Artigo

Estratégia de precificação: entenda como montar a sua + tipos

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 7 julho 2022
Última atualização em 7 julho 2022

Entender as maneiras de colocar preços em produtos ou serviços pode ser uma tarefa difícil para alguns empreendedores. E esse fator independe de tempo no mercado, o que pode significar um grande problema na vitalidade da empresa.

Essa dificuldade pode ser vista, por exemplo, em uma pesquisa feita em 2018 pela startup Preço Certo. Colocando em números, das 10 mil empresas entrevistadas, 89% dos empresários não confiavam nos preços que colocavam em seus produtos. 

Um número tão alto acende um alerta! Afinal, como garantir a longevidade de um negócio se não há confiança nos preços postos nele?

A falta de estratégia de precificação impacta diretamente na entrada e saída da receita. O motivo é que, sem ela, o empreendedor pode estar colocando muito recurso para um produto ou serviço e não estar levando isso em conta na precificação. 

Com isso, a conta acaba ficando pesada e no fim não estará tendo o retorno sobre o investimento esperado para a manutenção da empresa. O contrário também pode acontecer, quando se coloca um valor muito além do gasto com a produção e não há demanda no mercado. 

Você se encontra na mesma situação dos 89% de empresários que não confiam na precificação dos seus produtos ou serviços? Então hoje é seu dia de sorte!

Preparamos um conteúdo completo sobre o assunto, para que esse medo não impeça mais o crescimento do seu negócio. Continue por aqui para entender sobre os tópicos abaixo.

  • O que é estratégia de precificação?;
  • Definição de preço e valor: como diferenciar?
  • 10 principais tipos de estratégia de precificação.

Boa leitura!

O que é estratégia de precificação?

O conceito de precificação é empregar algum tipo de valor monetário a um produto ou serviço. Portanto, entender o que é estratégia de precificação é compreender as melhores maneiras de colocar preço em algo, sem que isso impacte negativamente os objetivos da empresa.

Existem diversos tipos de estratégia de precificação para se utilizar. Mas esses detalhes falaremos mais à frente. 

Antes disso, é preciso ter em mente que para fazer uma análise de preço bem feita deve-se ter conhecimento sobre alguns aspectos. Como por exemplo:

  • mercado que está inserido;
  • fatores macroeconômicos;
  • comportamento consumidor da sua base de clientes;
  • eventos especiais;
  • projeção de vendas.

Os aspectos aqui listados devem ser avaliados em diversas estratégias dentro da empresa. Portanto, é importante já tê-los mapeados pois evitará retrabalhos desnecessários e você sempre terá informações e dados importantes para o seu negócio como um todo. 

Ferramenta de precificação

Como já explicitamos no início deste conteúdo, realizar uma boa estratégia de precificação é muito importante para que sua empresa se desenvolva de maneira saudável e garanta uma maior longevidade no mercado. No entanto, muitos empreendedores podem ter algum tipo de dificuldade no processo.

Mas, para ajudar esse tipo de empreendedor, a startup Preço Certo criou sua própria ferramenta de precificação. Com a plataforma, todo o processo de entender quanto e onde se gasta para a implementação de um produto ou serviço no mercado é simplificado. 

Definição de preço e valor: como diferenciar?

Outro fato importante para fazer uma boa estratégia de precificação é entender a definição de preço e valor. Mesmo que seus conceitos sejam semelhantes, diferenciá-los vai te ajudar a direcionar a melhor estratégia para a sua empresa.

Confira a seguir os detalhes e diferenças de cada um. Além de entender como o preço e o valor de um produto podem influenciar o volume de vendas.

Preço

Como explicamos anteriormente, precificar algo é colocar valor monetário neste produto ou serviço. Ou seja, é um conceito totalmente voltado ao fator econômico e financeiro.

Inseridos em um preço estão aspectos como:

  • gastos com matéria-prima;
  • despesas com transporte;
  • demanda;
  • concorrência;
  • inflação;
  • impostos.

O empreendedor precisa estar atento aos fatores e cenários macro e microeconômicos para precificar os produtos ou serviços da sua empresa. Sem essa análise, é bem provável que aconteçam erros.

Por esse motivo é importante estabelecer uma estratégia de precificação. Assim, mesmo que o período econômico seja de instabilidade, você saberá como colocar um preço que não pese tanto no seu bolso e o consumidor não saia tão prejudicado.

Também pode te interessar: Ticket médio: o que é, como calcular e dicas para aumentar.

Valor

Diferentemente do preço, o valor está presente no produto ou serviço mas não da maneira monetária. Nele se destacam os benefícios, que podem ser práticos ou sentimentais, do que sua empresa oferta. 

A estratégia de focar no valor de um produto é muito utilizada em anúncios publicitários, ainda mais quando se vive em um momento de macroeconomia instável. Um bom exemplo dessa tática são as propagandas da Coca-Cola divulgadas na televisão.

Em todas é apresentado apenas o valor sentimental de comprar o refrigerante da marca. Alguns exemplos:

  • o valor de ter a família reunida em um almoço de domingo;
  • o valor de reencontrar os amigos depois de muito tempo distantes.

Esses são apenas alguns exemplos da marca que, em nenhum momento, fala o preço monetário do produto. No entanto, sempre apresenta o refrigerante como parte central da alegria de estar reunido. 

Uma boa estratégia de valor pode, muitas vezes, influenciar na precificação de um produto. Mas isso você vai entender melhor na lista com os sete principais tipos de estratégia de precificação. 

Continue para não perder nada!

7 principais tipos de estratégia de precificação

Entendendo o que é estratégia de precificação, a definição de preço e valor, a importância de ambas e como elas se diferenciam, fica mais simples avançar. Afinal, você veio até aqui para entender como utilizar este tipo de estratégia. 

Comunicamos de antemão que existem vários tipos e que entender qual é o melhor, dependerá das características de cada empresa. Mas, dentro dessa imensidão, são 7 tipos de estratégia de precificação que se destacam, são elas:

  • precificação competitiva;
  • freemium;
  • skimming;
  • preço de custo acrescido;
  • preço de penetração;
  • precificação baseada na concorrência;
  • estratégia de preço por projeto.

Confira os detalhes de cada uma delas a seguir. 

1- Precificação competitiva

O primeiro tipo de estratégia é a de precificação competitiva. Nela os preços dos seus produtos ou serviços se baseiam nas tendência do mercado. 

Portanto, consequentemente, você deve estudar e entender o mercado em que sua empresa está inserida. Isso inclui também analisar seus concorrentes.

Mas, é importante ter atenção a esse último fator. Na estratégia de precificação competitiva, os preços do que seu negócio oferece precisam ser atrativos com inteligência. 

Como assim?  

Não é porque o seu concorrente irá diminuir o preço dos produtos dele que você precisa abaixar os da sua empresa. Este modelo de precificação está muito mais relacionado a uma melhor análise do mercado do que a “guerra de preços” com a concorrência. 

Leia também: O que é diferencial competitivo, por que e como criar o seu?

2- Freemium

A estratégia de precificação Freemium, é como uma junção de dois métodos em um. Para entender melhor vamos “aportuguesar” o termo. 

Free = grátis + Mium = parte da palavra premium que significa algo como uma premiação

Essa estratégia é bem simples de entender, ainda mais que muitas plataformas de streaming de vídeo e de áudio usufruem de seus benefícios. Basicamente se oferece parte do serviço gratuitamente, por um período de tempo ou ilimitado, e assinando pacotes premium o cliente usufrui do produto de maneira integral. 

Alguns exemplos de empresas que utilizam da estratégia de precificação Freemium, são:

  • Spotify: o cliente pode utilizar o serviço gratuitamente, no entanto sem a possibilidade de escolher a ordem de suas músicas e escutando anúncios. Fatores que não existem no serviço premium do streaming de áudio;
  • Netflix: o consumidor ganha 30 dias de uso gratuito para conhecer a plataforma e entender se é o que ele realmente quer. Após esse período ele pode ter acesso sempre que quiser aos filmes e séries do streaming, mas precisa assinar um dos planos. 

A estratégia Freemium vem ganhando cada vez mais espaço nos mais variados mercados. O motivo é que utilizá-la faz com que o cliente tenha a sensação de exclusividade. No entanto é importante citar que para ela funcionar plenamente toda a empresa precisa estar em sintonia, principalmente a área de atendimento ao cliente.  

3- Skimming

A terceira estratégia é a Skimming, ou desnatação de mercado. Ela é caracterizada pelo grande percentual lucrativo em pouco tempo. 

É uma ideia tentadora, mas é preciso atenção caso for aplicar esse tipo de estratégia. Confira como ela acontece:

  • aplica um preço acima do mercado para um produto já reconhecido;
  • vai baixando o preço conforme o tempo for passando.

Consegue imaginar alguma marca que faça a estratégia Skimming muito bem? Isso mesmo a Apple com seu produto Iphone. 

Essa estratégia dá espaço para lucrar, inicialmente, com clientes que não se importem tanto com o valor monetário do produto. Mas, em seguida, lucra também com clientes que queiram ter o produto por um preço mais “em conta”.

4- Preço de custo acrescido

A quarta estratégia de precificação é a de preço de custo acrescido. Ela é bem simples de entender, além de ser uma das mais utilizadas. 

Basicamente, precifica-se um produto levando em consideração os custos de produção, acrescendo o lucro desejado. Exemplos da utilização da estratégia de preço de custo acrescido podem ser observados mais facilmente em lojas de produtos artesanais. 

5- Preço de penetração

A estratégia de preço de penetração pode também ser conhecida como estratégia de preço de entrada no mercado. Como o próprio nome já indica, ela é muito utilizada como uma maneira de novas empresas ganharem um pouco da atenção que as já consolidadas possuem.

Como fazer isso com esse tipo de estratégia de precificação? Simples, colocando um preço muito abaixo da concorrência. 

Por ser nova no mercado, a estratégia de preço por penetração não gera a famosa “guerra de preços” entre empresas. O motivo é que a novata ainda não possui expressão para competir em pé de igualdade com as outras.

Com esse tipo de estratégia o objetivo é ficar conhecido no mercado. Mas, é importante não ficar nela por muito tempo, pois pode trazer prejuízos.

6- Precificação baseada na concorrência

A sexta estratégia de precificação é também muito conhecida. Ao pensar em utilizar a precificação baseada na concorrência, mesmo que famosa, é preciso atenção.

O motivo é que é preciso analisar se a sua empresa consegue entrar nessa “guerra de preços” sem que enfrente grandes prejuízos. Além disso, é importante avaliar se a equipe de vendas e atendimento ao público estarão preparadas para a possibilidade de um maior contingente de clientes. 

Ela não é tão recomendada para empresas que não estão consolidadas e nem as que não integram mercados bem estabelecidos. A estratégia de precificação baseada na concorrência é facilmente observada em grandes redes de supermercados. Por exemplo: “traga o encarte da concorrência que cobrimos o valor de qualquer produto”.

7- Estratégia de preço alto-baixo

A última estratégia de precificação também é bastante conhecida e muito utilizada em situações como o Black Friday, por exemplo. Na estratégia de preço alto-baixo empreendedores fazem suas vendas normais se baseando em alguma das estratégias de precificação acima.

No entanto, caso tenham interesse em utilizar a estratégia de preço alto-baixo, esses preços normais já se apresentam com um custo um pouco acima da média. Assim, quando chegam as épocas de descontos, abaixa-se o preço abruptamente. 

Com isso, há um boom nas vendas e, consequentemente, na receita da empresa. 

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Experimente grátis