Artigo

Avaliação 360: o que é e como funciona?

Por Douglas da Silva, Senior Specialist, Digital Marketing, LATAM

Publicado 22 março 2022
Última atualização em 22 março 2022

Você sabe o que é avaliação 360 graus? Existem diversas ferramentas utilizadas pelo RH para analisar o desempenho dos colaboradores, e a avaliação 360 é uma delas, utilizada para mensurar os resultados dos profissionais e criar um direcionamento estratégico para a empresa. 

Trata-se de um método de avaliação que considera várias visões do negócio, utilizadas pelas lideranças para gerar insights e estimular o trabalho realizado em equipe ou individualmente pelos colaboradores 

Considerando que 70% das empresas estão procurando investir em maneiras de engajar os funcionários — dado levantado pelo Relatório CX Trends 2021 Zendesk — avaliar o desempenho deles é uma maneira de identificar erros e estimular o alto desempenho dos agentes, garantindo a expansão dos empreendimentos.

Para você conhecer bem esse método de avaliação de desempenho, reunimos neste tópico os principais tópicos sobre o assunto, onde abordaremos:

  • Avaliação 360 o que é?
  • Existe diferença entre Avaliação 360 e Feedback 360?
  • Como fazer avaliação 360?
  • O que não fazer em uma avaliação 360
  • Exemplos de avaliação de desempenho 360 para aplicar no seu negócio
  • Principais benefícios da avaliação 360 graus
  • Melhores práticas para implementar uma avaliação 360

Aproveite o aprendizado!

O que é avaliação de desempenho?

Resumindo o que é avaliação de desempenho: trata-se de uma ferramenta utilizada no gerenciamento de pessoas, onde o principal foco é conseguir monitorar a performance de colaboradores trabalhando em equipe ou individualmente. 

Utilizando esse método as empresas conseguem analisar diversos pontos de um colaborador, dentre eles  as soft e hard skills, com isso eles conseguem criar estratégias capazes de desenvolver a produtividade, o engajamento e a motivação dos profissionais para melhorar os resultados da empresa. 

E avaliação 360 o que é?

Para quem tem dúvidas sobre o que é avaliação 360 graus, trata-se de uma metodologia de avaliação utilizada para mensurar o desempenho dos colaboradores de uma equipe, com base no feedback de várias pessoas da empresa que tenham contato direto ou indireto com o avaliado. 

Nessa estratégia são integrados os mais variados tipos de avaliações, fornecendo ao gestor de pessoas uma ferramenta capaz de oferecer uma visão completa sobre o trabalho de cada profissional avaliado.

As informações colhidas em uma avaliação 360 geralmente surgem de diversos ângulos da empresa, e isso inclui:

  • os colegas de trabalho do mesmo setor;
  • o gerente do funcionário;
  • os colegas de um departamento diferente;
  • os subordinados (quando se tratar de um líder de setor);
  • e em algumas ocasiões o SEO da empresa.  

Trata-se de um método que conglomera autoavaliação e avaliações de desempenho 90, 180 e 360 graus, sendo uma forma da empresa construir bons insights para o direcionamento correto dos seus funcionários. 

Existe diferença entre Avaliação 360 e Feedback 360?

É fundamental que as pessoas entendam o que é avaliação 360, para conseguirem enxergar bem a diferença clara que existe entre avaliação e feedback 360, que apesar de serem estratégias muito parecidas, são aplicadas de formas diferentes nos processos de um negócio.

Uma avaliação 360 graus é utilizada na tomada de alguma decisão pelo avaliador. Tradicionalmente essa mensuração acontece por meio do preenchimento de um formulário, que tem seu resultado calculado e aplicado em processos que envolvam o colaborador, como uma promoção, aumento de remuneração e até demissão.

Já um feedback 360 graus é um processo qualitativo, que avalia o comportamento, as competências e os resultados de um agente. Normalmente, esse recurso é usado para informar ao colaborador que ele pode melhorar o seu desenvolvimento, sendo uma ferramenta valiosa de evolução dentro das empresas.

Frequentemente a avaliação 360 é confundida com um feedback 360, mas, existe essa pequena diferença entre às duas, porém, ambos os formatos são complementares, então, não é totalmente errado dizer que o feedback 360 faz parte da avaliação 360, já que a aplicação dos dois em conjunto podem potencializar uma análise. 

Como fazer avaliação 360?

Após responder à pergunta: avaliação 360 o que é? É chegada a hora de entender como aplicar essa estratégia ao desempenho dos colaboradores de uma empresa. 

Uma maneira de como fazer a avaliação 360 é utilizando o ciclo PDCA, que organiza a estratégia em planejamento, execução, checagem e ajustes. Veja a aplicação desses passos na avaliação de desempenho:

1.º passo: planejar

O primeiro passo para a realização de uma avaliação 360 graus passa pelo planejamento. É nessa fase que o gestor define quem será avaliado, quais serão os avaliadores e que plano de ação será seguido, para que assim o formulário da avaliação seja desenvolvido com base nos direcionamentos corretos. 

2.º passo: executar

Na fase de execução da avaliação de desempenho, é importante que o líder organize bem a forma como será aplicado o formulário avaliativo, para que nenhum avaliador seja imparcial ou dê respostas que não representam a realidade. 

Além disso, todo o processo de avaliação deve ser bem explicado, e as informações finais devem ser guardadas em sigilo, para que depois seja realizado um cruzamento desses dados no intuito das melhores decisões serem tomadas com base nessa estratégia. 

3.º passo: checar

Na terceira fase de implementação da avaliação 360, o gestor deve observar se todas as diretrizes passadas na fase de execução foram seguidas, isso ajuda a avaliar a participação de cada profissional envolvido no processo, e também torna possível identificar se os objetivos da avaliação foram atingidos. 

4.º passo: ajudar

Por fim, no passo final da avaliação de desempenho o líder consegue identificar os erros e acertos da estratégia. Geralmente, é nessa fase que são colhidos feedbacks sobre o processo de avaliação, isso ajuda que outras mensurações sejam aplicadas sem erros.

Aproveite para ver o TED Talks com Ricardo Antunes Westphal, e entender “Por que temos melhor desempenho quando em dificuldades

O que não fazer em uma avaliação 360

Ter o entendimento sobre avaliação 360 o que é, também ajuda os gestores a determinar o que não devem fazer ao aplicar esse método nas pesquisas do negócio. Dentre estes erros estão:

  • o uso de formulário generalizado para mensurar um profissional com funções específicas;
  • dar o feedback sobre a avaliação 360 de maneira informal ao funcionário; 
  • avaliar apenas habilidades técnicas ou físicas de um colaborador, e não vê-lo como parte de uma equipe;
  • não aproveitar os resultados da avaliação para melhorar o desempenho individual e coletivo das equipes;
  • dentre outros.

Exemplos de avaliação de desempenho 360 para aplicar no seu negócio

Existem três modelos de avaliação 360 graus, que são aplicados pelas empresas nos formulários de avaliação, veja quais são:

Modelo enxuto

No modelo enxuto de avaliação 360, o líder cria um formulário onde os avaliadores darão respostas diretas para perguntas voltadas à organização, eficiência, trabalho em equipe e adaptabilidade aos processos, e as respostas possíveis para essas perguntas são: nunca, às vezes e sempre.

Confira um exemplo:

NUNCA  ÀS VEZES SEMPRE
SEU COLEGA DE TRABALHO SABE TRABALHAR EM EQUIPE?
ELE GERENCIA BEM O TEMPO GASTA EM CADA TAREFA?
ELE COLABORA PARA QUE OS RESULTADOS SEJAM ENTREGUES NO PRAZO?

Modelo direto

No formulário direto de avaliação 360 graus, os avaliadores respondem perguntas abertas sobre algo, onde as respostas esperadas são sempre cinco possíveis, sendo elas: nunca, pouco, algumas, muito, e quase sempre. 

Veja um exemplo de avaliação de desempenho 360 desse estilo:

NUNCA POUCO ALGUMAS MUITO QUASE SEMPRE
SABE SE COMUNICAR DE MANEIRA ASSERTIVA?
SEUS VALORES ESTÃO ALINHADOS COM O DA EMPRESA?
SABE LIDAR COM OPINIÕES DIFERENTES?
LIDA BEM COM SUAS FERRAMENTAS DE TRABALHO?

Modelo complexo

Assim como o modelo enxuto, o complexo também possibilita a variação de três respostas, sendo elas nunca, algumas vezes e sempre, porém, envolve a criação de perguntas mais específicas, geralmente feitas em pares, ou por categorias pré-estabelecidas. 

Veja exemplos: 

LIDERANÇA NUNCA  ÀS VEZES SEMPRE
SABE DELEGAR?
TODA DECISÕES IMPORTANTES INDIVIDUALMENTE?
RESOLVE CONFLITOS?

COMUNICAÇÃO NUNCA  ÀS VEZES SEMPRE
SE COMUNICA BEM EM SITUAÇÕES DE CONFLITO?
SE COMUNICA DE FORMA TRANSPARENTE?
SABE SE EXPRESSAR BEM

TRABALHO EM EQUIPE NUNCA  ÀS VEZES SEMPRE
SABE OUVIR OPINIÕES?
CONSEGUE OPTAR PELA MELHOR DECISÃO PARA A EQUIPE?

Principais benefícios da avaliação 360 graus

A avaliação 360, que é uma ferramenta de crescimento empresarial e desenvolvimento colaborativo, possui muitos benefícios. Veja alguns deles a seguir.

  • A avaliação 360 é uma ferramenta que permite que a empresa avalie seus colaboradores pelos mais variados ângulos, tornando esse o processo avaliativo mais amplo para aplicar ao dia a dia dos negócios.
  • Por meio de uma avaliação 360 graus os colaboradores recebem feedbacks mais direcionados, isso os ajuda a compreender melhor as contribuições que a empresa espera receber.
  • Avaliações no formato 360 graus são mais confiantes e transparentes.
  • Todas as partes interessadas no negócio têm voz nesse processo de avaliação.
  • Ao realizar a avaliação 360, as empresas evitam conflitos diretos entre liderança e liderados.
  • Usando essa avaliação fica mais fácil guiar uma decisão de promoção, transferência, demissão e aumento de ganhos.
  • A percepção de justiça se torna mais perceptível nos processos internos da empresa.

Melhores práticas para implementar uma avaliação 360

Já aprendemos o que é avaliação 360 graus, como ela funciona, e seus principais benefícios, agora, para finalizar esse artigo, reunimos algumas boas práticas de implementação dessa estratégia de maneira eficaz. 

  • Não use o resultado da avaliação 360 graus como única ferramenta para a tomada de decisões. Apesar de termos citado que essa avaliação é importante em processos de promoção, demissão, e outras aplicações, ela jamais deve ser a única ferramenta, pois isso pode gerar ansiedade dos colaboradores na hora de realizar essa avaliação.

  • Não compare resultados. Apesar de parecer útil comparar avaliações e autoavaliações, isso pode prejudicar os resultados reais desses feedbacks, e até mesmo atrapalhar o processo de desempenho, principalmente quando as avaliações estiverem ligadas a líderes de equipes.
  • Incentive os participantes a fornecer avaliações qualitativas: a parte mais importante da avaliação 360 graus é o componente qualitativo do feedback ou revisão, isso amplia as chances dos colaboradores melhorarem seu desempenho.
  • Estimule o feedforward! Realiza uma avaliação e não aproveitar tudo que ela pode proporcionar, é deixar de utilizar todo o potencial dessa ferramenta. Após entender as avaliações, é muito importante que os gestores deem um feedback com dicas que estimulem o real desempenho dos colaboradores no futuro.
  • Utilize a tecnologia a seu favor. Com a transformação digital, muitos processos foram melhorados com a aplicação de ferramentas de gestão digitais para melhorar a qualidade de monitoramento das empresas. Ao utilizar uma ferramenta de gestão e monitoramento, o acompanhamento das equipes se torna mais prático e assertivo.