Artigo

Metodologia ágil: por que pode ajudar sua empresa a crescer?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 21 Outubro 2020
Última atualização em 21 Outubro 2020

Metodologia ágil é um conjunto de técnicas utilizadas para gestão de projetos que visa aprimorar o seu processo de entrega.

Ainda que tenham sidos criados na área de Tecnologia da Informação, os métodos ágeis foram além desse setor e, hoje, são utilizados por negócios dos mais variados segmentos.

De acordo com a pesquisa global PMI’s Pulse of the Profession 2018, 73% das empresas  utilizam algum tipo de metodologia ágil para gerenciamento dos seus projetos.

De modo geral, esses métodos ajudam a entregar mais valor ao cliente, em menos tempo, de maneira mais efetiva e com menos esforços e recursos.

O que é metodologia ágil?

Metodologia ágil pode ser definida como ações e práticas que contribuem para que o processo de entrega de um projeto se torne mais dinâmico, rápido e eficiente.

Aqui, é bem importante deixar claro que não se trata de encurtar o tempo final de entrega de um produto ou serviço, mas, sim, de entregar mais rapidamente valor ao cliente. 

Isso é possível porque os métodos ágeis permitem criar uma estrutura de gestão adaptável. Dessa forma, caso ocorram mudanças ou imprevistos no decorrer do desenvolvimento, essas são mais facilmente resolvidas. 

Além disso, a metodologia ágil é dividida em ciclos curtos. Assim, a cada finalização, já é possível entregar algo ao cliente, sem a necessidade ter que aguardar que o projeto inteiro seja finalizado. 

A imagem abaixo dá uma ideia mais clara sobre esse conceito:

Como surgiu a metodologia ágil?

A metodologia ágil surgiu em 2001, quando um grupo formado por 17 programadores de TI criou o “Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software”, ou, simplesmente, Manifesto Ágil.

O propósito desses profissionais era desenvolver um método que contribuíssem para que suas atividades (no caso, desenvolvimento de softwares) pudessem ser realizadas de uma maneira mais simples e com melhores resultados.

O documento é composto por 4 valores e 12 princípios. De modo resumido, os valores orientam que:

  • Pessoas e interações são mais importantes do que ferramentas e processos.
  • Ter um software funcionamento (ou um produto/serviço) é melhor do que ter uma documentação abrangente sobre ele. 
  • Atender às necessidades do cliente é mais significativo do que se preocupar com contratos.
  • Se adaptar às mudanças é mais indicado do que seguir com o plano inicial.

Ou seja, ainda que a primeira parte de cada valor tenha grande peso, a segunda é ainda mais considerável e, por isso, vista como o real foco do processo.

Quantos aos princípios, como mencionado, foram criados para atender ao desenvolvimento de softwares. No entanto, adaptando-os a outros segmento, é possível entender que o Manifesto Ágil aconselha que:

  1. É fundamental garantir a satisfação do cliente/consumidor utilizando, para isso, entregas contínuas que gerem valor.
  2. Mudanças no processo devem ser vistas positivamente. Inclusive, dentro de processos ágeis, isso é tido como uma maneira de aumentar a competitividade do que está sendo desenvolvido.
  3. As entregas de valores devem ser constantes, contínuas e dentro de um espaço curto de tempo.
  4. Os diferentes departamentos envolvidos no projeto devem, diariamente, colaborar entre si.
  5. É importante manter os profissionais envolvidos e motivados, oferecer as ferramentas necessárias para execução das atividades, bem como confiar nas suas competências.
  6. A comunicação entre os membros da equipe e demais profissionais envolvidos no processo deve ser estimulada, sendo a melhor maneira de transmitir informações para o seu progresso.
  7. Ter algo para entregar, ainda que não seja a solução completa, é sinal que o projeto está se desenvolvendo bem.
  8. Processos ágeis são sustentáveis e colaboram para que os envolvidos consigam manter um ritmo constante de desenvolvimento.
  9. Atenção à arte técnica e design (de acordo com o que está sendo oferecido) ajuda a aumentar a agilidade de processo.
  10. Focar na simplicidade como caminho para entregar resultados robustos. Em outras palavras, evitar esforços desnecessários que não agregam valor ao produto.
  11. Trabalhar com equipes autogerenciáveis contribui para resultados melhores.
  12. Revisar, de tempos em tempos, as práticas adotadas, a fim de tornar os processos ainda melhores, mais rápidos e eficazes.

Como a metodologia ágil pode ajudar a sua empresa?

Projetos que são desenvolvidos com base na metodologia ágil costumam ser mais bem-sucedidos do que aqueles que utilizam métodos antigos — 28% mais, de acordo com o relatório Agile Project Delivery Confidence, da PwC.

Entre os motivos é que os métodos ágeis contribuem para:

  • Otimizar o fluxo de trabalho;
  • Melhorar processos internos;
  • Aumentar a produtividade do time;
  • Elevar o engajamento da equipe e a contribuição mútua;
  • Entregar valores de maneira mais rápida aos clientes;
  • Gerar mais economia de tempo e de recursos;
  • Tornar a empresa mais flexível e adaptável a mudanças.

É importante deixar claro que, apesar de o conceito ter sido criado com foco na área de informática, qualquer empresa, de qualquer segmento, pode se beneficiar com a metodologia ágil.

Quais as metodologias ágeis mais utilizadas?

Não existe apenas um modelo de metodologia ágil. Na verdade, existem diversos métodos criados com base nesse conceito — também por esse motivo ele é ajustável a qualquer modelo de negócio.

Entre os métodos ágeis mais utilizados no mercado estão:

  • Kanban
  • Scrum
  • Nexus
  • Lean
  • Scaled Agile Framework (SAFe)

Kanban

A metodologia ágil Kanban foi criada pela empresa Toyota em 1960. Consiste em um método visual de acompanhamento de processos, que tem por objetivo otimizar as tarefas e aumentar a produtividade das equipes.

Para isso, são utilizados cartões de sinalização (tais como Post-It® ou plataformas on-line como o Trello) que costumam ser movimentados entre três diferentes colunas: pendente, em andamento e concluído.

Scrum

O Scrum é um método ágil que tem como base os sprints, que são ciclos de trabalho com entrega de alguma parte do projeto em determinados intervalos (semanas ou meses). 

Dentro desse conceito são realizadas reuniões fixas que, inclusive, podem ser diárias, a fim de ajustar pontos e manter a motivação da equipe.

O Scrum é coordenado pelo Product Owner, profissional responsável pelo Time Scrum (time de desenvolvimento). 

Entre suas atribuições, esse líder atua como um Scrum Master, ou seja, um facilitador da metodologia, pessoa que deve garantir que o time entenda o conceito e o aplique corretamente.

Nexus

Já o Nexus é uma metodologia que permite implementar o Scrum de uma forma mais abrangente

Ele é utilizado quando uma empresa tem vários Times Scrum e precisa integrá-los para realização de um projeto.

Lean

Ainda que tenha sido criado antes do Manifesto Ágil, o método Lean é compatível com seus princípios.

Ele tem como base a filosofia de gestão Lean Manufacturing, elaborada pela Toyota após a Segunda Guerra Mundial.

A metodologia Lean consiste em “enxugar” processos. Em outras palavras, é fazer uma gestão simplificada e mais barata, utilizando apenas os recursos que realmente são necessários para desenvolvimento do projeto.

Scaled Agile Framework (SAFe)

Essa metodologia ágil é baseada no Lean e usa elementos do Scrum. Porém, utilizado um diagrama denominado “The Big Picture”. 

Esse meio de acompanhamento visual é dividido em três categorias portfolio (gerencial), program (estratégico) e team (operacional), nas quais constam todas as atividades, fluxos e processos de um negócio.

A ideia é ter uma estrutura organizacional, que permita a implementação do método de forma gradual.

Como melhorar (ainda mais) a experiência dos seus clientes?

Se você que lembra, no item 5 dos princípios do Manifesto Ágil citado anteriormente, falamos sobre a importância de oferecer aos colaboradores envolvidos no processo as ferramentas necessárias para a realização de suas tarefas?

Essa ação é fundamental não apenas para que trabalhem melhor, de forma mais ágil e sejam mais produtivos, mas também para que consigam entregar resultados melhores aos clientes.

Na área de atendimento, por exemplo, integrar seus canais de comunicação garante conversas fluidas e contínuas, ainda que o cliente mude o meio que esteja usando.

Nesse ponto, o Zendesk Support Suite pode lhe ajudar. Esse software permite reunir em um único ambiente todos os seus canais de suporte, tais como e-mail, chat, telefone e redes sociais como Facebook, WhatsApp, Twitter etc.

Além de otimizar as atividades dos agentes, estreita o relacionamento com o cliente e promove uma experiência bem mais completa.

Conheça mais sobre o Zendesk Support Suite e confira como essa solução pode ajudar a sua empresa a obter resultados ainda melhores.

Solução completa para atendimento ao cliente

A Support Suite é uma solução de atendimento moderna que reúne um conjunto de ferramentas para melhorar o relacionamento com seus clientes.