Artigo

O que é gestão 360 graus?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 22 março 2021
Última atualização em 22 março 2021

A gestão 360 graus consiste em uma metodologia que tem como objetivo promover a visão panorâmica de uma empresa.

Essa abordagem contribui, por exemplo, para que cada colaborador, independentemente da sua posição hierárquica, entenda como a sua atuação individual contribui para os resultados da empresa de maneira geral.

O que é gestão 360 graus?

A gestão 360 graus é uma técnica que contribui para obter uma visão global de uma empresa. 

Com essa metodologia é possível identificar de maneira mais clara todos os pontos positivos e negativos de um negócio, e quanto cada um deles impacta na evolução dessa empresa.

Além disso, a gestão 360 graus facilita a compreensão dos colaboradores sobre quanto os seus papéis individuais influenciam no resultado geral obtido pela empresa.

Quais os benefícios de uma gestão 360 graus?

Além de dar uma visão real, ampla e precisa de toda a empresa, a gestão 360 graus é benéfica para os negócios, pois contribui para:

  • Tomadas de decisão mais assertivas, baseadas em fatos
  • Otimização e aprimoramento contínuo dos processos
  • Aproveitar melhor o seu capital humano
  • Aumentar o engajamento das equipes
  • Identificar a necessidade de treinamentos e aprimoramentos
  • Acompanhar a evolução das carreiras
  • Fazer análises profissionais de maneira neutra
  • Aumentar a eficiência dos colaboradores de maneira individual e dos times
  • Conscientizar sobre a importância de cada um para o sucesso da empresa

Como é feita a avaliação 360 graus?

A avaliação 360, consiste na análise da atuação de um funcionário, realizada por todos que têm relação direta com a sua função e por ele mesmo.

Em outras palavras, independentemente da posição hierárquica, o colaborador é avaliado por seus colegas de trabalho, líderes, superiores, entre outros.

É importante destacar que essa avaliação é confidencial, sendo que o funcionário tem acesso apenas ao seu resultado, sem saber quem foi o autor daquela análise.

Isso garante imparcialidade no processo e elimina qualquer risco de indisposição posterior entre os participantes.

Exemplos de perguntas para uma avaliação 360 graus

A avaliação 360 graus pode ser dividida em três diferentes momentos:

  • Autoavaliação: o profissional avalia a si mesmo
  • Avaliação do gestor: avaliação realizada por seu líder imediato
  • Avaliação dos pares: avaliação realizada por colegas de trabalho diretos e outros gestores

As perguntas podem ser elaboradas de modo que permitam responder com termos como “nunca”, “às vezes”, “sempre”, “pouco”, “muito”, por exemplo: 

  • O funcionário em questão se relaciona bem com os seus colegas de equipe?
  • O colaborador tem comportamento ético?
  • O profissional se mostra disposto a ajudar o seu time?

Qual a importância da avaliação 360 graus?

A avaliação 360 graus é importante para dar ao colaborador a real consciência de quanto o seu trabalho e postura influencia no dia a dia dos seus colegas e, consequentemente, quanto isso afeta nos resultados da empresa.

Com isso, ele tem a chance de conhecer quais pontos da sua atuação precisam ser melhorados, bem como saber aqueles que se destacam positivamente. Tudo isso contribui para o seu crescimento tanto pessoal quanto profissional.

Como dar um feedback 360 graus?

Um dos primeiros passos para dar um feedback 360 graus é deixar claro para os envolvidos o objetivo dessa ação. 

É fundamental também salientar que todas as avaliações são confidenciais e têm como meta identificar pontos que podem contribuir para o crescimento de todos e, por consequência, da empresa.

Assim, para dar um feedback 360 graus é bastante indicado:

  • Orientar os colaboradores sobre a importância de ter maturidade nesse processo
  • Orientar gestores e ocupantes de cargos altos que eles podem ser alvos de críticas e a como lidar com elas
  • Dar um retorno direto sobre a avaliação, garantindo que o profissional que a está recebendo extraia as percepções apontadas de maneira adequada
  • Dar oportunidade para o colaborador se expressar sobre o resultado da sua avaliação

Dica de leitura: “A importância do feedback na gestão de pessoas: porque implementar essa cultura?

Quais erros evitar na hora de dar um feedback 360?

Existem diversos pontos que devem ser evitados quando se usa um modelo de gestão 360 graus, especialmente no momento de dar o feedback.

Entre os mais importantes estão:

  • Dar destaque apenas aos pontos negativos da avaliação
  • Constranger, de alguma forma, o colaborador que está sendo avaliado
  • Permitir qualquer tipo de ataque pessoal nas avaliações
  • Tomar decisões precipitadas com base nas respostas dadas pelos avaliadores

O que é necessário para aplicar uma gestão 360 graus?

Para aplicar a gestão 360 graus na sua empresa, é indicado que você comece dividindo a estratégia em partes, tais como:

  • Elaborar o plano de ação: identificando por quais razões essa metodologia está sendo utilizada e o que se espera conseguir com essa abordagem
  • Criar as avaliações: montar formulários que permitam uma avaliação honesta, precisa, respeitosa, concisa e imparcial, dos quais possam ser extraídos pontos positivos e negativos sem ofender o colaborador
  • Analisar os resultados: avaliar todas as percepções obtidas pelos formulários e reunir de forma que permita uma apresentação clara e proveitosa para o colaborador
  • Dar o feedback: entregar ao colaborador as impressões colhidas sobre ele com a estratégia, considerando os pontos mencionados anteriormente sobre feedback, em especial em casos de feedback negativo
  • Aplicar os resultados: usar os resultados obtidos como base para tomadas de decisões, melhoria de processos, capacitação dos profissionais, entre outras possibilidades. 

Quer mais dicas de como melhorar a gestão de pessoas da sua empresa? Então não deixe de ler estes artigos: