Qual a diferença entre trabalho remoto e home office?

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Última atualização em 13 dezembro 2022

Qual a diferença entre trabalho remoto e home office? Será que significam a mesma coisa na prática? Ou os dois modelos funcionam de formas distintas?

A pandemia acelerou uma das tendências que já ganhava força há alguns anos: o trabalho remoto, seja em casa ou em qualquer lugar do mundo. Inclusive, em março de 2022, o próprio governo fez mudanças nas regras para home office.

Não faltam dados sobre o aumento do trabalho remoto e home office a partir de 2020:

  • 52% das empresas passaram a praticar o teletrabalho em virtude da pandemia (Pesquisa Home Office Brasil, 2020);
  • 78% dos brasileiros se sentem mais produtivos trabalhando remotamente (Pulses, 2020)
  • o Brasil é o melhor país de home office na América do Sul (pesquisa da Kayak, 2022).

Mesmo com o avanço da vacinação e o mundo retornando ao “normal”, dados apontam que muitas empresas preferem o trabalho home office e  modelo flexível, com redução do presencial e ganho de produtividade em casa.

Está pensando em adotar um modelo de trabalho a distância em sua empresa também? Então continue a leitura e saiba tudo sobre:

  • qual a diferença entre trabalho remoto e home office;
  • o que é um trabalho remoto;
  • o que é um trabalho home office.
  • como liderar uma equipe no trabalho a distância.

Qual a diferença entre trabalho remoto e home office?

Apesar de sutil, existe sim uma diferença entre os conceitos de trabalho remoto e home office. O trabalho remoto é aquele que permite que o profissional trabalhe de qualquer lugar fora do escritório da empresa, podendo ser ou não na mesma cidade ou país, em casa, em um coworking ou viajando o mundo.

Já o trabalho home office, como o próprio nome já diz, é fazer da própria casa o seu escritório de trabalho. Por definição, o home office é um tipo de trabalho remoto, e pode ser feito de forma esporádica ou contínua.

Em resumo, todo trabalho home office é remoto, mas nem todo trabalho remoto é home office.

O que é um trabalho remoto?

O trabalho remoto é um modelo no qual os funcionários podem realizar suas atividades profissionais em um local que não seja o escritório ou o endereço físico da empresa.

O trabalho pode ser na própria casa do funcionário, um coworking ou outro espaço compartilhado, escritório particular ou qualquer local fora dos tradicionais prédios corporativos.

Independentemente de qual a diferença entre trabalho remoto e home office, a verdade é que os novos modelos requerem uma combinação da cultura, processos e tecnologia certas para permitir que as equipes trabalhem com sucesso em qualquer lugar. A liderança remota é um exemplo disso.

Embora não haja uma única estratégia “certa”, uma força de trabalho remota de sucesso geralmente compartilha algumas características comuns, incluindo:

  • conexão com a internet forte e confiável: as equipes virtuais dependem muito de internet rápida e tecnologias móveis que exigem uso em larga escala;
  • ferramentas de comunicação e colaboração: os profissionais de trabalho remoto precisam atuar juntos como se estivessem todos no mesmo local. Isso requer aplicativos e plataformas seguros e de alta qualidade, como ferramentas de bate-papo, videoconferência, compartilhamento de arquivos, entre outros;
  • cultura organizacional: empresas remotas de alto desempenho precisam de culturas de confiança e trabalho em equipe, muitas vezes focadas mais em resultados do que em “tempo presencial” ou horas no escritório. A organização também deve capacitar indivíduos e equipes a serem bem-sucedidos com o trabalho home office.

Exemplos de trabalho remoto

Quase todas as profissões que podem ser realizadas com um computador ou dispositivo móvel e conexão com a internet se encaixam como exemplos de trabalho remoto. Entre as vagas em alta, podemos citar:

  • profissionais da área de marketing;
  • vendedor online;
  • agente de atendimento;
  • consultor;
  • assistente virtual;
  • programador;
  • designer gráfico;
  • fotógrafo e videomaker;
  • produtor de conteúdo;
  • redator, revisor, tradutor e diagramador;
  • professor particular de qualquer tema;
  • personal trainer e coaches;
  • donos de e-commerces;
  • produtor de cursos online.

A maioria desses exemplos de trabalho remoto pode ser feita por freelancers, profissionais liberais ou mesmo no regime de contrato CLT.

Não deixe de ler também: o que é trabalho híbrido e como preparar sua empresa para esse formato?

O que é um trabalho home office?

O trabalho home office costuma ser visto como uma forma de trabalho remoto, mas com um lugar específico do emprego: a própria casa do profissional

O trabalho em home office é repleto de vantagens e desvantagens tanto para os profissionais quanto para as próprias empresas. Em geral, os principais benefícios são:

  • mais flexibilidade de horários e escalas;
  • redução de custos para a empresa e o colaborador;
  • melhor qualidade de vida;
  • aumento da produtividade e controle de tempo;
  • maior independência e autogestão.

Claro, assim como quase tudo na vida, o trabalho remoto e home office não são feitos apenas de vantagens. As desvantagens também estão lá, como o isolamento que pode prejudicar a saúde mental, alta carga de trabalho ou problemas de desempenho quando não há disciplina e as diversas distrações que podem surgir.

Leia também: dicas‌ ‌para‌ ‌trabalhar‌ ‌home‌ ‌office e como‌ ‌trabalhar‌ ‌remotamente‌ ‌sem‌ perder‌ ‌foco?

Como liderar uma equipe no trabalho a distância?

Quando a pandemia confinou as pessoas em suas casas e acelerou a cultura do trabalho remoto, os gestores se depararam com grandes desafios. Falta de supervisão, isolamento de funcionários, falta de acesso a informações foram alguns deles.

Os profissionais de suporte e atendimento remoto, por exemplo, se viram em uma situação na qual as empresas precisaram se adaptar para novos processos, como reuniões a distância.

A responsabilidade de lidar com o modelo de trabalho remoto e home office é dos gestores e líderes das organizações. Mas a realidade é que o novo formato não mudou os princípios de liderança. 

A liderança, remota ou não, deve trabalhar com as mesmas habilidades que qualquer líder de sucesso precisa para encarar os desafios e engajar suas equipes, como:

  • assegurar uma comunicação clara e assertiva;
  • ser um exemplo e inspirar a autogestão;
  • padronizar a integração de novos funcionários remotos;
  • acompanhar processos operacionais remotamente;
  • mensurar o desempenho das equipes e dos profissionais;
  • exercer a liderança motivacional;
  • lidar com questões emocionais do home office;
  • resolver desafios de infraestrutura;
  • investir na tecnologia para melhorar o trabalho remoto.

Esta última envolve a aquisição e promoção de boas condições de trabalho para os seus colaboradores por meio de ferramentas adequadas que otimizam as tarefas dos colaboradores. 

Um profissional de atendimento home office pode usar todos os benefícios de um software como o Zendesk Service que ajuda a todos darem o seu melhor com ferramentas prontas para uso e fáceis de configurar, como:

  • espaço de trabalho do agente unificado;
  • ferramentas de colaboração;
  • tarefas com encaminhamento e inteligência artificial;
  • gestão do conhecimento integrada e autoatendimento.

Clique aqui para fazer uma avaliação grátis e testar todos os recursos de nossa poderosa ferramenta de atendimento!

Leia mais: como fazer engajamento de equipes no trabalho remoto?

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Experimente grátis