Artigo

A importância do feedback na gestão de pessoas: porque implementar essa cultura?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 4 Janeiro 2021
Última atualização em 4 Janeiro 2021

É muito comum ouvirmos que o feedback deve fazer parte da rotina das empresas e que gestores devem se organizar, junto com o RH, para oferecer um bom feedback aos funcionários. Mas, afinal, qual é a real importância do feedback na gestão de pessoas

Dentro das empresas, o feedback é uma forma direta de gestores e colegas de trabalho compartilharem com um colaborador suas impressões profissionais sobre o trabalho executado e a performance dele na organização.

O que é feedback?

Feedback é um termo inglês que traduzido se refere a “comentário”. Entretanto, no âmbito profissional, esse conceito perde a característica informal e serve como uma bússola para guiar colaboradores em relação ao caminho que devem seguir para atender ao que a empresa espera dele. 

É fundamental entender que o feedback nas empresas NÃO é uma avaliação subjetiva e deve estar amparada por dados e argumentos sólidos que validem o retorno que o funcionário está recebendo por seu trabalho. 

O feedback pode ser relacionado a questões comportamentais, ou soft skills como também podem ser chamadas posturas relacionadas a:

  • Empatia, 
  • Ética, 
  • Capacidade de resolução de conflitos, 
  • Flexibilidade, 
  • Adaptabilidade.

Entretanto, a importância do feedback na gestão de pessoas está ainda mais intimamente relacionada ao desempenho do profissional dentro da empresa.

A importância do feedback na gestão de pessoas 

Entendido o que é feedback nas empresas é fundamental entender seu papel central nos resultados da empresa. 

A importância do feedback na gestão de pessoas está baseada no fato de que essa é a principal forma de uma empresa reconhecer cada um de seus colaboradores, ao mesmo tempo que implementa a cultura de melhoria contínua no negócio. 

Seja o feedback positivo ou feedback negativo (falaremos mais sobre cada um ainda neste artigo), estamos falando de uma ferramenta de gestão de pessoas que tem como objetivo fornecer aos colaboradores informações sobre como a empresa, principalmente os gestores, estão enxergando a postura profissional do funcionário e a sua participação no dia a dia do setor e da organização como um todo. 

De maneira simplória, é uma forma de informar ao colaborador se eles estão no caminho certo, fazendo o que é esperado pela empresa (e indo além) ou se ele precisa pegar uma nova direção, pois apresenta falhas e faltas. 

Feedback não é “bronca” nem é só uma sequência de elogios. 

O feedback é uma ferramenta estratégica para alinhar e realinhar os profissionais da empresa em relação:

  • Aos seus comportamentos, 
  • Aos seus resultados, 
  • Ao impacto que traz para a empresa, 
  • Como pode otimizar os resultados até agora obtidos. 

Uma característica que não pode “soltar a mão” de nenhum feedback empresarial é a ideia de que ele deve ser construtivo

O objetivo do feedback é contribuir para o crescimento do colaborador como profissional, ajudando ele a identificar onde estão seus pontos fortes e fracos, bem como auxiliando na indicação de como melhorar suas falhas

Em pesquisa da Psychometrics foi identificado que entre os elementos que mais se destacam quando os colaboradores são perguntados sobre o que o líder poderia fazer para gerar mais engajamento nas empresas estão: 

  • Deixar claro as expectativas (71%), 
  • Escutar as opiniões dos colaboradores (62%), 
  • Dar reconhecimento (52%).

Tudo isso é possível a partir da cultura de feedbacks de uma empresa. 

Leia também: Como engajar equipe de vendas com 5 dicas práticas e efetivas

O que é feedback positivo e por que realizá-lo? 

Mesmo que um profissional esteja indo muito bem dentro da empresa, com uma postura profissional de qualidade e resultados que estão alinhados ao que a empresa espera, a importância do feedback na gestão de pessoas está no fato de que é sempre possível melhorar. 

Além disso, o feedback para esse colaborador deve servir como uma injeção de ânimo. Não tem nada que motive um profissional mais do que saber que está no caminho certo e que seus gestores reconhecem seu esforço no dia a dia do trabalho. 

Segundo pesquisas, profissionais motivados são 50% mais produtivos. Para a empresa, produtividade é sinônimo de melhores resultados.   

Além disso, essa é uma ferramenta fundamental para manter os talentos dentro da sua empresa. Em relatório, a Gallup mostrou que a falta de reconhecimento fez com que 65% dos colaboradores deixassem a empresa em que trabalhavam. 

O que é feedback negativo e sua importância?

É muito comum que as empresas tenham profissionais que estão rendendo abaixo do esperado, ou que tenham comportamentos que não estão alinhados à cultura do negócio.  

Diante desses cenários o feedback é fundamental para ajudar esses profissionais a encontrarem o caminho da produtividade, engajamento e da melhoria profissional. 

É importante que um colaborador saiba que está percorrendo um caminho que não é o ideal, mas que a empresa está disposta a ajudá-lo a mudar de direção. 

Ao dar esse tipo de feedback é importante usar exemplos, dados e argumentos que não sejam emocionais ou subjetivos. 

Além disso, é importante apontar os pontos positivos para que o colaborador se sinta mais motivado a melhorar o que foi apontado. 

A importância do feedback na gestão de pessoas, nesses casos, está relacionada a possibilidade do gestor conversar de maneira transparente com seu funcionário e entender como pode ajudá-lo. 

Ao “recuperar” um profissional que estava em queda de rendimento, a empresa ganha um colaborador de alta performance ou que está a caminho disso, mais uma vez ampliando a produtividade individual e coletiva, alcançando assim resultados estratégicos positivos. 

Isso sem contar que elimina a necessidade de demissão, reduzindo custos trabalhistas e a necessidade de treinar um outro colaborador. 

Como oferecer feedbacks a seus colaboradores? 

É importante que tanto o feedback positivo, como o feedback negativo sejam oferecidos individualmente e periodicamente pelo gestor dos profissionais, sempre que possível acompanhado da consultoria do setor e RH, que garante a qualidade do repasse. 

Todos os feedbacks devem ser pautados em exemplos de condutas reais praticadas pelo colaborador, bem como em dados coletados sobre sua produtividade e desempenho no trabalho. 

Evite achismos e impressões pessoais, sem fundamento prático. 

Ao oferecer o repasse ao colaborador lembre-se de ajudá-lo a definir quais os próximos passos. Ofereça sugestões de por onde melhorar e deixe claro o que a empresa espera do funcionário. 

Por último, lembre-se de criar um ambiente saudável para que seus colaboradores se sintam estimulados a darem suas opiniões sobre o ambiente de trabalho, a liderança, projetos e outras questões que cercam o dia a dia. 

Objetivos do feedback nas empresas

Ao longo deste artigo reunimos alguns elementos que mostram a importância do feedback na gestão de pessoas, entre eles podemos citar: 

  • Alinhar expectativas da empresa para com os colaboradores,
  • Mostrar reconhecimento aos profissionais que trabalham com você,
  • reter talentos,
  • Motivar seus funcionários,
  • Gerar mais engajamento dos colaboradores com a empresa, 
  • Aumentar a produtividade dos setores,
  • Melhorar a performance individual e, consequentemente, gerar melhores resultados coletivos,
  • Criar uma ambiente de trabalho de maior qualidade,
  • Implementar a cultura organizacional de melhoria contínua e mais. 

Sem dúvida, com todos esses benefícios, a importância do feedback na gestão de pessoas alcança a qualidade do atendimento ao cliente

Uma equipe alinhada e motivada oferece melhores experiências aos consumidores o que, por consequência, gera maior retorno financeiro para o negócio. 

Leia também: Alta performance em vendas: 7 dicas de como aprimorar seu time e alcançar melhores resultados