Artigo

Team building: o que é e como aplicar com sua equipe?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 6 setembro 2021
Última atualização em 6 setembro 2021

O team building é um treinamento focado no fortalecimento das relações entre colaboradores e no engajamento deles com a empresa. Ele vai além dos conhecimentos técnicos necessários para a realização das tarefas do dia a dia, uma vez que tem como objetivo desenvolver a integração e o trabalho em equipe.

As técnicas usadas nas atividades de team building promovem o cultivo emocional e comportamental, bem como as relações interpessoais, para construir um time verdadeiramente integrado.

Quando os colaboradores atuam em um ambiente de trabalho mais saudável, tendem a ser mais produtivos, o que também é benéfico para as empresas alcançarem os resultados que almejam.

Uma pesquisa realizada pela Sodexo mostra que esse cenário positivo gera um aumento de 86% na produtividade, em média, e 70% da rentabilidade do trabalho.

Já um levantamento feito pela PwC revela que desenvolver “habilidades humanas” é uma das dez competências organizacionais mais importantes para o futuro, segundo 87% dos respondentes. “Bem-estar” aparece em 82% e “ambiente colaborativo” com 79%

Com o team building, é possível desenvolver todos esses aspectos. Por isso, considerando a importância do assunto, mostraremos aqui: 

  • O que é team building? 
  • Qual a importância do team building para times e empresas?
  • Quando fazer um team building?
  • Como fazer um team building? Passo a passo 
  • Ideias de atividades de team building
  • Depois do team building

Continue lendo!

O que é team building? 

Team building significa “construção de equipe”, em tradução livre. É o ritual para criar laços de confiança com os membros de um time, e tem como meta melhorar as relações para desenvolver uma equipe de alta performance.

As dinâmicas de um team building fortalecem o sentimento de “time” e permitem mitigar problemas de comunicação, integração, performance, trabalho em equipe e, até mesmo, liderança

Elas também são oportunidades para todos os integrantes refletirem sobre os relacionamentos criados, assim como para pensarem sobre os desafios e propósitos que os unem

Esse processo contribui para uma melhor compreensão do papel do grupo e gera insights poderosos sobre o que pode ser feito para impulsionar o trabalho de cada um.

As atividades de team building são lúdicas e interativas, e devem ser feitas em grupo, justamente por o objetivo ser fortalecer o trabalho em equipe e a confiança entre todos os membros. 

A essência por trás disso tudo é o fato de que a forma como nos relacionamos no dia a dia de trabalho é determinante para o alcance de bons resultados. Funcionários felizes performam melhor, dão o melhor de si e se engajam com a empresa.

Confira esse vídeo do Simon Sinek, autor e palestrante, sobre cinco práticas para criar times de confiança: 

Os cinco desafios das equipes

Patrick Lencioni, escritor americano sobre gestão empresarial e um dos maiores especialistas no assunto, diz que existem cinco principais desafios ou “disfunções” que podem comprometer a construção de uma equipe de alta performance. 

Esses conceitos estão explicados no livro “Os 5 Desafios das Equipes”.

Segundo Patrick Lencioni, os cinco desafios das equipes são: 

  1. ausência de confiança;
  2. medo do conflito;
  3. falta de comprometimento;
  4. fuga da responsabilidade;
  5. falta de atenção aos resultados.

Eles são representados em uma pirâmide, com a confiança na base: 

A base desses desafios é a confiança, afinal, sem uma base sólida não é possível construir nada em cima. Quando não há confiança, não há como passar para a próxima etapa, que é o desenvolvimento de conflitos produtivos. Eles são determinantes para a criação de novas ideias. 

A próxima fase é o comprometimento, ou seja, uma equipe comprometida com os resultados, com o propósito da empresa e com o futuro do negócio. Pessoas comprometidas assumem responsabilidades e alcançam resultados de alta performance

Ao fazer um team building, o foco está justamente na solidificação de relações de confiança entre os integrantes. 

Qual a importância do team building para times e empresas?

Em resumo, os principais benefícios do team building são: 

  • melhora da comunicação;
  • aumento da motivação no trabalho;
  • fortalecimento das relações de confiança entre funcionários;
  • ganho de produtividade;
  • construção de uma equipe de alto desempenho.

Passamos mais tempo no trabalho do que com nossas famílias, então é fundamental estabelecer relações saudáveis com os nossos pares

Porém, nem sempre isso é tão simples quanto parece. As interações no dia a dia são muito intensas, e acontecem em um contexto de grande pressão e competitividade. 

Com isso, conflitos podem ocorrer e a confiança dos integrantes pode ficar abalada. É claro que, quando se trata das relações humanas, a existência de divergências é natural. Afinal, estamos falando de um cenário com pessoas com contextos culturais e sociais muito distintos. 

Por isso, é tão importante proporcionar atividades de integração recorrentes e trabalhar a confiança do time. E mais: o team building também é a oportunidade de desenvolver o trabalho em equipe, resolver conflitos e melhorar a comunicação. 

O mesmo levantamento da PwC mencionado mostra que, para 80% dos respondentes, o trabalho em equipe e a colaboração fortalecerão o trabalho no futuro

Ao realizar as dinâmicas, é possível colocar todos na mesma página e fazer alinhamentos para manter todos em sincronia. A consequência disso? Um time mais forte, mais poderoso e de alta performance. 

Leia também: Ferramentas de produtividade: você está usando as 11 melhores?

Quando fazer um team building?

Sempre é oportuno fazer um team building com a equipe, mas algumas oportunidades são ainda mais relevantes, tais como: 

  • baixa performance do time;
  • problemas de relacionamento entre os membros da equipe;
  • chegada de novos integrantes (como um “onboarding”);
  • contratação de um novo líder.

Percebe como todos esses momentos ecoam o mesmo problema? A confiança deve ser constantemente trabalhada para garantir que desafios maiores não surjam no time, prejudicando a equipe e impactando o negócio. 

Porém, quando se trata da baixa performance e de problemas de relacionamento, antes é preciso identificar a raiz de tais adversidades. Dessa forma, durante o team building você conseguirá ser mais assertivo com as atividades. 

Veja aqui quais são os principais indicadores de produtividade para acompanhar.

Agora, quando novas pessoas são contratadas, o team building é uma oportunidade significativa de criar novos laços de confiança entre todos. Também é um momento essencial para mostrar para os novos membros qual é a cultura e o propósito do grupo. 

Os recém-chegados ficarão mais alinhados à equipe e à empresa, da mesma forma que os “veteranos” relembrarão a importância do papel que desempenham.

E, claro, quando um novo líder é contratado, é crucial trabalhar a construção de relacionamentos saudáveis e duradouros com seus liderados. 

O team building é fundamental para isso, sendo uma oportunidade para ele conhecer seu time e construir a confiança necessária para todos realizarem um bom trabalho.

Aproveite e veja esse TED de Tom Wujec, autor e professor, sobre construção de times: 

Como fazer um team building? Passo a passo 

O team building não se trata apenas da realização de atividades motivacionais para empresas. É preciso entender o propósito por trás de cada dinâmica e escolher aquelas que fazem mais sentido para o momento pelo qual o time está passando. 

Para te ajudar com essa tarefa, fizemos um passo a passo. Confira: 

  1. Defina quem vai participar do team building
  2. Escolha o local para fazer o team building
  3. Apresente a agenda do dia e o propósito do encontro
  4. Comece as atividades
  5. Estabeleça acordos de convivência e planos de ação
  6. Marque o próximo encontro

Veja a seguir os detalhes de cada uma das etapas.

1. Defina quem vai participar do team building

O team building funciona melhor com grupos menores, de no máximo 30 pessoas. Se você é líder de muitos colaboradores ou tem vários times, o ideal é separar a dinâmica em grupos menores e fazer em dias separados. 

Também é preciso entender quais pessoas realmente devem estar presentes nas atividades. Por exemplo, no caso de uma squad, talvez a participação de alguns membros não faça tanto sentido.

2. Escolha o local para fazer o team building

Caso seja possível, o ideal é sair do ambiente de trabalho para todos ficarem focados nas atividades que serão realizadas ao longo do dia. Pode ser um coworking, um parque, o salão de festas do prédio de alguém ou um restaurante, por exemplo.

No escritório, e-mails não param de chegar, outras equipes acabam interagindo com o time, então fica mais difícil manter o ritmo da dinâmica. 

Porém, se não for possível sair do escritório, reserve uma sala de reunião para todo o período do team building e monte um ambiente agradável para todos. Vale comprar comidas, colocar cartazes nas paredes e deixar “mimos” na mesa para quando os participantes chegarem.

Dá para fazer team building online? 

Sim! Com a pandemia, o trabalho presencial precisou ser transferido para as telas, mas isso não significa que as dinâmicas de integração de time precisam ser deixadas de lado.

Uma ideia é usar ferramentas como o Miro para fazer as atividades. Nele, todos podem trabalhar simultaneamente, criar “cartazes” virtuais e até mesmo usar post its online.

3. Apresente a agenda do dia e o propósito do encontro

Antes de dar início às atividades, vale mostrar qual será a agenda do dia e a duração de cada atividade para alinhar expectativas. Por exemplo:

  • 10h: início e apresentação da agenda do dia 
  • 10h15 às 11h: dinâmica 1
  • 11h às 12h: dinâmica 2
  • 12h às 13h30: almoço do time
  • 13h30 às 14h30: dinâmica 3
  • 14h30 às 16h: dinâmica 4
  • 16h às 17h: aprendizados do dia 
  • 17h: encerramento

Após explicar a agenda que será seguida, mostre qual é o propósito daquele encontro. Todos devem ter clareza que existe uma razão para o team building e causas que levaram a ele. No final do dia, planos de ação e próximos passos deverão ser definidos. 

Aproveite para perguntar o que cada um espera do dia e o que acredita que irá aprender de novo. Uma ideia é pedir para os participantes anotarem suas percepções e, ao final do encontro, revisitá-las para ver se as expectativas foram alcançadas.

4. Comece as atividades

Mais adiante, mostraremos algumas ideias de atividades de team building, mas já adiantamos que as dinâmicas devem estimular a criatividade e a participação do time. Também é essencial que elas valorizem a comunicação e a cooperação.

“Mas será que todos vão ficar confortáveis com as dinâmicas?”, você pode estar se perguntando. 

Essa dúvida é comum, por isso a dica é começar com atividades para “quebrar o gelo”. Inclusive, antes mesmo disso, é válido mostrar que todos estão ali com o mesmo objetivo, que é construir o time. 

Faça combinados, mostre a relevância do dia para o desenvolvimento de todos e reforce que nada deve ser levado para o lado pessoal. Às vezes, algumas dinâmicas podem abrir algumas vulnerabilidades, então é preciso ter esse cuidado. 

Para que o team building funcione, todos devem estar dispostos a fazê-lo dar certo. Então, converse com os integrantes para eles se sentirem à vontade para mostrar dores, perspectivas e aprendizados.

Todos vão construir juntos soluções para resolver os desafios que surgirem ao longo do dia. Isso vai melhorar a relação entre os membros da equipe e ocorrerá, de fato, uma construção, como o nome “team building” propõe.

5. Estabeleça acordos de convivência e planos de ação

Após a realização das atividades, todos estarão mais receptivos a propostas de mudanças. Então, é hora de definir em conjunto acordos de convivência e planos de ação para melhorar o dia a dia de trabalho. 

Cada equipe tem desafios muito particulares que precisam ser resolvidos, por isso é tão primordial que os acordos sejam estabelecidos em conjunto. 

Um exemplo é: “Atenção às brincadeiras desrespeitosas”. Ter um ambiente de trabalho descontraído é benéfico para todos, porém, quando limites são ultrapassados, é hora de parar. 

Um plano de ação poderia ser todos se manterem alertas e sinalizarem abertamente para um colega quando a brincadeira tiver deixado de ser saudável.

6. Marque o próximo encontro

O team building não deve ser uma ação pontual, então faça dele algo periódico. A dinâmica pode ser realizada a cada três ou seis meses, com durações diferentes e atividades novas. 

Por isso, saia do encontro com a próxima data já marcada.

Ideias de atividades de team building

Até aqui você deve ter entendido o que é team building, então é hora de colocar a mão na massa. Caso precise de algumas ideias de atividades de integração de equipes, separamos exemplos que poderão te inspirar.

Antes, é preciso explicar alguns pontos. Para ter sucesso com o team building, as dinâmicas feitas devem ser novas e diferentes dos rituais do time. 

E, se o team building for feito com recorrência com os mesmos integrantes, também é necessário renovar as atividades para o processo não se tornar enfadonho.

O objetivo é gerar um impacto positivo e é para isso que existem as dinâmicas de team building. Lembre-se de que o funcionário é o protagonista das atividades, então elas devem ser envolventes, lúdicas e colocá-lo no foco

Após cada atividade, os participantes devem conversar e debater o que foi feito, justamente para criar reflexões a respeito do que aconteceu.

Existem inúmeras dinâmicas que podem ser feitas e aqui mostraremos algumas sugestões para você. Vale reforçar que os exercícios devem fazer sentido considerando o contexto do time, combinado? 

Agora vamos aos exemplos de team building!

2 verdades e 1 mentira

Essa é uma atividade bem fácil de ser feita e contribui muito para todos se conhecerem melhor. Inclusive, existem diferentes formas de realizá-la. 

Uma maneira é cada pessoa escrever em um pedaço de papel duas verdades e uma mentira sobre si, marcando qual é a frase falsa. 

Depois, o papel deve ser entregue ao líder ou alguém responsável por ler todas as frases. Os demais integrantes devem tentar adivinhar qual é a mentira. 

Também é possível simplesmente cada um falar as verdades e a mentira. Os colegas podem ouvir e opinar, explicando porque acreditam que determinada sentença está incorreta. 

Com essa dinâmica, os colaboradores podem se surpreender com as respostas e aprender mais sobre seus colegas, além de ser uma atividade que vai render muitas risadas.

Valores

A ideia dessa atividade de integração é conhecer quais são os valores realmente significativos para cada pessoa. Para começar, selecione uma lista com diversos valores (daqui a alguns parágrafos você confere os exemplos que separamos). 

Apresente a lista para os participantes e peça para cada um escolher os 20 com os quais eles mais se identificam. Depois, oriente-os a remover 10 — nessa hora, muitas “reclamações” vão surgir, porque de fato é muito difícil fazer essa escolha. 

Em seguida, peça para eles retirarem mais cinco valores da seleção. Por fim, diga para cada um selecionar os três mais importantes

Parece uma atividade despretensiosa, mas ela proporciona autoconhecimento e também permite que os colegas se identifiquem uns com os outros a partir de valores que têm em comum. 

Aproveite a dinâmica para pedir para o time compartilhar como se sentiu realizando a tarefa. Provavelmente, os sentimentos serão comuns a todos. 

Veja uma lista com opções de valores para você usar:

  • Abnegação
  • Altruísmo
  • Ambição
  • Amizade 
  • Amor
  • Aprendizagem
  • Assiduidade
  • Autocontrole
  • Bondade
  • Colaboração
  • Compaixão
  • Compreensão
  • Condescendência
  • Confiança
  • Coragem
  • Cordialidade
  • Cortesia
  • Curiosidade
  • Discernimento
  • Disciplina
  • Empatia
  • Espontaneidade
  • Família
  • Fidelidade
  • Força
  • Fraternidade
  • Generosidade
  • Gratidão
  • Harmonia
  • Honestidade
  • Honra
  • Igualdade
  • Justiça
  • Lealdade
  • Liberdade
  • Modéstia
  • Objetividade
  • Organização
  • Paciência
  • Paz
  • Perseverança
  • Pontualidade
  • Proatividade
  • Prudência
  • Resiliência
  • Respeito
  • Responsabilidade
  • Sinceridade
  • Solidariedade
  • Superação
  • Tolerância
  • Valentia
  • Vontade

Linha do tempo 

Dentre os jogos para fazer com equipe de trabalho, tem também a linha do tempo. 

Essa dinâmica é exatamente o que o nome propõe: traçar uma linha do tempo e apresentá-la para os colegas. A ideia é que cada integrante compartilhe os principais acontecimentos pessoais e profissionais ocorridos desde o nascimento

Isso mostrará a todos como as pessoas têm uma história e uma jornada que percorreram até chegar onde estão hoje. Dessa forma, uma barreira será quebrada e as pessoas passarão a enxergar um ser humano, não apenas mais um “colega de trabalho”.

Match do time

A atividade do match do time ajuda muito os colaboradores a se conhecerem, principalmente quando a equipe tem novos integrantes. A ideia é que cada um escreva três coisas que mais gosta, separadas por categorias como: 

  • música;
  • comida;
  • filmes e séries;
  • hobbies;
  • sonhos;
  • personalidades de referência;
  • profissões que queria ter quando criança;
  • o que mudaria no mundo;
  • o que faria se esse fosse seu último dia de vida.

Dentre tantos outros. O céu é o limite! 

Depois, cada um deve ler o que escreveu e, enquanto isso, os demais vão marcando “pontos” quando se identificarem com algo que foi falado. 

Ao final, todos terão pontos e poderão descobrir com quais pessoas têm mais “match”.

Descrever a pessoa em uma palavra

Ao final do team building, vale fazer a dinâmica para descrever a pessoa em uma palavra, o que não deixa de ser um elogio. 

A ideia é essa: que cada integrante reconheça as características mais marcantes de seus pares. Não é preciso que as pessoas se identifiquem, caso não se sintam confortáveis. Elas podem escrever os elogios em post its e entregá-los ao líder.

Extra: Escape Room

Caso haja a oportunidade, outro programa de team building é participar de um Escape Room. Essa é uma dinâmica de integração de time em que todos estarão presos em uma sala e precisarão trabalhar em equipe para sair a tempo

Isso é vital para fortalecer a cooperação, ao passo que mostra como o trabalho de cada um é fundamental para todos alcançarem o sucesso.

E depois do team building?

Tão importante quanto colocar atividades de team building em prática é trabalhar para que os resultados e a motivação perdurem na rotina do time.

Para isso, estimule o 1:1, conversa entre duas pessoas que pode ser feita tanto verticalmente (entre líder e liderado) quanto horizontalmente (entre pares). 

Quando for com o líder, o ideal é ele falar apenas 20% do tempo e o liderado os outros 80%. Entre pares, cada um pode ficar com 50% da conversa. 

Também é preciso acompanhar de perto se os acordos de convivência estabelecidos estão sendo cumpridos. E, claro, se o time está performando melhor e se as relações evoluíram.

Deu para entender o que é team building, qual sua importância e como fazer um com sua equipe? 

Lembre-se de que o objetivo é proporcionar um momento positivo para todos. Por isso, opte por dinâmicas que deixarão a equipe confortável e motivada a participar. 

Se você gostou do artigo, aproveite para ler também “Motivação nas vendas: 5 dicas para ampliar a performance dos vendedores”.

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas