clareza de perspectivas. Isso pode fazer o funcionário procurar outro lugar para trabalhar, o que aumenta a rotatividade e gera muitos custos para a empresa. Sabe por quê?

Além do prejuízo prático e técnico (já que quem sai leva o conhecimento embora), as companhias gastam, em média, 21% do salário anual do colaborador para repor uma saída (dados do Center for American Progress).

Resolva essa falha: adote (ou reforce) uma cultura organizacional 

A cultura organizacional serve como um norte – e segui-la fielmente faz com que os funcionários compreendam onde estão e para onde vão, além do que pode e o que não pode ser feito.

Essa estratégia também contribui para a criação de um plano de carreira, o que dá mais segurança para a equipe.

Portanto, se você ainda não tem uma cultura na sua empresa, esse é o momento de criar! Comece tentando responder a essas perguntas:

  • para que sua companhia existe? 
  • qual a verdadeira essência dela? 
  • que causas ela defende? 
  • qual o modo como trata os clientes? E os colaboradores?

É bom entender que a organização é feita de pessoas – então nada melhor do que deixar seus funcionários participarem do processo de criação da cultura!

Essa colaboração pode ser o primeiro passo para que todos se engajem cada vez mais nos propósitos da empresa, tornando-a mais forte. 

E engajamento (ou a falta dele) é o que nos leva ao próximo tópico!

3. Colaboradores menos engajados

Ainda de acordo com os dados do The Economist, a falta de comunicação entre equipes diminui a moral no trabalho

Isto é, impacta os colaboradores também na questão emocional, pois eles não conseguem entender se estão no caminho certo – ou se a empresa chegará de repente e os mandará embora.

Com menos conversas, menos tranquilidade. Consequentemente, menos engajamento nos ideais da companhia.

Resolva essa falha: invista na gestão de equipes

Entender o ser humano não é tão simples quanto parece, mas buscar isso dia após dia é talvez a maior premissa para gerir as equipes de forma consistente.

E como dá para se aproximar mais das pessoas? Justamente ao abrir o canal de diálogo e melhorar a comunicação – começando da diretoria para as lideranças de departamento, e depois do líder para seus subordinados.

Desse modo, é possível tirar o melhor de cada um – e mostrar que todos estão no mesmo barco, não importa o que aconteça. Isso gera o famoso senso de pertencimento!

4. Produtividade muito menor

O último item da nossa lista, mas ainda assim muito relevante na questão de falta de comunicação interna, é a produtividade baixa.

Isso acontece porque, se as pessoas não se conversam, não se alinham e não trabalham em conjunto, cada uma faz as coisas do seu jeito.

Essas situações, além de aumentarem a probabilidade de erros, prejudicam a agilidade e podem impactar no relacionamento com o cliente.

Resolva essa falha: implante sistemas de integração de processos

O primeiro passo para aumentar a produtividade – e, de quebra, melhorar a comunicação – é munir a equipe com as ferramentas adequadas.

E isso é urgente! Um relatório da Zendesk mostrou que, enquanto 50% das equipes ficaram totalmente remotas durante a pandemia, 46% dos agentes não possuem as ferramentas certas para trabalhar de casa.

Um sistema omnichannel, por exemplo, vai além do atendimento ao cliente e traz inúmeros benefícios para a comunicação entre colaboradores. 

O chamado Espaço de Trabalho do Agente é projetado para facilitar as conversas, tanto entre equipes quanto com o cliente. 

Além do mais, reúne diversos canais em um único lugar – e cada pessoa decide a forma de entrar em contato (e-mail, chat, telefone e muito mais).

Isso ajuda claramente no relacionamento com o consumidor, mas também nas relações organizacionais: com processos padronizados e uma estrutura conectada, a comunicação e o trabalho se tornam mais eficientes.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Experimente grátis