Artigo | 7 min read

Era da Imaginação: o que é e como aplicar em vendas?

Por Zendesk

Última atualização em 29 Mai 2023

Se você, enquanto líder ou gestor de equipes, estimula a cultura da inovação e o pensamento criativo, saiba: práticas como essas te colocam à frente dos concorrentes na chamada Era da Imaginação. 

O movimento, abordado pela WGSN na maior convenção global de vendas a varejo, NRF 2023, defende que a imaginação está substituindo a admiração como driver essencial do futuro.  

E o que isso significa na prática? Quer dizer que a imaginação ganhará cada vez mais espaço nas empresas como uma ferramenta de produção de narrativas e de ações criativas. A criatividade será um criador de valor econômico, ainda mais do que as atividades tidas como chaves na Era da Informação, como o pensamento e o discurso.

Se para você essa abordagem ainda é nova, não se preocupe. Vamos falar sobre tendências e possibilidades criadas a partir da Era da Imaginação ao longo deste artigo. 

Boa leitura. 

O que é Era da Imaginação?

Era da Imaginação é um conceito criado pela executiva Rita J. King, compreendido como uma estrutura de transição da Era Industrial para a Era da Inteligência. Aqui, é preciso adotar um pensamento criativo e diferente em relação a cultura, criatividade, tecnologia e sociedade para se adaptar melhor a um mundo cada vez mais exigente. 

O conceito de Era da Imaginação defende que a criatividade e a imaginação se tornarão importantes drivers de valor econômico, impulsionados pela tecnologia, por ferramentas digitais (como a Inteligência Artificial), pela automação (que elimina tarefas burocráticas e repetitivas, abrindo espaço para o pensamento inovador) e por plataformas de conteúdo (como as redes sociais). 

Era da Imaginação na NRF 2023 

O tema já é abordado por estudiosos do segmento há alguns anos. Porém, na NRF 2023, a maior convenção de vendas do setor de varejo em escala global, foi colocado em pauta como um aspecto determinante para os próximos anos pela WGSN, empresa especializada em previsões de tendências.   

Na convenção, discutiu-se sobre o papel da imaginação como a chave para as empresas em um período pautado pela transformação. Nikolas Badminton, cientista futurista, resume: 

“Estamos passando da Era da Informação para a Era da Imaginação, onde nossa criatividade e imaginação individual e coletiva se tornam os principais criadores de valor econômico, em comparação com as principais atividades da Era da Informação, onde a análise e o pensamento são os impulsionadores do valor.”

A ideia de uma Era da Imaginação se conecta fortemente com referências do mundo infantil. Isso porque é preciso se permitir sonhar grande e encontrar maneiras disruptivas para solucionar velhos problemas. 

Além disso, o momento também possibilita que as linhas entre realidade e imaginação se tornem ainda mais tênues. Isso leva a um momento onde grande parte do conteúdo apresentado (seja em forma de música, marketing ou elementos culturais) terá a participação da IA.

Confirmação da tendência

Já no início de 2023, eventos confirmaram a previsão da NRF e mostraram como a Inteligência Artificial ganha força em um mundo cada vez mais criativo e imaginativo. 

A popularização de ferramentas conversacionais de IA, como o ChatGPT e o Bing, além de plataformas de criação de obras de arte por robôs de inteligência artificial mostram que criatividade e tecnologia serão fatores cada vez mais sincronizados nos próximos anos. 

Como trabalhar vendas na Era da Imaginação?

Mas, afinal, como trabalhar vendas na Era da Imaginação? Diante de um contexto de descentralização de informações, automatização e uso de tecnologias como protagonistas, ainda podemos falar em relações comerciais humanizadas? 

A resposta é sim, e, a seguir, te mostramos como isso é possível.

1- Atenção às habilidades pessoais 

É importante ter em mente que, na Era da Imaginação, as palavras de ordem são colaboração e criatividade, aliadas à experimentação e à inovação. 

Nesse sentido, é preciso encontrar formas de estimular habilidades pessoais para construir relações de troca, capazes de oferecer ao outro soluções efetivas e empáticas para seus problemas. 

O que um vendedor da Era da Imaginação deve ter? Separamos 3 tipos de inteligência que contribuem para uma performance de destaque. 

  • cognitiva:  para se manter questionador, curioso e criativo;
  • emocional, para se conectar com o outro, manter a empatia e a compaixão em alta; 
  • visceral, que dá coragem e determinação para conduzir processos.

Além de habilidades pessoais que ajudam a criar conexões comerciais de sucesso, é preciso que os vendedores da Era da Imaginação tenham estímulos promovidos pela própria empresa. 

Um ambiente de trabalho saudável, com ferramentas adequadas e reconhecimento por boas iniciativas funciona como um trampolim para o pensamento criativo e inovador. 

2- Nova lógica de concorrência

Na Era da Imaginação, é preciso olhar para as preocupações competitivas com um olhar de longo prazo. 

Não basta analisar posicionamentos de mercado atuais e trabalhar de maneira pontual para “apagar incêndios” e manter a empresa em destaque. Em um mundo pautado pela criatividade, é preciso se destacar dos concorrentes de maneira imaginativa, investindo na capacidade de converter ideias em fatos e transformando oportunidades em diferenciais competitivos.

3- Novo paradigma de liderança 

Para conduzir processos comerciais em uma era pautada pela imaginação, é preciso se moldar como líder. 

Mais do que nunca, é necessário rever os conceitos atrelados à ideia de gestão de equipes, partindo do desenvolvimento de competências que atuam de dentro para fora. 

Nesse sentido, um gestor capaz de liderar estimulando a capacidade criativa de sua equipe reúne características como: 

  • Presença: o líder da Era da Imaginação está presente para si, para o outro, para a equipe e para a empresa, atuando com transparência e senso de realidade; 
  • Curiosidade: é questionador, motivador, exercita a escuta empática para conhecer o ponto de vista do outro;
  • Coragem: a liderança da imaginação assume riscos de forma inteligente e desafia cenários pré-estabelecidos. Está disposto a quebrar paradigmas e a propor formas diferentes de fazer aquilo que já está estabelecido; 
  • Confiança: este profissional é autoeficaz, acredita na capacidade de si e dos outros para efetuar mudanças. Como líder, cria, inventa, inova e estimula estes comportamentos em sua equipe; 
  • Gentileza e empatia: o líder da Era da Imaginação precisa trabalhar com sinceridade e empatia. Dessa forma, traz à tona o que há de melhor nas pessoas, estimulando comportamentos de bondade e gratidão em si e nos outros.
  • Criatividade: este líder conhece e adota práticas de uma cultura de inovação para idealizar, inventar e inovar. Estimula conversas colaborativas e generativas, que resultam em formas mais inteligentes e rápidas de resolver problemas e tomar decisões inteligentes para o bem de todos.

Por onde começar? Use a tecnologia a seu favor 

Se você ainda não sabe por onde começar a aplicar os princípios da Era da Imaginação a seu favor, aqui vai uma dica: ative as potencialidades da tecnologia. 

Com boas ferramentas, você libera seu time da realização de tarefas burocráticas e repetitivas, integra a equipe por meio de uma base de conhecimento sólida e informativa e ainda oferece, ao cliente, um atendimento diferenciado.

A principal consequência do uso de plataformas que facilitam o contato com o cliente é a satisfação do consumidor e do time, que tem mais tempo para analisar os dados de forma estratégica e dar voz a seus pensamentos inovadores e criativos. 

Tudo pronto para começar uma nova era na empresa? Então conheça o Zendesk Service, o software de atendimento da Zendesk.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Experimente grátis