Artigo

Gestão de conflitos em projetos: entenda a importância para a sua equipe

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 11 November 2020
Última atualização em 11 November 2020

Em trabalho em equipe, é comum que haja divergência de opiniões entre duas ou mais pessoas. Haver pensamentos diferentes não é algo negativo e pode até provocar debates que levem as melhores soluções. O problema acontece quando essas divergências geram conflitos em projetos.

A falta de um mediador pode levar a graves prejuízos para o desenvolvimento de um projeto, implicando em perdas para as empresas e seus clientes. Por isso, é essencial que os líderes saibam gerir os conflitos e garantir a coesão da equipe.

Se você encontra situações de choque de ideias em seus projetos e têm dificuldades para contorná-las, não se preocupe. Neste artigo, vamos explicar quais são os melhores caminhos para mediar essas disputas e manter um clima de harmonia no ambiente de trabalho. 

O que é mediação de conflitos

A capacidade de mediação é uma característica fundamental para os líderes de projetos. Por meio dela, há a promoção de diálogo entre pessoas que têm divergências de opiniões e, assim, é proporcionado o caminho para que elas identifiquem a melhor solução para os problemas.

O mediador deve agir como um facilitador da comunicação e incentivar a construção de um ambiente harmônico, onde as pessoas refletem sobre suas responsabilidades e colaboram para encontrar as melhores saídas.

Para mediar conflitos, um líder deve aplicar técnicas como:

  • Escuta ativa: manter o foco nos relatos de cada pessoa, não se deixar influenciar por preconceitos, demonstrar que está ouvindo atentamente e confirmar que compreendeu o que foi dito.
  • Rapport: comum no mundo de vendas, rapport é manter uma comunicação empática para dar segurança aos envolvidos no conflito.
  • Ouvir as pessoas separadamente: em situações onde as divergências são graves e causam discussões com interrupções constantes, é recomendável que as pessoas sejam ouvidas separadamente.
  • Brainstorming: comum para os profissionais de marketing, o brainstorming pode ser usado na gestão de conflitos para estimular as pessoas a encontrar caminhos para a solução dos problemas.
  • Recontextualização: o mediador deve remover as circunstâncias negativas expostas por cada um dos envolvidos no conflito para proporcionar uma perspectiva positiva da divergência de opiniões.
  • Resumo: o mediador deve encontrar o interesse em comum dos envolvidos no conflito para resumir todos os argumentos em uma questão que possa iniciar a busca por uma solução por ambas as partes.

Como gerir conflitos em projetos

O bom andamento de um projeto depende da cooperação e integração entre pessoas e equipes. É importante que haja um bom ambiente para que as competências técnicas e multidisciplinares sejam desenvolvidas da melhor forma. 

Em situações de conflito, essa harmonia deixa de existir e implica em dificuldades de comunicação, atrasos nas entregas, perdas de prazos e outros prejuízos.

Para que isso não ocorra, é preciso investir esforços em alguns fatores que amenizam a possibilidade de surgimento de conflitos e colaboram para encontrar uma rápida solução quando eles surgirem. 

Comunicação aberta e eficiente

Quando há conflitos em um projeto, é comum que as equipes deixem de trocar informações e, assim, prejudiquem o desenvolvimento das etapas que estavam programadas. A chave para evitar que isso ocorra é a manutenção de uma comunicação aberta e eficiente.

As conversas presenciais ajudam todos os envolvidos a expor suas opiniões e a explicar como suas propostas podem impactar no desenvolvimento do projeto.

Porém, é preciso haver um planejamento para conduzir reuniões eficientes. Esses encontros devem ter objetivos claros e serem motivados a solucionar problemas específicos. Também é importante definir curtas durações para assegurar que todos se mantenham focados na pauta.

Nesse sentido, deve ser praticada a liderança democrática. Os canais de comunicação entre os gestores do projeto e todos os colaboradores devem estar abertos para que encontrar soluções rápidas assim que os problemas surgirem.

Busca por soluções rápidas

Um grave problema na gestão de conflitos ocorre quando os gestores e líderes adiam a busca por soluções. Assim, as divergências podem criar uma bola de neve, em que a resolução do conflito se torna cada vez mais difícil e os impactos são extremamente negativos para o projeto.

Os problemas não se resolvem sozinhos. É preciso intervir o quanto antes para evitar que a situação fique fora de controle.

Quando houver a percepção de um conflito, o mediador deve ouvir os dois lados e ser ágil na busca por uma solução

Busca por relação ganha-ganha

Em situações de divergência, é recomendável buscar um ponto em comum nas opiniões contrárias. Dessa forma, será possível ter o primeiro passo para solucionar o problema. No entanto, caso haja um impasse, o mediador precisará tomar uma decisão.

A busca por uma solução deve ser voltada para que ambos os lados saiam ganhando. Numa relação ganha-ganha, ainda que as partes precisem abrir mão de algo, não haverá a sensação de que um lado foi favorecido na disputa.

Nem sempre isso será possível, mas esse deve ser um objetivo para estimular que todos colaborem e cooperem para bons resultados. 

Priorização do que é melhor para o projeto

Ainda que a mediação de conflitos busque uma relação ganha-ganha para os envolvidos, é possível que uma das partes se sinta frustrada com a resolução do problema. Porém, o resultado deve ser sempre aquele que for melhor para o projeto e para a empresa.

A solução deve ser comunicada de forma clara para que todos entendam por que aquele caminho foi o escolhido. É preciso deixar espaço para que todos sigam colaborando com opiniões que possam impactar positivamente no projeto.   

Vantagens da boa gestão de conflitos em projetos

Em projetos que fluem de forma harmônica e os conflitos são rapidamente resolvidos, os impactos são positivos para a empresa e também para seus clientes.

As vantagens de uma boa gestão de conflitos envolvem:

  • Melhor clima organizacional: o ambiente mais harmônico permite que todos se sintam mais confortáveis para desempenhar suas atividades.
  • Colaboração para elaboração de planos de ação: todos os envolvidos se sentem motivados a cooperar para o desenvolvimento das melhores soluções.
  • Aumento de produtividade: a eliminação de obstáculos para o desenvolvimento do projeto refletirá na geração de valor em cada etapa.
  • Redução de custos operacionais: a solução de conflitos diminui a necessidade de horas extras ou contratação de mais mão-de-obra para a execução de um projeto.
  • Aumento da satisfação dos clientes: a resolução de conflitos permite que os projetos sejam entregues dentro do prazo e todos estejam empenhados em gerar valor para os clientes.

Para uma gestão de conflitos eficiente e o desenvolvimento adequado de todas as etapas de um projeto, é recomendável o uso de ferramentas que mantenham as informações disponíveis para todos. Assim, a comunicação flui mais facilmente e as chances de mal-entendidos são reduzidas.