Artigo

Qual a diferença entre vendedor interno e externo?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 23 Fevereiro 2021
Última atualização em 23 Fevereiro 2021

Qual a diferença entre vendedor interno e externo? A diferença se refere mais ao ambiente, ou seja, ao lugar em que a negociação é realizada, do que pelo processo. Enquanto empresas mais tradicionais e de ticket alto privilegiam as vendas externas, as mais enxutas costumam ter como foco as internas. Porém, companhias com visão mais global, geralmente, contam com esses dois tipos de abordagem comercial. 

Para compreender, de forma mais aprofundada, qual a diferença entre vendedor interno e externo, basta ler com atenção este artigo, que trará os seguintes tópicos:

  • Qual a diferença entre vendedor interno e externo?
  • O que é vendedor externo?
  • Quais são as funções de um vendedor externo?
  • Qual o salário do vendedor externo?
  • O que é vendedor interno?
  • Quais são as funções de um vendedor interno?
  • Qual o salário do vendedor interno? 

Qual a diferença entre vendedor interno e externo?

A principal diferença é que enquanto o primeiro profissional faz sua negociação internamente, no escritório, utilizando o telefone, o e-mail, site, videochamadas, o WhatsApp ou o chat; o vendedor externo trabalha em campo. Ou seja, vai à rua e atua no ambiente do cliente. 

O que é vendedor externo?

O vendedor externo é aquele que se desloca até o cliente para realizar a negociação. No geral, ele trabalha com vendas de níveis mais técnicos e complexos, e de preços mais elevados. Companhias B2B, por exemplo, que lidam com equipamentos de ticket alto, costumam ter uma equipe de vendas externas mais robusta. 

O vendedor externo, além de mais experiência, normalmente, também apresenta um nível de especialização mais alto do que o interno. 

É bastante usual que esse tipo de profissional não só tenha uma grande expertise em negociação, e, assim, saiba lidar, de maneira bastante eficaz e personalizada, em relação a objeções mais complexas, como também conheça em um nível muito detalhado e técnico, todas as variáveis do produto/serviço da companhia. 

Para entender melhor qual a diferença entre vendedor interno e externo, partamos para um exemplo prático. Um vendedor externo de uma indústria química não só tem experiência em vendas, como também pode trazer um título da área, como o de Químico Industrial ou de Engenheiro Químico. 

Quais são as funções de um vendedor externo?

O vendedor externo não tem como foco o volume de vendas, mas sim a estratégia e abordagem. Afinal, esse profissional lida com vendas de milhares e, até mesmo, de milhões de reais. 

No geral, as funções de um vendedor externo englobam: 

  • identificar gaps e oportunidades de vendas, sabendo classificar, de maneira assertiva, os leads comuns e os leads estratégicos; 
  • demonstrar, com exatidão e profundidade, o funcionamento do produto/serviço;
  • entender o momento do cliente, e assim, saber quando adotar uma abordagem mais agressiva; ou de recuo;
  • negociar prazos, apresentar estimativas, explicar as condições de pagamentos, e fornecer descontos ou condições exclusivas que não só priorizem a venda, mas que também visem aprofundar o laço com o cliente, e assim, torná-lo fiel; 
  • acompanhar a instalação do produto para garantir que o processo transcorra da maneira adequada. 

Qual o salário do vendedor externo?

A base do salário de um vendedor externo é de cerca de R$ 2.600,00. Porém, esse valor varia em relação ao nicho da empresa, como também depende do know-how e da experiência do profissional. 

Por exemplo, um vendedor externo de uma multinacional como a BRF, pode ganhar de R$1.046 a R$16.791. 

O que é vendedor interno?

O vendedor interno é o profissional que atua sem sair do escritório. Ou seja, todo o processo de venda acontece dentro da própria companhia, através de meios de comunicação mais tradicionais, como o telefone, como também por métodos online. Desse modo, o vendedor interno também é conhecido como vendedor remoto. 

O trabalho desse colaborador é bastante desafiador. Afinal, ele não traz a presença cara a cara, logo, em muitos momentos, é mais frio. Sendo assim, o vendedor interno, além de conhecer técnicas de negociação, precisa ter uma excelente comunicação verbal e escrita, além de bastante jogo de cintura, paciência e empatia. 

Quais são as funções de um vendedor interno?

Um vendedor interno deve conhecer e praticar uma comunicação que não só valorize o pitch de vendas, mas que também tenha como foco questões como tom de voz e timing. 

Isso porque o ritmo da venda por telefone ou aplicativo exige mais dinamicidade. Sem falar que pelo fato da negociação não acontecer cara a cara, pontos essenciais desse processo, como expressões faciais, se perdem. 

As principais funções de um vendedor interno são:

  • entender, em nível detalhado, todas as etapas da jornada do cliente e do funil de vendas;
  • manter contato direto com o time de marketing para ter insights sobre abordagens;
  • conhecer com profundidade a persona da empresa;
  • compreender todas as especificidades do produto/serviço;
  • ter conhecimento em tecnologia para saber lidar com diferentes aplicativos e softwares, como de CRM; assim como para demonstrar um produto virtualmente e negociar a venda online;
  • entender o momento do cliente e da negociação para, assim, encaminhar oportunidades para os vendedores externos;
  • manter a comunicação com o cliente, se mostrando empático e não invasivo, para fortalecer a relação cliente empresa

Qual o salário do vendedor interno? 

A base média bruta do salário do vendedor interno gira em torno de R$ 1.300,00. Porém, ele também varia de acordo com a empresa e com as comissões. 

Esperamos que esse artigo tenha trazido para você informações claras sobre qual a diferença entre vendedor interno e externo. 

Para potencializar sua estratégia de vendas e, assim, otimizar o trabalho de seus vendedores, contar com um bom software de CRM configura uma alternativa interessante.  

Esse é o caso do Zendesk Sell, uma ferramenta que facilita a atualização de oportunidades para que sua equipe sempre possa acessar, analisar e colaborar usando dados relevantes. 

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas