Artigo

O que é comunicação interpessoal e intrapessoal? Quais as diferenças?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 26 julho 2021
Última atualização em 26 julho 2021

A comunicação interpessoal e intrapessoal são duas habilidades comportamentais que podem trazer grandes benefícios à sua vida particular e profissional. No mundo dos negócios, podem evitar problemas, ajudar no desenvolvimento de projetos, reter talentos e muito mais. As vantagens são comprovadas por diversos dados:

Quer evitar que o seu negócio sofra com essas situações? Continue a leitura e entenda tudo sobre comunicação interpessoal e intrapessoal!

O que é comunicação interpessoal?

A comunicação interpessoal consiste na troca de informações entre duas ou mais pessoas de maneira verbal ou não-verbal. Em outras palavras, são os comportamentos utilizados para transmitir uma mensagem (fala, gestos, expressões, etc.), o que pode acontecer por meio de diferentes canais (pessoalmente, mensagens, etc.).

Ter um bom domínio das habilidades interpessoais é fundamental tanto para a vida profissional quanto para a pessoal. Afinal, elas permitem que você se comunique com clareza e assertividade, características importantes para se relacionar com outras pessoas.

Logo, o desenvolvimento de uma boa comunicação interpessoal é extremamente benéfico. As seguintes capacidades podem ser adquiridas com o aprimoramento dessa competência:

  • construir relacionamentos sólidos e duradouros;
  • entender e aceitar diferentes pontos de vista;
  • expressar ideias complexas de maneira simples;
  • trabalhar bem em equipe.

Confira também: Estratégia de comunicação: o que é e por que ela é importante?

O que é comunicação intrapessoal?

Já a comunicação intrapessoal é o oposto, pois consiste na troca de informações consigo mesmo. É a popularmente conhecida “voz interior”. Basicamente, são os diálogos que você constrói por meio de pensamentos para, por exemplo, refletir sobre situações, decisões e emoções.

Na verdade, a comunicação intrapessoal também pode ser exercida por diferentes canais, como escrita e gravação de áudio. Mas é fato que as reflexões se iniciam e se desenvolvem por meio dos pensamentos.

O aperfeiçoamento deste tipo de comunicação está diretamente relacionado à  inteligência emocional e às competências interpessoais e analíticas.

As reflexões internas são os recursos necessários para trabalhar o  autoconhecimento e a autopercepção, práticas que contribuem positivamente com a capacidade de se expressar para outras pessoas.

Quais as diferenças entre comunicação interpessoal e intrapessoal?

Como você já deve ter percebido, a principal diferença entre a comunicação interpessoal e intrapessoal é a quantidade de pessoas envolvidas na transmissão e recepção das mensagens. Essa característica define todas as outras diferenças.

A comunicação interpessoal é fundamentada na troca de ideias entre várias pessoas, podendo ser realizada de modo verbal ou não-verbal. Sendo assim, é vital para construir relacionamentos e conhecer diferentes perspectivas.

A comunicação intrapessoal é baseada na reflexão interior, sendo realizada prioritariamente por meios não-verbais. Ela é crucial  para analisar situações e decisões, trabalhar o autoconhecimento e manter a saúde mental em dia.

Agora, as diferenças entre comunicação interpessoal e intrapessoal ficaram ainda mais claras, certo?

O que fazer para melhorar a comunicação interpessoal?

Conheça cinco formas efetivas de como melhorar a comunicação interpessoal:

  • trabalhe a comunicação intrapessoal;
  • adapte a comunicação às pessoas;
  • peça feedbacks;
  • desenvolva uma comunicação clara e não-violenta;
  • escute com atenção.

1. Trabalhe a comunicação intrapessoal

A comunicação intrapessoal e interpessoal são complementares e indissociáveis. Para conseguir se relacionar com outras pessoas e expressar as suas ideias, é preciso conhecer a si e estar bem consigo.

Afinal, as reflexões internas são um ponto-chave para administrar as emoções de maneira adequada e organizar as perspectivas em informações coesas.

Portanto, reservar um tempo para meditar e refletir sobre você e a sua vida pode ser uma resposta para quem deseja saber o que fazer para melhorar a comunicação interpessoal.

Procure incluir essas atividades em sua rotina para que se tornem hábitos. Além do relacionamento interpessoal, outros fatores podem ser beneficiados, como a sua concentração.

2. Adapte a comunicação às pessoas

Cada indivíduo possui a sua personalidade e os seus valores. Logo, não é efetivo se comunicar da mesma maneira com todos. Você precisa adaptar o seu discurso e a sua forma de se expressar de acordo com quem receberá a mensagem.

Suponhamos que você seja um vendedor e já no primeiro contato com um cliente ofereça o seu produto e tente de tudo para fechar a compra. O resultado mais provável é que o negócio não seja fechado.

Como dissemos, cada pessoa tem as suas particularidades. Então, de início, o ideal é  conhecer o consumidor para identificar as suas dores e desejos.

Após conhecê-lo bem, a comunicação pode ser adaptada, aumentando as chances de fechar a compra. Afinal, você irá saber em quais aspectos do produto focar para demonstrar o valor da sua solução.

Esse exemplo deixa claro como diversos detalhes da comunicação interpessoal precisam ser adaptados para que ela seja efetiva.

3. Peça feedbacks

Ter feedbacks constantes sobre as suas atitudes e competências é essencial para que você saiba como melhorá-las.

Há muitas coisas que não percebemos sobre nós mesmos, mas as pessoas à nossa volta notam a maioria desses detalhes. Sendo assim, peça feedbacks a quem você se comunica com frequência.

Assim, será possível identificar as principais deficiências e pensar em estratégias para que sejam solucionadas.

4. Desenvolva uma comunicação clara e não-violenta

A maneira como as mensagens são formadas e compartilhadas é uma parte relevante da comunicação interpessoal. Elas precisam ser expressas com clareza e coesão para que não haja ambiguidades.

Neste caso, a prática é o melhor caminho para perceber melhorias. Aos poucos, você se comunicará de maneira mais assertiva.

Saiba mais sobre comunicação adequada com a fala da professora Fernando Bérgamo no TEDxDeVryRecifeWomen:

Outro ponto importante é exercer uma comunicação não-violenta. Esse conceito foi criado pelo psicólogo Marshall Rosenberg e consiste em trabalhar a comunicação como um meio de honestidade, conexão e compaixão.

Para facilitar, Rosenberg criou quatro passos práticos para se comunicar de modo não-violento:

  • observação: faça observações sobre atitudes ou falas que estão te impactando de alguma maneira;
  • sentimentos: sinalize o sentimento que a fala ou ação está te causando;
  • necessidades: esclareça qual é a necessidade por trás do sentimento;
  • pedidos: por fim, faça um pedido claro e objetivo baseado na sua necessidade.

Por exemplo, imaginemos que você esteja se sentindo inseguro e desmotivado em seu trabalho porque as suas entregas constantemente são alteradas e nenhum feedback é dado. Uma boa comunicação não-violenta com o seu líder seria a seguinte:

“Com frequência, você está alterando os meus trabalhos sem dar feedbacks (observação). Isso me deixa inseguro e desmotivado (sentimentos), pois preciso de um retorno para saber a qualidade das minhas entregas e como posso melhorá-las (necessidades). Você poderia me dar um feedback quando fizer alguma alteração? (pedidos).”

Leia também: 5 exemplos reais de falha de comunicação e por que é importante se comunicar bem

5. Escute com atenção

A comunicação interpessoal não se resume ao compartilhamento de ideias, também é fundamental escutar verdadeiramente as perspectivas dos outros.

Aliás, só assim você conseguirá colocar em prática diversas dicas que apresentamos, como adaptar o seu discurso e se comunicar de maneira não-violenta.

Portanto, dê liberdade para que as pessoas exponham as suas ideias e procure escutá-las com atenção.

Qual a importância da comunicação interpessoal para os negócios?

De acordo com o relatório de Tendências da Experiência do Cliente de 2021 da Zendesk, o aumento das conversas entre clientes e empresas é um dos principais movimentos no mundo. Veja o que a pesquisa mostra:

  • a troca de mensagens entre empresas e consumidores teve o seu maior aumento de popularidade entre 2020 e 2021. O crescimento médio foi de 73% do percentual de clientes que dizem preferir esses canais;
  • dos 40% das empresas que adicionaram um novo canal em 2021, 53% recorreram à troca de mensagens;
  • as solicitações de suporte aumentam com a implementação de um aplicativo de troca de mensagens (WhatsApp: 100%; chat no site ou app: 80%; autoatendimento: 70%; mídias sociais: 60%.).

Diante desses dados, fica claro que os colaboradores da sua empresa precisam ter um bom relacionamento interpessoal. Assim, é possível oferecer um atendimento de qualidade aos diversos clientes que entram em contato por canais de mensagem.

E o software de suporte ao cliente da Zendesk pode te ajudar com isso! A nossa solução foi criada para capacitar os indivíduos e as equipes que usam nossos produtos todos os dias.

Oferecemos o equilíbrio certo entre simplicidade e sofisticação, com soluções de suporte e vendas que ajudam as empresas a fornecer uma experiência contínua durante a jornada do cliente.

Conheça o funcionamento do nosso software na prática: comece a sua avaliação gratuita ou assista aos vídeos de demonstração!

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.