Artigo

Business Analytics e Business Intelligence: qual a diferença?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 18 dezembro 2020
Última atualização em 18 dezembro 2020

Uso de dados para tomada de decisões estratégicas mais assertivas. Esse é o objetivo do  Business Analytics e Business Intelligence. Entretanto, esses dois conceitos não são a mesma coisa. 

Enquanto o Business Intelligence responde a perguntas como “o que aconteceu” e “o que provocou isso”, o Business Analytics busca compreender o que vai acontecer.  

A simples busca por responder a perguntas diferentes já nos dá uma ideia mais concreta sobre o que estamos falando. Mas para entender como tudo isso funciona na prática, continue lendo este artigo. 

O que é Business Intelligence?

Comparado ao termo Business Analytics, o BI é um termo mais comum dentro das empresas. 

Entre os conceitos que permeiam o Big Data, o Business Intelligence é referente a busca por dados que monitorem as métricas da empresa, confirmando ou não o alcance dos resultados previamente estabelecidos. 

Por meio dos dados, dentro do BI, a empresa  monitora seus indicadores e compreende os resultados obtidos em diferentes áreas do mercado. 

A gestão de dados contribui para que a empresa possa melhorar suas decisões de negócios. 

Para o monitoramento de todos os dados necessários para a avaliação das áreas estratégicas da empresas, são usadas uma série de ferramentas de:

  • Automação de monitoramento, 
  • Processamento analítico,
  • Relatórios, 
  • Gestão de desempenho. 

O objetivo do acompanhamento dos dados do BI é reagir a situações que se apresentam, tornando a tomada de decisão mais estratégica a partir da análise do que aconteceu. 

Em suma, o Business Intelligence é fundamental para identificar falhas nas diferentes áreas da empresa, permitindo uma reação e correção de trajeto.

Os dados coletados não são apenas números, mas informações. Em outras palavras, os dados coletados são altamente interpretáveis para identificar o que acontece e porque aconteceu, sejam falhas ou resultados de sucesso que podem ser replicados, se compreendidos.  

Mas, o que é business analytics? Como falamos no início deste artigo não estamos falando de dois conceitos iguais. Business Analytics e Business Intelligence observam dados diferentes para responder a perguntas diferentes. 

O que é Business Analytics?

Business Analytics também está atrelado ao conceito do uso de dados do mercado para tomada de decisões. 

É importante reforçar que esses dados podem ser coletados em diferentes áreas da empresa, sejam dados sobre:

Entretanto, enquanto o BI usa os dados para entender o que aconteceu e porque aconteceu, o BA usa os dados para prever novos cenários de mercado, nas diferentes áreas estratégicas da empresa. 

“O que vai acontecer?”. Essa é a pergunta que o Business Analytics quer responder. 

Para isso, o conjunto de dados do Big Data são organizados pensando a partir de simulação de cenários, em busca de prever o futuro das áreas estratégicas da empresa. 

Entender as tendências do mercado, dos consumidores, da tecnologia e mais É por isso que o Business Analytics é considerado proativo, enquanto o BI é reativo (ou seja, ele permite a reação em relação a um cenário que já aconteceu). 

Em suma, o BA tem como objetivo usar os dados para simular e definir ações futuras para os próximos períodos. Para isso ele usa:

  • Análises quantitativas e estatísticas, 
  • Coleta de dados, 
  • Coleta multimídia, 
  • Modelos descritivos e mais. 

Business Analytics e Business Intelligence

Agora que você compreendeu o que é Business Intelligence e o que é Business Analytics, ficou mais fácil entender a relação entre eles e suas aplicações dentro da empresa. 

Em pesquisa da CMO Summit 54% dos CMO de marketing acreditam que big data será essencial para sua estratégia de marketing a longo prazo.

É impossível ignorar que a transformação digital permitiu um crescimento exponencial do  uso de dados na tomada de decisões nas empresas, tornando elas muito mais assertivas. 

As empresas hoje possuem muito mais chances de acertarem em suas previsões do que antes do acesso aos dados que a tecnologia permite hoje. 

Por meio dos dados, tanto a análise do que aconteceu (BI) quanto a avaliação de tendências sobre o que pode vir a acontecer (BA) devem ser usadas para otimizar os resultados da empresa, fazendo com que ela:

  • Conserte erros,
  • Aproveite melhor seus acertos,
  • Invista nas áreas com mais chance de trazer mais resultados em menos tempo.

Dessa forma, a aplicação do Business Analytics e Business Intelligence deve ser realizada em conjunto. Isso significa que um não substitui o outro, pelo contrário, eles se complementam. O olhar para o que foi feito e para o que deve ser realizado permite que a empresa gere mais valor para o mercado e para ela mesma. 

A partir da identificação do que deu certo e do que deu errado a empresa passa a:

  • Otimizar seus investimentos, 
  • Reduzir gastos, 
  • Aumenta o retorno sobre investimento. 

Ao entender as tendências do mercado e do público consumidor você aumenta seu poder competitivo. 

Tudo isso já começa a fazer parte das estratégias das grandes empresas, entretanto, também precisam fazer parte dos negócios de menor porte, principalmente os que têm menor capacidade de investimento. 

Pense que com o BI e BA você reduz as chances de errar em uma decisão. Empresas com pouca capacidade de investimento precisam de mais assertividade para não usar o pouco capital que têm em áreas com poucas chances de prosperarem. 

O feeling e o achismo, a cada dia, perdem mais espaço dentro de um cenário altamente tecnológico, com ferramentas de análises pagas e gratuitas e com o volume de informações circulando. 

Cabe à empresa transformar números em informações e agir diante delas, seja diante do atendimento ao cliente, do setor de vendas, marketing, financeiro, ou outras áreas. 

Como dissemos ao longo deste artigo, o uso de ferramentas que ajudam na coleta e gestão de dados é fundamental para tornar mais eficiente as decisões da sua empresa.

Por isso, conheça a Zendesk e nossas soluções de softwares de suporte, vendas e estratégias de engajamento do cliente. Eles são rápidos de implementar, fáceis de usar e podem ser redimensionados para atender às suas necessidades.

Dentro da solução de Sales Support Suite conheça o Guide um recurso  que te ajuda a ter uma base de conhecimento estruturada sobre seus clientes. Conheça mais no vídeo abaixo.