Ir para o conteúdo principal

Artigo 13 min read

Segurança de dados em nuvem: [Guia completo]

Por Zendesk

Última atualização em 17 março 2023

Segurança de dados em nuvem é um assunto intrinsecamente técnico e que exige o conhecimento de vários termos. Apesar disso, é possível falar sobre esse tema de uma maneira mais leve e didática. 

A seguir, você terá acesso a um guia completo sobre o assunto, passando por conceitos, benefícios da segurança em Cloud Computing, recursos e muito mais. 

Parece interessante? 

Então, continue a leitura e tire todas as suas dúvidas! 

O que é segurança de dados em nuvem? 

A segurança de dados em nuvem reúne uma série de políticas, controles, estratégias e ferramentas que operam de modo simultâneo para evitar ataques cibernéticos contra sistemas, dados e infraestrutura baseados na nuvem.

Tal investimento garante coleta e armazenamento de dados aprimorados, flexibilidade por meio de trabalho remoto e escalabilidade ágil.  

Em outras palavras, você melhora a proteção de seus ativos digitais e mitiga os riscos associados a falhas humanas, diminuindo a chance de que seu negócio sofrerá uma perda drástica em razão de uma violação evitável. 

Quer saber mais? Assista: 

Tipos de ambientes de computação em nuvem 

De modo geral, estes são os tipos de ambientes de computação em nuvem: 

  • ambiente de nuvem pública: aqui o processo é aplicado por provedores de serviços de nuvem. Nele, os servidores são compartilhados por diversos locatários; 
  • ambientes de nuvem privada: pode ser em um datacenter de responsabilidade de um consumidor ou desenvolvido por um provedor de serviços de nuvem pública. As companhias não precisam dividir espaço com outras marcas;
  • ambientes de nuvem híbrida: mescla datacenters locais e nuvens de terceiros;
  • ambientes em várias nuvens: inclui dois ou mais serviços de nuvem conduzidos por provedores de serviços de nuvem distintas. 

Quais são as diferenças entre segurança na nuvem e segurança de ti? 

Uma vez que você já sabe o que é segurança de dados em nuvens, é hora de compreender a diferença dessa estrutura para o modelo tradicional. 

No caso da gestão de TI, o time externo é responsável por implementar, manter e proteger a infraestrutura. 

Dito de outra forma, ele mantém as informações sempre disponíveis, organizadas e protegidas de qualquer ameaça. 

Entretanto, com o acúmulo de dados na empresa torna-se complicado manter, atualizar, disponibilizar e proteger a infraestrutura, sem prejudicar a implantação e monitoramento de produtividade. 

Para driblar tal cenário, usa-se a segurança de dados em nuvem que traz serviços e ferramentas de monitoramento automatizado, que oferecem uma visão mais completa do cenário para o gestor de TI. 

Nesse contexto, mais colaboradores tomam conta de algo que é tão vital para o sucesso do seu negócio: os dados que servirão como base para criar estratégias e tomar decisões. 

Quais são os benefícios da segurança em cloud?

Este artigo da Forbes revela quais são as vantagens de contratar a segurança em nuvem para a sua empresa. Confira! 

Operações simplificadas 

As operações de segurança se tornaram mais eficientes com a proteção fornecida pela nuvem. 

Isso se torna mais evidente se você optar por soluções provenientes de uma única plataforma. 

Ou seja: ao invés de trabalhar com várias ferramentas, as equipes de segurança podem monitorar atividades e implementar políticas em um só lugar, a qualquer hora. Para isso, basta ter um computador com acesso à internet. 

Por exemplo, suponha que uma empresa passou anos ajustando uma ferramenta para identificar e classificar dados de acordo com suas preferências. 

À medida que muda para soluções em nuvem, ela pode mover os recursos para a funcionalidade, o que traz mais eficiência e produtividade para as suas operações. 

Mais produtividade 

A ideia de produtividade mudou drasticamente. Alguns colaboradores trabalham remotamente em tempo integral, enquanto outros executam suas atividades no modelo híbrido.

Para proteger os dados da sua empresa em qualquer espaço, a nuvem permite que você desative os privilégios de download de um determinado aplicativo.

 Como resultado, os usuários podem acessar o que precisam sem problemas e os dados confidenciais da organização são protegidos.

Facilita a tomada de decisões

Ao simplificar as operações de segurança e aproveitar a agilidade e o poder da nuvem, as organizações podem se proteger com eficiência, ao mesmo tempo em que oferecem aos funcionários uma experiência perfeita, em qualquer lugar. 

Com uma abordagem unificada e entregue na nuvem, você quebra os silos, agiliza as operações, fornece visibilidade singular e libera as equipes para se concentrarem na estratégia.

Como funciona a segurança de dados na nuvem?

A partir de agora, você confere como funciona a segurança em cloud computing. Veja só! 

Infraestrutura como serviço

Aqui, os provedores de serviços de nuvem propiciam funcionalidades de armazenamento, computação e rede sob demanda. Em suma, eles asseguram os serviços mais importantes de computação. 

Os clientes, por sua vez, devem garantir proteção de tudo que compreende o sistema operacional, incluindo:

  • aplicativos;
  • dados;
  • tempos de execução;
  • middleware;
  • próprio sistema. 

Plataforma como serviço

Existem provedores que garantem um desenvolvimento completo e um ambiente de implementação na nuvem

Na prática, eles protegem o período de execução, o middleware, o sistema operacional e os serviços de computação mais importantes. 

Quando se fala das responsabilidades dos clientes, eles devem garantir a proteção de seus aplicativos, dados, acesso do usuário, dispositivos do usuário final e redes do usuário final. 

Software-as-a-Service

Outra possibilidade são softwares que usam como base modelo pré-pago, tais como Microsoft Office 365 ou Google Drive. Nesse formato, você deve proteger as suas informações, usuários e dispositivos. 

Quais são os tipos de ferramentas de segurança em cloud computing? 

Aqui estão as principais: 

Gerenciamento da postura de segurança na nuvem

É uma ferramenta que contribui para a redução de risco ao buscar continuamente erros de configuração que podem causar uma violação. 

Com essa solução, você diminui a chance de falhas em processos manuais e aumenta a visibilidade para ambientes com milhares de serviços e contas. 

Ao identificar alguma vulnerabilidade, os desenvolvedores corrigem o problema conforme orientações guiadas. 

Em paralelo, o gerenciamento também acompanha regularmente o ambiente em busca de atividade mal-intencionada ou acesso não autorizado. 

Plataforma de proteção de cargas de trabalho na nuvem

Uma das ferramentas mais populares quando se fala de segurança de dados em nuvem. 

Ela protege os recursos da rede, computação e conteúdo armazenado por aplicativos na nuvem. 

Para isso, a plataforma detecta cargas de trabalho em espaços públicos, privados e híbridos, identificados-os em busca de vulnerabilidades. 

Caso encontre alguma falha, a ferramenta fará a sugestão de controles para ajustá-la. 

Agente de segurança de acesso à nuvem

Essa tecnologia ajuda a TI a obter visibilidade quanto ao uso de aplicativos e oferece uma análise de risco de cada solução. 

Ademais, ela protege dados e exibe a movimentação dos funcionários por meio da nuvem. 

Por fim, o agente de segurança de acesso à nuvem pode ser útil para identificar comportamento irregular e corrigir ameaças. 

Identidade e acesso

Controlar quem tem acesso às funcionalidades é essencial para proteger dados na nuvem. 

Tendo isso em mente, opte por soluções que limitam acesso a recursos confidenciais e que impõe a autenticação multifator e políticas de privilégio mínimo.

Gerenciamento de direitos de infraestrutura de nuvem

Nesta solução, seu negócio tem um panorama geral sobre quais pessoas estão acessando os recursos nas plataformas da nuvem. Isso ajuda a acompanhar o comportamento do usuário mais de perto. 

Segurança em nuvem é seguro? 

Sim. A propósito, a tecnologia conta com recursos de criptografia que separam as informações entre o destino e a origem, como se houvesse um túnel online que isolasse os seus dados de todos os outros que estão no ambiente virtual. 

Ou seja: a ferramenta mistura os dados enquanto eles são compartilhados e só monta o quebra-cabeça novamente na hora em que as informações são enviadas ao destinatário final. 

Contudo, é preciso atenção para manter a confidencialidade das suas informações. 

Na prática, tenha em mente quais são os seus colaboradores que terão acesso a elas e que ferramentas serão usadas para administrar a autorização.  

Uma saída para controlar tais acessos é optar por um provedor de nuvem que faça um registro completo de auditoria. 

Assim, você visualiza quem acessou as informações, o que faz, quando e a partir de qual aparelho. 

Ademais, considere usar relatórios de cadeia de custódia e defina um fluxo de trabalho de exclusão seguro para impedir que seus dados sejam excluídos acidentalmente. 

O que fazer se falhar? 

Mesmo que um provedor tenha todos os recursos disponíveis para garantir a segurança da nuvem, não é possível afirmar que a sua empresa está livre de falhas ou ataques operacionais. 

Esse cenário não é só em relação à nuvem. 

A propósito, já acompanhamos notícias de que hackers aplicaram um crime virtual de ransomware que prejudicaram cerca de 100 países e conseguiram sequestrar informações de grandes empresas. 

Isso significa que nem tudo é a prova de falhas, sobretudo porque o Brasil registrou um crescimento de ataques cibernéticos à empresas (94%), no primeiro semestre de 2022, segundo este levantamento da Fortinet

“Ransomware é  um tipo de malware para sequestro de dados, caracterizado pelo pedido de resgate por parte dos criminosos. 

Os dados da vítima são criptografados e usados como refém. Para recuperar o acesso, a empresa tem que pagar a quantidade que os criminosos pedem”, explica Alexandre Bonatti, diretor da Fortinet, em entrevista à CNN. 

Embora seja complicado impedir todas as ameaças, existem diversas ações que você pode aplicar para monitorar possíveis ataques. 

Um bom exemplo disso são sistemas automatizados de controle que identificam rapidamente padrões incomuns de comportamentos e apontam quando uma invasão está acontecendo. 

Assim, você pode bloquear o ataque e reduzir os danos. 

Tudo certo com a segurança de dados em nuvem?

Esperamos que, até aqui, você tenha entendido tudo sobre segurança em nuvem. E caso pretenda investir em um CRM, considere a contratação do Sell.

Ele utiliza as práticas recomendadas e normas do setor para alcançar a conformidade com as estruturas gerais de segurança e privacidade aceitas pelo setor, o que, por sua vez, ajuda os assinantes a manter a conformidade com suas próprias normas de conformidade.

Confira, a seguir, os certificados obtidos pela Zendesk e que assegura a segurança da plataforma! 

Saiba mais sobre o Sell 

É um CRM de vendas integrado que dá autoridade à sua equipe para ser mais produtiva, entender melhor seus clientes e tomar decisões baseadas em dados.

Com ele, seu time fica sempre bem informado e consegue, com agilidade e qualidade, identificar oportunidades, priorizar questões importantes e urgentes,  e solucionar problemas e demandas com mais eficiência. 

Ele também permite o acompanhamento por e-mail, emite notificações e alertas por push em tempo real, e, desse modo, potencializa o trabalho de sua equipe, uma vez que ela sabe em que momento o prospect abriu o e-mail e, assim, consegue aplicar a ação correta no momento exato. 

Além disso, produz relatórios completos e, desse modo, potencializa as estratégias de vendas, pois permite o acompanhamento dos números e dos resultados do setor. 

Para conhecer os recursos e entender como o Zendesk para vendas funciona, faça uma avaliação grátis e surpreenda-se com todos os benefícios.

Histórias relacionadas

Artigo
15 min read

Três pilares da excelência no atendimento: como adotá-los?

Conheça os três pilares da excelência no atendimento, como eles afetam as interações com seus clientes e como a tecnologia ajuda a melhorar estas bases.

Artigo
13 min read

Acesso remoto: o que é, como funciona e benefícios

Confira um guia completo sobre o que é e como funciona o acesso remoto e saiba como usar esse recurso no atendimento ao cliente.

Artigo
7 min read

9 novas tendências de atendimento ao cliente para 2024

Veja quais são as 9 tendências de atendimento ao cliente para 2024 e como preparar a sua empresa para se adequar a cada uma delas!

Artigo
16 min read

Etapas CRM: entenda como funciona cada uma delas

Conhecer as etapas CRM é fundamental para o sucesso da sua implementação dentro da sua empresa.…