Como fazer um mapa mental de vendas passo a passo

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 11 setembro 2020
Última atualização em 3 Agosto 2021

O mapa mental de vendas é uma técnica gráfica utilizada para ilustrar conceitos. Com ela, é possível visualizar ideias com mais clareza. Além disso, também ajuda a contextualizar e relacionar as informações, tornando-as tangíveis e mensuráveis.

Quer entender melhor os detalhes por trás desse conceito? Continue a leitura e descubra os elementos mais relevantes do assunto. Veja os tópicos abordados neste texto:

  • O que é um mapa mental? Para que ele serve?
  • Como usar o mapa mental no setor de vendas?
  • Quais os benefícios de um mapa mental de vendas?
  • Passo a passo de como fazer um mapa mental de vendas
  • 5 ferramentas digitais para fazer mapas mentais
  • Como a Zendesk pode potencializar o mapa mental de vendas?

O que é um mapa mental? Para que ele serve? 

Mapa mental é uma técnica de estudo criada por um consultor inglês chamado Tony Buzan, no fim da década de 1960. Trata-se de um recurso que visa, principalmente, organizar informações de um modo mais visual. No entanto, também é uma boa ferramenta para analisar e associar dados.

O diferencial desse método é que ele representa visualmente os processos cognitivos e abstratos de nosso cérebro, facilitando a memorização, o entendimento e a interpretação. Logo, fortalece as conexões cerebrais e, desse modo, gera raciocínios mais eficientes.

Essas vantagens são comprovadas pelos dados do 2019 Mind Mapping Software Trends Survey. Quando perguntados sobre o principal benefício do mapa mental, os profissionais responderam da seguinte forma:

  • melhora o entendimento de problemas complexos (mais de 20% das respostas);
  • ajuda a gerenciar a sobrecarga de informações (cerca de 14%);
  • auxilia a pensar com mais agilidade (cerca de 14%);
  • sintetiza as informações (cerca de 11%);
  • melhora a captura e organização de conhecimentos (cerca de 9%).

Para promover essas melhorias, a técnica conta com diversos recursos, como imagens, códigos, símbolos, palavras-chave, cores e uma estrutura ramificada. Todos esses aspectos contribuem para o aperfeiçoamento da compreensão e memorização.

Como usar o mapa mental no setor de vendas?

O uso do mapa mental de vendas dependerá dos objetivos e do momento da equipe comercial. Afinal, essa ferramenta pode ser usada de inúmeras maneiras. A seguir, listamos as principais utilidades que ela pode ter para o seu time:

  • estruturação de processos;
  • otimização de processos;
  • relatórios;
  • treinamentos;
  • desenvolvimento estratégias.

Estruturação de processos

Caso a equipe comercial tenha sido montada recentemente ou ainda esteja nesse movimento, o mapa mental de vendas pode ser uma ótima ferramenta para ajudar na estruturação dos processos.

A criação de um sistema e de uma rotina de trabalho é uma das primeiras tarefas de um time recém-criado. Dessa forma, é possível definir as funções de cada membro e organizar adequadamente as atividades.

A questão é que o desenvolvimento de processos pode ser algo extremamente complexo, trabalhoso e abstrato. Por isso, o mapa mental é uma boa solução. Com ele, é possível organizar os procedimentos de maneira visual, facilitando a construção.

Por exemplo, você pode ilustrar detalhadamente cada uma das etapas do pipeline de vendas, ajudando os colaboradores a entenderem e se lembrarem de como os processos funcionam.

Otimização de processos

No caso de uma equipe de vendas já estruturada, o mapa mental pode ser utilizado para otimizar os processos, adequando-os para atingir os objetivos desejados.

Ele pode ser usado para mapear todos os procedimentos, facilitando a análise de cada etapa. Assim, fica mais simples encontrar problemas que possam estar prejudicando os resultados.

Além disso, o mapa mental de vendas também ajuda na realização de brainstormings, simplificando o desenvolvimento de soluções para as falhas.

Relatórios

Os relatórios de vendas fazem parte do dia a dia das equipes comerciais, uma vez que são utilizados para compartilhar os dados do setor.

Aqui, o mapa mental de vendas pode ser usado como uma ferramenta que descomplica a comunicação de informações.

Apresentar os relatórios apenas com números, sem contexto e comunicação visual, pode resultar em interpretações e decisões equivocadas. À vista disso, o mapa mental facilita o entendimento dos dados por meio de uma organização fundamentada em imagens.

Treinamentos

No departamento comercial, bem como em qualquer outro, é fundamental que os colaboradores passem por treinamentos constantes. Desse modo, mantém-se a todos atualizados e capacitados para executarem um trabalho de alta qualidade e performance.

Os treinamentos também são essenciais para apresentar a rotina da equipe a novos membros.

O ponto-chave nesse contexto é a forma de ensino, pois define a eficiência da capacitação. Caso seja utilizado um método inadequado, os resultados não serão satisfatórios. Ou seja, os colaboradores terão dificuldades em memorizar os conhecimentos, precisando aprender por conta própria.

Mais uma vez o mapa mental de vendas entra como uma solução que descomplica informações complexas. Assim, fica mais fácil das pessoas reterem todos os aprendizados compartilhados em um treinamento.

Leia também: Como engajar equipe de vendas: 5 + 4 dicas práticas e efetivas para times presenciais e remotos

Desenvolver estratégias

O desenvolvimento de estratégias é outro processo que pode ser muito abstrato e trabalhoso. Contudo, a visualização das ideias pode destravar o potencial de criação dos envolvidos.

Como dissemos, o mapa mental ajuda a pensar com mais agilidade e pode ser um grande aliado do brainstorming, que é uma ótima ferramenta para a estruturação de estratégias.

Quais os benefícios de um mapa mental de vendas?

As principais vantagens e soluções proporcionadas por um mapa mental de vendas são as seguintes:

  • possibilita que os representantes de vendas apresentem suas ideias com organização e inovação;
  • gera insights poderosos sobre o ciclo de vendas;
  • é um importante aliado da psicologia de vendas, logo, melhora as tomadas de decisão
  • favorece a identificação mais assertiva de clientes em potencial;
  • facilita a seleção de prospects qualificados;
  • prepara o seu time para ter respostas mais rápidas;
  • potencializa a solução de problemas de modo criativo;
  • ajuda a estabelecer estratégias mais assertivas; 
  • organiza os fluxos de trabalho;
  • melhora a produtividade;
  • favorece a transmissão de ideias e o compartilhamento de conceitos e processos; 
  • melhora a comunicação com colegas, clientes e gestores;  
  • otimiza o planejamento de tarefas e o cumprimento de metas; 
  • auxilia no processo de identificação de oportunidades de negócio.

Passo a passo de como fazer um mapa mental de vendas

Agora que você conheceu os fundamentos do tópicos, aprenda como fazer um mapa mental de vendas em seis passos práticos:

  1. escolha o material;
  2. determine uma palavra-chave;
  3. defina os tópicos relacionados;
  4. use símbolos e cores;
  5. explore um assunto de cada vez;
  6. revise e edite.

1. Escolha o material 

Você pode criar um mapa mental de vendas simples, à mão mesmo. Para isso, só precisará de um papel e elementos básicos de desenho, como canetas ou lápis coloridos. 

Também é possível desenvolver esse diagrama em cartolina. Basta inserir nela post-its de diferentes tamanhos e cores.

Caso precise dar um ar mais profissional, você também pode desenvolvê-lo digitalmente. Há vários softwares e programas no mercado que podem ajudá-lo. Adiante, comentaremos melhor sobre essas ferramentas.

2. Determine uma palavra-chave

O segundo passo para criar um mapa mental de vendas é determinar uma ideia central. Para tanto, é preciso escolher uma palavra-chave e colocá-la no centro do diagrama.  

3. Defina os tópicos relacionados

Depois de definir a palavra-chave, é hora de inserir ideias importantes em torno dela. Um bom caminho para organizar esse processo é criar graus de importância e, a partir disso, hierarquizar as informações. 

Por exemplo, no caso da palavra-central ser “fidelização”, os primeiros sub-tópicos podem ser “personalização”, “atendimento ao cliente”, “descontos”, “promoções” e “marketing de fidelização”. 

Para visualizar esse conceito, basta pensar em uma árvore e seus ramos. Ou seja, as ideias “menos importantes” devem se estabelecer nos ramos mais distantes da árvore. Fica mais fácil de compreender assim, não é mesmo?

Veja também: Técnicas de vendas: descubra tudo sobre essa importante estratégia

4. Use símbolos e cores

Os símbolos e as cores são um dos principais recursos que ajudam na memorização de conceitos. Sendo assim, é recomendável que você destaque a palavra-chave com uma cor chamativa ou selecione um símbolo que a represente.

O mesmo deve ser aplicado às informações mais próximas do conceito central e às suas ramificações. 

5. Explore um assunto de cada vez 

Explorar diferentes conceitos ao mesmo tempo pode te confundir, fazendo com que o mapa mental tenha um efeito inverso ao que deveria ter. Por isso, é fundamental que você foque em uma informação por vez.

Portanto, priorize uma ideia e apenas passe para o tópico seguinte assim que você a tiver explorado profundamente.

6. Revise e edite

Depois de pronto, é primordial que você e sua equipe de vendas revisem o mapa mental. Caso necessário, ajustes devem ser aplicados para que as informações fiquem bem objetivas e claras.

Também é interessante fazer revisões periódicas. Com o tempo, é possível inserir outros tópicos que, em um primeiro momento, não fizeram sentido.

5 ferramentas digitais para fazer mapas mentais

Prefere fazer o seu mapa mental de vendas de forma totalmente on-line por meio de um software? Então, conheça cinco ferramentas digitais que são boas opções:

  • MindMeister
  • Trakto
  • Figma
  • Coggle
  • Diagrams.net

1. MindMeister

O MindMeister se destaca pela sua acessibilidade e versatilidade. Com uma plataforma baseada em nuvem, é possível criar mapas mentais e acessá-los de qualquer dispositivo, independentemente do seu sistema operacional.

Além disso, permite que diversas pessoas acessem um projeto ao mesmo tempo, proporcionando uma boa experiência de colaboração. Isso facilita o trabalho em equipe presencial, mas beneficia, principalmente, times remotos.

2. Trakto

A Trakto é uma startup brasileira que oferece um editor feito para empreendedores. Isso porque o seu foco é facilitar a criação de produtos visuais por pessoas que não tem conhecimento aprofundado em design.

No entanto, a sua plataforma dá muita liberdade para fazer criações visuais. Por isso, é possível construir facilmente um mapa mental de vendas.

O armazenamento também é na nuvem, evitando a perda de documentos e possibilitando o acesso por diferentes dispositivos.

3. Figma

O Figma é uma ferramenta muito utilizada por designers para a construção da interface de produtos digitais, como sites, aplicativos, softwares, entre outros. A sua popularidade é resultado de três características:

  • plano gratuito que conta com inúmeras funcionalidades e poucas limitações;
  • facilidade de colaboração;
  • interface extremamente intuitiva, facilitando o aprendizado e utilização.

Apesar do seu uso principal ser destinado à criação de interfaces, o Figma também dá a liberdade para você criar aquilo que deseja. Sendo assim, com alguns poucos cliques, é possível montar um mapa mental.

4. Coggle

Assim como o MindMeister, o Coggle é uma ferramenta criada especialmente para a construção de mapas mentais.

O destaque desse software é a sua versatilidade para a criação visual. A plataforma conta com inúmeros ícones e disponibiliza diversas maneiras de começar e conectar os diagramas. Diante disso, possibilita montar mapas bem mais complexos e trabalhados em questão visual.

Também possui plano gratuito, armazenamento em nuvem e possibilita a colaboração em tempo real.

5. Diagrams.net

Se você está procurando por simplicidade e agilidade, a escolha certa é o Diagrams.net. Para se ter ideia da intuitividade, você acessa a ferramenta com apenas um clique, nem mesmo é preciso cadastro.

Ao entrar no site, basta clicar em “start” e você será redirecionado para o aplicativo, onde é criada automaticamente uma página para montagem de diagramas.

Totalmente gratuita, a ferramenta pode ser integrada com diversos aplicativos e softwares, possui armazenamento na nuvem e tem uma versão para baixar que permite a utilização do aplicativo sem internet.

Confira também: Gestão de equipe de vendas: 7 dicas poderosas para alavancar seus resultados

Como a Zendesk pode potencializar o mapa mental de vendas?

Contar com um CRM de vendas, como o Zendesk Sell, pode potencializar os benefícios do mapa mental. Isso porque esse software ajuda a melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline.

Projetado para manter as vendas a todo o vapor, o Zendesk Sell é uma ferramenta simples que facilita a atualização das oportunidades e permite que sua equipe consiga acessar, analisar e colaborar usando dados relevantes. 

Além disso, esse recurso permite que seus representantes monitorem cada interação com os clientes, transformando as informações em relatórios essenciais que o ajudarão a analisar e prever oportunidades. 

Ele também oferece painéis que permitem “arrastar e soltar”, e conta com mais de trinta relatórios prontos para visualizar, compreender e interagir com os seus dados.

Ficou interessado, mas não sabe se o Zendesk Sell se alinha com a realidade e o momento do seu negócio? Não tem problema, você pode fazer uma avaliação gratuita ou ver uma demonstração do software!

Software de CRM de vendas completo

O Zendesk Sell é um software de CRM para vendas que melhora a produtividade, os processos e a visibilidade do fluxo de trabalho de equipes de vendas.