Artigo

Mailing de clientes: 10 dicas para montar sua lista de contatos

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 10 Agosto 2021
Última atualização em 10 Agosto 2021

Não sabe o que é mailing de clientes? Isso é uma lista de contatos dos leads e consumidores do seu negócio. Hoje em dia, é um recurso muito valioso para trabalhar o e-mail marketing, que é uma estratégia capaz de melhorar a aquisição e retenção de clientes.

Uma vez que pode ser algo extremamente benéfico para sua empresa, separamos dez dicas para construir e manter seu mailing de clientes:

  • crie conteúdo de qualidade;
  • saiba usar os CTAs;
  • ofereça conteúdos gratuitos;
  • tenha uma boa estratégia de segmentação;
  • valorize a personalização;
  • utilize a tecnologia a seu favor;
  • tenha uma linha editorial e um tom de voz bem definidos;
  • desenvolva um programa de indicação;
  • não compre listas de e-mails;
  • evite exagerar na quantidade de ofertas.

Boa leitura!

O que é mailing de clientes?

O mailing de clientes consiste em uma lista de contatos dos consumidores e leads de uma empresa. O mailing existe há muito tempo, mas se adaptou às mudanças ao passar dos anos. Hoje em dia, essa lista costuma ser de e-mails, que são utilizados em estratégias de marketing digital.

Esse conjunto de informações é muito importante para melhorar a aquisição e retenção de cliente do seu negócio.

Afinal, o e-mail marketing é um dos canais de maior sucesso nos tempos atuais, sendo ótimo para a diversificação e estruturação das estratégias de marketing de conteúdo.

De acordo com dados do Statista, o e-mail somava 3,9 bilhões de usuários em todo o mundo em 2019 e deve chegar a 4,3 bilhões de usuários até 2023.

Por meio desse canal, é possível estreitar o relacionamento com os consumidores e leads, fornecendo conteúdo de alta qualidade e ofertas exclusivas.

Porém, um ponto interessante de se destacar é que um mailing de sucesso não é exatamente uma lista enorme de e-mails. Ter uma lista bem segmentada e com os clientes e leads corretos pode ser mais eficaz.

Quais são os benefícios do mailing?

O e-mail continua sendo um canal de comunicação que possui muita força, mesmo com o crescimento exponencial de outros meios. Só em 2019, mais de 293 bilhões de e-mails foram enviados e recebidos, segundo informações do Statista.

Isso beneficia principalmente suas estratégias de marketing digital, porque é mais um canal que se pode trabalhar a aquisição e fidelização de consumidores.

De acordo com o DMA Marketer Email Tracker 2019, estudo realizado com empresas do Reino Unido, o ROI do e-mail marketing é de 42 libras esterlinas (moeda do Reino Unido). Ou seja, para cada libra investida houve um retorno de 42 libras.

Aliás, é possível que o seu perfil de cliente ideal (ICP) utilize prioritariamente o e-mail. A realização de testes é a melhor maneira de descobrir essa informação, pois ela está diretamente relacionada ao tipo de solução ofertada.

Portanto, pode-se concluir que o mailing de clientes possibilita a criação de um e-mail marketing bem estruturado, que, por sua vez, pode melhorar diversos indicadores da empresa, principalmente os relacionados à aquisição e à retenção.

Há outro ponto importante a ser ressaltado aqui, a diversificação dos canais usados pelo seu negócio é de extrema importância.

Afinal, produtos se moldam aos canais e, não, ao contrário. Quando algum meio de comunicação perde muita força — o que é comum com as mídias sociais — seu negócio pode ir junto caso haja uma dependência.

Então, analise e teste com cuidado quais são os canais ideias para seu produto. Para isso, a solução deve se encaixar no perfil da mídia, assim como o espaço deve ser um local onde seus possíveis clientes se reúnem.

10 dicas para construir e manter seu mailing de clientes

A seguir, conheça nossas dicas para construir e tratar seu mailing de clientes:

1. Crie conteúdo de qualidade

Como dissemos, o mailing de clientes é indispensável para estratégias de marketing de conteúdo. Porém, a criação de conteúdo de qualidade também pode ser fundamental para a construção de um bom mailing.

Ao produzir conteúdo de qualidade, você reunirá um público que se identifica com o que está sendo comunicado. Logo, muito provavelmente eles aceitarão compartilhar algumas informações, como o e-mail.

Portanto, é uma boa ideia usar os materiais de forma estratégica para crescer seu mailing. O conteúdo pode ser em texto, vídeo, áudio e em diferentes canais, como Google, mídias sociais, entre outras.

O importante é que ele seja de qualidade, chegue ao seu perfil de cliente ideal e conduza-os a fornecer o e-mail.

2. Saiba usar os CTAs

Mas como conduzi-los a oferecer informações? Simples, aprenda a utilizar os Call to Actions (CTAs).

Na verdade, há mais coisas por trás, como conhecer as técnicas de storytelling para tornar seu conteúdo cativante e preparar os possíveis clientes para uma ação.

Contudo, saber utilizar os CTAs é essencial para ter bons resultados. Após “prender” a atenção das pessoas em seu conteúdo, os CTAs irão incentivá-las a realizar alguma ação.

Essa chamada pode ser algo bem simples como: “Inscreva-se e receba conteúdos como esse em seu e-mail”. Aqueles que realmente gostaram do material provavelmente fornecerão o e-mail e passarão a fazer parte de seu mailing.

3. Ofereça conteúdos gratuitos

No livro “Armas da Persuasão”, o doutor em psicologia social Robert Cialdini apresenta seis princípios da persuasão — anos após a publicação, ele adicionou um sétimo.

Basicamente, esses princípios são ações capazes de condicionar o comportamento humano, algo conhecido cientificamente como vieses cognitivos (e, popularmente, como gatilhos mentais).

O primeiro princípio é o da reciprocidade, o qual afirma que as pessoas se sentem em débito quando recebem algo de graça. Isso as estimula a retribuir de alguma maneira.

Um exemplo extremamente simples, mas fácil de entender é quando recebemos um presente. Ao recebê-lo, você sente a necessidade de dar ao menos um abraço, certo? Esse é o princípio da reciprocidade em ação, por mais que seja um ato simples, há uma retribuição.

Sendo assim, oferecer conteúdos gratuitos é uma ótima forma de usar o viés da reciprocidade na prática. As pessoas dificilmente terão objeções em oferecer seus e-mails se receberem um material gratuito.

4. Tenha uma boa estratégia de segmentação

A segmentação do mailing de clientes é indispensável para conquistar bons resultados com essa estratégia.

A lista de e-mails construída, além daqueles que já são clientes, possui leads em diferentes estágios do funil de vendas. Além disso, provavelmente compreende diferentes personas do negócio.

Logo, enviar e-mails com a mesma abordagem para todos dificilmente trará resultados relevantes. Deve-se identificar o que há em comum com certos indivíduos e classificá-los em grupos.

Dessa forma, você terá criado uma segmentação que possibilitará desenvolver estratégias direcionadas a cada conjunto de pessoas. As chances de atingir os seus objetivos com o mailing serão bem maiores.

5. Valorize a personalização

A personalização é outra estratégia que se aproveita das diferentes características dos clientes e leads. Nesse caso, há um trabalho ainda mais direcionado que na segmentação.

Aqui, a ideia é enviar e-mails redigidos exclusivamente para uma pessoa ou para um pequeno grupo. O intuito é fazê-las se sentirem especiais e construir um melhor relacionamento com o consumidor.

Segundo investigações da Yes Lifecycle Marketing, a taxa de abertura de e-mails personalizados é aproximadamente 50% maior.

Essa é uma boa estratégia para utilizar com o Ideal Customer Profile (ICP) do negócio. O ICP é o perfil de cliente ideal da empresa, pessoas que mais compram e se identificam com o produto ou serviço. Ou seja, são seus melhores clientes.

O envio de e-mails personalizados é uma ótima maneira de estreitar a conexão com esses consumidores, aprimorando a fidelização.

6. Utilize a tecnologia a seu favor

Com o avanço tecnológico, há uma infinidade de ferramentas digitais que podem facilitar o crescimento e a manutenção do seu mailing de clientes.

A principal que podemos citar é o Customer Relationship Management (CRM). Esse sistema é ótimo para centralizar e integrar diversos dados e canais, facilitando a análise do comportamento dos clientes.

Essas soluções também contribuem diretamente para o aprimoramento da segmentação do mailing e personalização dos e-mails. Afinal, você conhecerá melhor a base de clientes que está cadastrada em sua lista.

Bom, o CRM é um exemplo de ferramenta que pode trazer inúmeros benefícios e que acreditamos ser essencial para estratégias de marketing e vendas. No entanto, existem diversas outras tecnologias que podem melhorar o crescimento e a manutenção do seu mailing, o ideal é pesquisar e testar.

7. Tenha uma linha editorial e um tom de voz bem definidos

Ter uma linha editorial e um tom de voz bem definidos e estruturados é fundamental para que os e-mails enviados sejam coerentes e adequados à imagem da organização.

Na prática, é preciso olhar para a cultura da empresa e para o perfil dos clientes. Dessa forma, será possível entender qual é a linguagem e os assuntos mais adequados.

Para definir o tom de voz, além de entrevistar os seus clientes, uma boa dica é acompanhar os canais nos quais eles são ativos. Assim, é possível identificar como se comunicam.

8. Desenvolva um programa de indicação

Um programa de indicação consiste na definição de prêmios para cada quantidade de pessoas que o cliente ou lead convidar a se inscrever em seu mailing.

Por exemplo, ao indicar três pessoas ele ganha um e-book exclusivo, ao indicar dez ganha uma camiseta, ao indicar cinquenta ganha uma mentoria, e por aí vai!

Para desenvolver esse programa, primeiramente você deve realizar pesquisas com as pessoas que já estão inscritas em seu mailing. Isso possibilitará entender quais prêmios eles gostariam de ganhar.

Em seguida, com ajuda de uma ferramenta, basta gerar um link de indicação para cada pessoa em seu mailing e enviar um e-mail que apresenta esse programa.

Além disso, é uma boa ideia lembrar a existência do programa ao final de todos os e-mails enviados. Essa é uma estratégia eficaz e barata para crescer a sua base de e-mails.

9. Não compre listas de e-mails

Comprar uma lista de e-mails é a pior escolha que você pode fazer. Isso é extremamente invasivo, pois as pessoas não lhe deram permissão para enviar conteúdos e ofertas.

Além disso, essa ação é ilegal de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados. Logo, a empresa pode sofrer uma série de punições, como multas e sanções.

Portanto, nunca compre listas de e-mails. Essa é uma prática ilegal e antiética que não trará resultados, apenas problemas.

10. Evite exagerar na quantidade de ofertas

Após construir um bom mailing de clientes, há companhias que caem no erro de enviarem ofertas com uma frequência exagerada com intuito de aumentar as vendas a qualquer custo.

Mas se engana quem pensa que as vendas vão “bombar” após enviar promoções o tempo inteiro para os clientes.

Na realidade, é bem provável que a taxa de descadastramento tenha um salto considerável. Isso porque ninguém gosta de ficar recebendo e-mails que não sejam de seu interesse, mesmo que seja um desconto.

Para as ofertas trazerem resultados relevantes, é preciso utilizá-las de maneira estratégica, personalizada e segmentada.

Por exemplo, imaginemos que você tem um e-commerce e há alguns dias um cliente colocou um produto no carrinho, mas não voltou para finalizar a compra. Enviar um cupom de desconto pode ser uma boa estratégia para estimular o fechamento da compra.

Segundo pesquisas do IBOPE e-commerce, 63% dos usuários abandonam o carrinho em lojas virtuais brasileiras.

Contudo, e-mails de carrinho abandonado possuem uma taxa de abertura de 45% e metade dessa porcentagem fecha a compra, de acordo com uma investigação da Moosend.

Como a Zendesk pode contribuir com seu mailing?

Como dissemos, o CRM pode ser uma ferramenta muito útil para a construção e tratamento de seu mailing. E nós possuímos o Zendesk Sell, um CRM de vendas que permite:

  • registrar trocas de e-mails com leads e clientes;
  • automatizar o envio de e-mails;
  • acessar relatórios prontos sobre interações e comportamentos dos consumidores.

Com a Zendesk, empresas de todos os tamanhos e setores podem preparar suas equipes para o sucesso, tornar mais fácil para os clientes fazerem compras e manter seus negócios em sincronia.

Quer conhecer melhor as funcionalidades do nosso software? Comece agora sua avaliação gratuita ou veja demonstrações!

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas