Artigo

O que é avaliação 180 graus e quais as suas vantagens na avaliação de equipes

Por Douglas da Silva, Senior Specialist, Digital Marketing, LATAM

Publicado 22 março 2022
Última atualização em 22 março 2022

A avaliação 180 graus é um dos modelos de avaliação de desempenho mais utilizados pelos gestores de equipes. Nessa avaliação o agente é avaliado por seu líder, e também se auto avalia.

Esse formato avaliativo é simples e eficaz, e por meio dele o líder costuma informar e cobrar metas, orientações e resultados, e também receber feedbacks dos colaboradores, sendo esse um jeito eficiente de promover melhorias no crescimento e facilitar a comunicação interna da empresa.

Para você entender como a avaliação 180 graus se difere da avaliação 360 graus, para que ela serve e quais as suas reais vantagens no clima organizacional de um negócio, continue a leitura e aprenda! 

Avaliação de desempenho 180 e 360 graus: qual a diferença?

O intuito de qualquer avaliação de desempenho é auxiliar as lideranças de um negócio com o desenvolvimento positivo da performance dos colaboradores, e para isso, existem vários formatos de avaliação, como as avaliações de desempenho 180 e 360 graus.

No entanto, cada uma das categorias de avaliação tem as suas características, sendo uma responsabilidade do gestor escolher o formato avaliativo que mais tem a ver com a sua equipe, por isso é importante que ele conheça as diferenças entre esses métodos. 

Gestores que utilizam a avaliação de desempenho 180 graus, prezam pela troca mútua de opiniões com seus funcionários. Esse formato possibilita informações precisas sobre o desempenho de cada colaborador, ajuda na análise de pontos fortes e fracos na gestão, e baseia as melhorias em metas preestabelecidas. 

Já os líderes que realizam a avaliação 360 graus, prezam por um método mais completo e panorâmico de avaliar o desempenho individual de cada colaborador. Nesse formato os feedbacks são totalmente horizontalizados, e feitos em 360 graus, incluindo a autoavaliação, a avaliação de colegas, líderes e até de outros departamentos.

Por isso, podemos dizer que a diferença entre avaliação de desempenho 180 e 360 graus, está no nível de complexidade de uma avaliação para outra, já que uma considera todos os graus de relacionamento do profissional, e a outra considera apenas dois pontos de vista. 

Como funciona e para que serve avaliação 180?

A avaliação 180 é uma maneira utilizada por gestores para avaliar o desempenho e o comportamento de suas equipes. Essa avaliação costuma verificar:

  • qualidade do trabalho;
  • produtividade;
  • pontualidade;
  • cooperação;
  • flexibilidade;
  • relacionamento em equipe;
  • dentre outros pontos importantes no comportamento de um profissional.

E para conseguir detectar todas essas informações de cada colaborador, o gestor pode solicitar uma autoavaliação, ou então disponibilizar um formulário de avaliação de desempenho 180 graus para que o profissional avaliado preencha.

Normalmente, empresas que adotam a avaliação 180 graus aos seus métodos avaliativos, notam que a ferramenta melhora:

  • a análise de dados para promoções e sucessões;
  • as oportunidades de mensurar metas;
  • a motivação e produtividade;
  • o relacionamento interpessoal dos colaboradores;
  • o potencial de desenvolvimento das equipes;
  • a comunicação interna;
  • dentre outros pontos importantes no desenvolvimento de profissionais. 

Como fazer avaliação 180 graus?

Depois de entender para que ser avaliação 180 graus, é fundamental que os gestores entendam também como fazer avaliação 180, pois esse formato avaliativo, assim como qualquer outro, exige comprometimento e atenção por parte da empresa e também de suas equipes. 

Para que a avaliação de equipe seja bem aplicada, é essencial que o líder compreenda o comportamento de cada profissional, buscando entender seu comportamento, sua proatividade e seu desempenho profissional. Para isso, algumas etapas precisam ser respeitadas. Veja a seguir.

1ª etapa: preparação os avaliados

Normalmente a aplicação dessa avaliação é feita por meio da aplicação de um formulário de avaliação de desempenho 180 graus, e a primeira coisa que um líder deve fazer é instruir bem seus subordinados, para que o preenchimento deste formulário seja feito corretamente. 

2ª etapa: cuidado com o andamento da avaliação

Em seguida, é importante que os profissionais sejam orientados sobre possíveis equívocos de entendimento, para que julgamentos fora do contexto não aconteçam ao longo do preenchimento do  formulário de avaliação de desempenho 180 graus.

3ª etapa: estabelecimento de uma cultura de feedback

Um feedback tem um grande poder transformador, e num processo de avaliação 180 graus guardar todas as informações obtidas ao longo do processo é fundamental para a construção de novas ideias e mudanças. Por isso, preservar uma cultura de feedback pode transformar o desenvolvimento de uma equipe, sendo ela muito importante. 

4ª etapa: iniciação das mudanças

Quando o gestor já colheu todas as informações necessárias de um colaborador, ouviu seus feedbacks, e tem tudo o que precisa para estabelecer correções, a próxima etapa é iniciar as mudanças, aplicando as melhores táticas para que o potencial individual e coletivo seja desenvolvido e tenha bons resultados numa próxima avaliação.

5ª etapa: aplicação da tecnologia

Uma forma de potencializar os resultados de uma avaliação 180 graus, é utilizando estratégias digitais no processo avaliativo. Essas ferramentas tendem a otimizar os resultados e a gestão de pessoas no negócio, e tornam as avaliações mais direcionadas.

Algumas ferramentas, como o CRM para vendas da Zendesk, conseguem melhorar a visibilidade do pipeline das equipes e criar insights por meio de relatórios de colaboradores, colhidos no dia a dia do trabalho. Uma forma eficaz de elaborar feedbacks e aproveitar o máximo potencial dos agentes.

Como a avaliação 180 graus melhora o clima organizacional?

Um bom clima organizacional é importante na empresa, pois por meio dele o negócio consegue determinar as fragilidades dos colaboradores, que de alguma forma conseguem afetar a organização.

Quando a empresa se importa em sempre avaliar seus funcionários, ela acaba notando mais que apenas características individuais, isso gera insights poderosos na manutenção do clima e do trabalho do time. 

Ao avaliar as equipes, fica muito mais fácil diagnosticas crises, identificar falhas, e entender fatores de desmotivação, por isso, avaliações como a 180 graus são fundamentais no processo de integração e desempenho das equipes. 

E quais competências ela mensura?

As competências mensuradas pela avaliação 180 graus podem variar conforme a pessoa avaliada, ou as habilidades específicas que a empresa quer avaliar, dentre essas estão:

Auto-responsabilidade

Sabe lidar com os próprios problemas sem culpar os outros é essencial em qualquer ambiente de trabalho saudável. Pessoas que não sabem lidar com a auto-responsabilidade geralmente desconhecem esse fato, e nesses casos um feedback baseado em uma avaliação 180 graus pode ser muito importante. 

Conscientização organizacional

Os colaboradores precisam entender como a organização em que trabalham funciona. Com a avaliação 180 graus o negócio consegue oferecer um feedback interno para os colaboradores, isso os ajuda a ter ciência de suas responsabilidades e impacto na organização.

Gerenciamento de conflitos

Toda liderança deve ser capaz de gerir conflitos de maneira eficaz, mas às vezes os gestores podem acreditar estar seguindo pelo caminho certo, quando, na verdade, estão tornando a situação ainda pior. 

Até os líderes devem ser avaliados por seus superiores, e avaliar o gerenciamento de conflitos é uma maneira de evitar situações semelhantes no futuro. 

Foco no cliente

Atualmente, a maioria das estratégias são trabalhadas para que a experiência do consumidor seja a melhor possível. Não importa se um colaborador tem ou não contato com o cliente, o seu trabalho deve ser sempre focado nas necessidades dos consumidores. 

A avaliação 180 graus auxilia a gestão a treinar equipes focadas no cliente, sempre de olho nas necessidades das pessoas atendidas, e na capacidade do negócio alcançar as expectativas desses consumidores. 

Habilidades interpessoais

Habilidades interpessoais, como, por exemplo, a comunicação, são importantíssimas em qualquer nível organizacional, e avaliar esse quesito pode evitar a transmissão de falsas informações, estimulando que os trabalhadores de um negócio sempre tenham atenção ao se comunicar.

Habilidades para resolver problemas

A avaliação 180 graus, quando bem aplicada num empreendimento, pode tornar a tomada de decisões muito mais assertiva, principalmente quando essas decisões têm relevância em uma situação de conflito. 

Empresas que não avaliam seus problemas, ou não se preocupam em gerar soluções eficazes para as deficiências do negócio, podem deixar de solucionar questões importantes, e transparecer um gerenciamento ruim do empreendimento. 

Trabalho em equipe

Equipes precisam saber trabalhar juntas, e cabe a empresa determinar possíveis problemas de relacionamento solucioná-los. 

Por meio de uma avaliação 180 graus, torna- se muito mais fácil ajudar e retificar equívocos que possam prejudicar a equipe e a empresa, pois, por meio de feedbacks individuais se torna muito mais fácil entender os erros e acertos de cada colaborador coletivamente.

Assista “O poder do trabalho em equipe” — e entenda o ponto de vista dado por Pedro Lopes, empreendedor e criador do EcoBook, dado no TedTalk, a respeito da importância trabalho em equipe.

Qual método de avaliação 180 graus usar?

Nem sempre o formulário de avaliação de desempenho 180 graus básico é o método escolhido neste levantamento. Algumas pessoas podem não conhecer, mas existem diversos tipos de avaliação que podem ser aplicados no formato 180 graus. Conheça alguns:

Método de escala gráfica

É o formulário de avaliação de desempenho 180 graus mais simples e fácil de fazer e entender, porém, é um método avaliativo superficial. 

Trata-se de um formulário de dupla entrada, onde as linhas representam os fatores avaliados, e as colunas determinam os graus de avaliação, e todos os fatores são descritos de forma simples e objetiva. 

Veja um exemplo:

Avaliação de desempenho individual

Marque com um X o campo que mais se aproxima do seu desempenho no trabalho.

FATORES DE AVALIAÇÃO ÓTIMO BOM  REGULAR RUIM
CRIATIVIDADE (capacidade de inovação)
ASSIDUIDADE (quantidade de faltas)
REALIZAÇÃO (metas atingidas)
QUALIDADE (esmero nas atividades)

Esse tipo de formulário também pode ser feito com escala numérica, para determinar o desempenho do colaborador considerando notas de 0 a 10, conforme a preferência da empresa.

Método da escolha forçada

Trata-se de uma avaliação em que o profissional precisa escolher frases que mais se assemelham com seu desempenho individual. Geralmente o funcionário recebe um formulário organizado em blocos de duas ou quatro frases, e tem que escolher a frase com a qual mais se identifica no dia a dia.

O método de escolha forçada é neutro e subjetivo, muito confiável por eliminar estereótipos, mas a sua elaboração é um pouco mais complexa e demorada, porém, algumas ferramentas de CRM conseguem gerar esse formulário automaticamente. 

Método de autoavaliação

Nesse tipo de avaliação, o próprio funcionário realiza uma análise do seu desempenho. Normalmente ele preenche um formulário, e depois discute as respostas com o seu líder, para que pontos de melhoria sejam identificados em conjunto com o gestor. 

Existem ainda outros métodos, cabendo ao líder determinar qual mais se encaixa na avaliação 180 graus aplicada por ele. Dentre esses estão:

  • avaliação por resultados;
  • pesquisa de campo;
  • lista de verificação;
  • e métodos mistos.

Vantagens da avaliação 180 graus

Com a troca de feedbacks que acontece em uma avaliação 180 graus, diversas vantagens são notadas no dia a dia das empresas, dentre essas é possível verificar:

  • a melhora no clima organizacional;
  • a troca de ideias;
  • o engajamento dos funcionários;
  • a identificação do potencial de talentos;
  • a identificação de problemas;
  • o aumento da produtividade;
  • dentre outras vantagens.

Portanto, investir na aplicação da avaliação 180 graus pode ser bastante apropriado, principalmente se a empresa tem colaboradores que apresentam um baixo desempenho, ou existem conflitos não resolvidos no local de trabalho. 

Importante dizer que não basta apenas avaliar os funcionários, as lideranças precisam estar aptas a aplicar mudanças e estabelecer um retorno para os avaliados, pois, somente dessa forma os resultados começarão a refletir no clima da empresa.