Ir para o conteúdo principal

Artigo 16 min read

Como fazer networking? 16 etapas para melhores resultados

Por Zendesk

Última atualização em 18 janeiro 2024

É provável que você saiba o poder que conhecer as pessoas certas tende a oferecer à sua empresa, inclusive na conquista de novos clientes. Por isso, aprender como fazer networking é um conhecimento estratégico.

Sem dúvida, criar uma rede de pessoas que conhecem seu trabalho e a qualidade do que a sua empresa oferece, é algo que vai te ajudar a ir mais longe, conhecendo novos parceiros, consumidores e ganhando em reputação e alcance. 

Mas como criar essa rede? É possível sim montar uma estratégia de networking empresarial para que mais pessoas passem a conhecer seu negócio e a se interessar por ele. 

Os resultados do networking são muitos e, entre eles, estão:

  • geração de mais negócios; 
  • aprendizado e desenvolvimento profissional; 
  • conhecimento sobre o mercado; 
  • contato com potenciais parceiros; 
  • acesso a informações relevantes e mais. 

Quer saber como fazer um bom networking? Então, continue a leitura deste guia completo que vai trazer 16 estratégias para você se conectar com pessoas de interesse para seu negócio.

Resumo
  • Networking significa rede de contatos. Na prática, “fazer networking” significa tomar atitudes que fortaleçam essa rede, conectando a sua empresa a pessoas ou organizações estratégicas.

  • Algumas das 16 formas de fazer networking abordadas neste artigo são: definir quem você deseja conhecer, saber onde encontrar os contatos, avaliar a convergência de interesses, ir direto ao ponto, criar uma rede diversa, buscar relações em longo prazo, entre outras.

  • Fazer networking é fundamental para ampliar o universo de contatos, gerar novos insights, fortalecer sua presença no mercado e aumentar oportunidades de mercado.

  • Otimize os resultados do seu networking com ferramentas de gestão do relacionamento, como o CRM e o software de suporte.

Conteúdos relacionados

Neste artigo, você aprenderá

O que é networking empresarial?

Networking significa rede de contatos ou rede de negócios. Na prática, é um processo contínuo em que o intuito é conectar sua empresa a outras pessoas e outras organizações, a fim de gerar um auxílio mútuo entre as partes. 

Esse auxílio depende do objetivo do networking, que inclui conquistar mais clientes e ampliar a rede de suporte da organização. 

De qualquer forma, em uma realidade como a atual, em que há muita concorrência, muitas mudanças acontecem o tempo todo, tecnologias variadas, oportunidades diferentes em cada canto, criar uma rede de relacionamentos te ajuda a se manter atualizado e competitivo.  

Em muitos casos, o networking te ajuda a diminuir sua curva de aprendizado sobre algum conceito, ferramenta ou tendência do setor. 

No networking empresarial, o foco é interagir com pessoas que tenham interesses em comum com a finalidade de expandir o negócio, ampliar seu alcance, acessar informações privilegiadas e conquistar novos parceiros e clientes.

Como fazer networking? 16 estratégias para melhores resultados

Diante do conceito de networking empresarial, seguimos para compreender como podemos colocá-lo em prática, de maneira contínua e estratégica. 

É muito importante que você busque conhecer e se conectar com pessoas que possam se interessar por aquilo que seu modelo de negócio oferece, buscando pavimentar o caminho para futuras parcerias.

A seguir, respondemos como fazer networking em 16 etapas. Confira!

  1. Defina quem você deseja conhecer
  2. Saiba onde encontrar esses contatos
  3. Avalie em que pontos seus interesses convergem
  4. Não inicie o contato pedindo ajuda
  5. Não faça muitos rodeios e vá direto ao ponto
  6. Mostre-se pronto para ajudar
  7. Crie uma rede de contatos diversa
  8. Busque relações de longo prazo
  9. Tente equilibrar quantidade e qualidade
  10. Ouça o que o outro tem a dizer
  11. Participe de eventos
  12. Atualize suas redes sociais
  13. Peça para um cliente te apresentar um contato importante
  14. Ofereça conteúdo valioso
  15. Estabeleça a comunicação contínua
  16. Mantenha-se atualizado sobre as novidades e tendências do seu mercado

Entenda!

1. Defina quem você deseja conhecer

É claro que quanto mais pessoas você conhecer em nome da sua empresa, melhor. Entretanto, mais do que quantidade, no processo de como fazer networking, é fundamental se preocupar com a qualidade. 

E a qualidade varia de acordo com os objetivos, o nicho de mercado,  sua experiência e com vários outros fatores. 

Por isso, faça uma lista de pessoas que você gostaria de conhecer e busque formas de tornar isso real. 

É provável que você tenha vontade de conhecer pessoas influentes da sua cidade, do mercado ou nicho. 

Não é necessário se limitar geograficamente, a não ser que isso faça sentido para sua estratégia. 

Caso ainda não faça ideia de quem buscar, o LinkedIn pode te ajudar a ampliar o conhecimento sobre pessoas influentes que sejam estratégicas para sua empresa. 

Comece com uma lista de 10 pessoas e vá atualizando-a conforme for se conectando com os nomes inicialmente apresentados.

2. Saiba onde encontrar esses contatos

Depois de montar a lista de pessoas que quer conhecer e estabelecer uma relação mais próxima, você deve pensar em onde será possível encontrá-las.

Pesquise, por exemplo, sobre os próximos eventos em que podem comparecer. Quais espaços frequentam? Você tem amigos e colegas que possam viabilizar esse encontro? Que tal marcar uma reunião ou almoço de negócios para que possam se conhecer melhor?

3. Avalie em que pontos seus interesses convergem

É necessário que você saiba identificar quais são interesses em comum entre você e as pessoas que você deseja integrar no networking.

Quando as intenções e interesses convergem, fica mais fácil estabelecer diálogos ricos e unir forças em busca de objetivos semelhantes.

4. Não inicie o contato pedindo ajuda  

A prática de networking deve ser constante e não apenas quando você precisa de ajuda. Na verdade, se você puder oferecer ajuda antes de pedir, esse será o melhor dos cenários. 

Crie um relacionamento com os contatos antes de sair pedindo indicações de clientes, parceiros ou mesmo informações quentes sobre o mercado. 

Ninguém gosta de gente que só aparece para pedir favores e isso é uma verdade ainda maior dentro do ambiente empresarial.

5. Não faça muitos rodeios e vá direto ao ponto

Esta etapa não invalida o que acabamos de falar no passo anterior. De fato, não é recomendado que você já comece uma conversa pedindo ajuda.

No entanto, evite enrolar muito seu interlocutor. Esclareça logo o motivo dessa interação, seus interesses e como eles se conectam com os interesses da outra parte.

É claro, você deve manter o tom de cordialidade e saber “ler” a situação para encontrar o timing ideal para introduzir um assunto.

6. Mostre-se pronto para ajudar

Além de solicitar ajuda e expressar seus interesses e ambições, no networking é muito importante que você se mostre disposto a ajudar a outra pessoa.

Durante as interações, explicite que benefícios ela pode obter a partir dessa relação que se inicia.

Lembre-se de que o networking é uma via de mão dupla. Ambas as partes precisam ter algo a ganhar.

7. Crie uma rede de contatos diversa

Uma dica valiosa de como melhorar seu networking consiste em buscar interagir com contatos diversos. Ou seja, é interessante que você estabeleça diálogos com pessoas de diferentes áreas e que ocupem cargos de diferentes níveis nas organizações.

Isso é importante porque, dessa forma, você pode alcançar lugares variados e diversificar seu mailing de potenciais parceiros para situações e objetivos diversos.

8. Busque relações de longo prazo

Se você deseja ter acesso a benefícios realmente consistentes para sua empresa, será necessário criar relações de longo prazo, alimentando esses contatos assim como você faz com alguma amizade que preze de verdade. 

Você se lembra que falamos acima que quantidade não é qualidade? Pois então, o networking demanda atenção aos contatos que sua empresa tem. Por isso, nem sempre ter centenas de contatos vai realmente ajudar sua empresa a alcançar o que ela deseja com essa rede. 

É melhor ter poucos, mas bons relacionamentos, que sejam nutridos com constância.

Relações, tanto pessoais como profissionais, tendem a ser mais verdadeiras e benéficas com o passar do tempo. 

Esse tempo gera confiança e indica que a relação é pra valer, o que pode trazer aspectos ainda mais positivos para sua rede. 

9. Tente equilibrar quantidade e qualidade

Nem sempre uma agenda lotada com muitos contatos é sinônimo de um bom networking. Como já mencionamos, a qualidade pode ser mais importante do que a quantidade. Mas como colocar essa premissa em prática?

Seu foco precisa estar em cultivar relacionamentos com pessoas que possam, de fato, ajudar sua empresa a crescer e se fortalecer no mercado. Da mesma forma, como já pontuamos aqui, você também precisa ter algo a oferecer em troca para esses contatos.

10. Ouça o que o outro tem a dizer

É muito comum que empreendedores comecem a construir uma rede de contatos a fim de se tornarem autoridades sobre determinados assuntos, mostrando que dominam os respectivos conteúdos.

Esse, entretanto, é apenas parte do trabalho do networking empresarial. A outra metade é ouvir o que os outros têm a dizer, demonstrar interesse, fazer perguntas e mostrar que também admira o que o outro diz.

Veja bem, não confunda nada disso com “puxar o saco”. Esse é outro perfil de profissional que ninguém gosta de ter por perto. 

Entretanto, saber ouvir e estabelecer um diálogo (e não um monólogo) é uma habilidade a qual você deve se dedicar. 

Aproveite esses momentos para realmente aprender, trocar experiências, pescar informações que podem ser importantes para que sua empresa construa um diferencial competitivo ou aprimore a gestão de processos, por exemplo. 

11. Participe de eventos

Participar de eventos da sua área ou de setores associados aos quais você tem interesse ou que sabe que pessoas da sua rede estarão, é importante para manter sua visibilidade.

“Quem não é visto não é lembrado”, já ouviu essa frase? Então, organize sua agenda para comparecer a encontros e eventos importantes para fazer um bom networking.

12. Atualize suas redes sociais

Seguindo a mesma lógica da dica anterior, usar as redes sociais para compartilhar conteúdos e interagir com contatos da sua rede (ou com pessoas que você gostaria de ter em sua rede) é uma forma de se manter lembrado.

Além de ser benéfico para a visibilidade, ajuda a ampliar a sua autoridade nos assuntos de interesse, afinal, você pode usar o canal para compartilhar informações e gerar conteúdo valioso para a rede.

Em paralelo às redes sociais, o marketing de conteúdo é uma estratégia poderosa para se posicionar como autoridade em temas de interesse do seu modelo de negócio.

Veja também: Retenção e fidelização de clientes com marketing de conteúdo

13. Peça para um cliente te apresentar um contato importante

Uma estratégia muito eficiente para quem deseja aprender como fazer networking para fechar novos negócios é solicitar a indicação de um contato específico para quem já é seu cliente

É claro que, para isso, é preciso garantir que o cliente em questão realmente está satisfeito com a solução contratada e que há uma boa relação entre esse consumidor e a empresa

Alguns clientes são mais estratégicos que outros no sentido de oportunidades de indicação dos seus serviços para outras organizações. 

Saiba aproveitar isso, afinal, quando um cliente da sua empresa indica a marca para outro consumidor em potencial, junto com essa indicação há uma prova social forte e evidente da qualidade do seu trabalho. 

Além disso, a abertura para comunicação com o novo prospect indicado por um cliente seu é muito maior, permitindo que sua empresa pule várias etapas do fluxo de cadência de prospecção, quando você ainda tenta o primeiro contato com um lead. 

Sem dúvida, essa é uma das respostas mais evidentes de porque fazer networking. 

14. Ofereça conteúdo valioso

Oferecer conteúdo relevante é uma etapa importante de como fazer networking. Seja nas primeiras interações, em publicações em redes sociais, em contatos por e-mail ou por outros canais. 

Com Zendesk, a omnicanalidade está ao seu alcance.

Ao gerar conteúdo relevante para a rede, você se torna alguém importante para seus contatos, alguém que é uma boa fonte de informações. 

Com isso, é comum que algumas pessoas busquem retribuir essas informações com outros dados e conteúdos, ampliando o repertório e contribuindo para seu desenvolvimento. 

A produção de conteúdo relevante também contribui para agregar autoridade ao seu nome e torná-lo mais presente na mente de quem está na sua rede de relacionamento, mais uma vez, contribuindo para indicações de novos clientes.

Você pode começar a produzir conteúdos como artigos para o blog da sua empresa ou vídeos em um canal no YouTube, de modo a atrair contatos e oportunidades de vendas e parcerias.

15. Estabeleça a comunicação contínua

Infelizmente, alguns empreendedores, após serem apresentados a algum contato, param de se relacionar com essas pessoas. Exceto quando estamos falando de potenciais clientes.

Esse é um erro fatal! Lembre-se que o networking é sobre confiança e relacionamento, logo, para realmente considerar que alguém faz parte da sua rede, é vital que haja contato, compartilhamento de informação, conversas e encontros. 

O networking não se limita às primeiras conversas. Você deve procurar nutrir essa relação, estabelecendo interações para além de quando você precisa de ajuda.

Por isso, mantenha a comunicação com as pessoas que são importantes para a rede, mesmo que você não precise delas, diretamente, naquele momento. 

16. Mantenha-se atualizado sobre as novidades e tendências do seu mercado

Por fim, encerrando nossas dicas de como fazer networking empresarial, é indispensável que você fique a par de todas as novidades e principais tendências sobre o mercado em que sua empresa está inserida.

Dessa forma, você terá um bom repertório para sustentar as várias conversas que terá com seus contatos. Mostrar que você tem domínio sobre assuntos relevantes sobre a área – e, por que não, sobre a área do seu potencial parceiro – imprime credibilidade e confiança para a outra parte.

Por que fazer networking?

Ao longo deste artigo, além de falar sobre como fazer networking e sobre o que é esse conceito, compartilhamos alguns benefícios dessa prática empresarial que não é recente, mas que se mantém muito importante.

De fato, o networking empresarial pode colocar você e a empresa que você representa em destaque em um mercado amplamente competitivo. 

Como empreendedor, é fundamental dedicar tempo para as relações que sua empresa cria ao longo do tempo. 

Não se sinta interesseiro, ou nada parecido com isso. Quando estabelece uma comunicação oferecendo valor para quem se relaciona com você, a consequência será maior reputação para sua empresa e pessoas felizes em contribuir para seu sucesso.

Então, para que você tenha um resumo dos principais benefícios dessa estratégia, entenda porque fazer networking: 

Abre espaço para insights

O networking é uma boa forma para você obter insights valiosos para sua empresa, pois terá contato com outras perspectivas e poderá se inspirar em como outras empresas conseguiram solucionar problemas semelhantes aos seus.

Ajuda a dominar a ter acesso às tendências do mercado mais rapidamente,  

No networking empresarial, você fica por dentro das maiores tendências do mercado e sobre como outras empresas pensam e atuam.

Assim, você evita “ficar para trás” e ser “engolido” pelos seus concorrentes.

Reafirma sua presença no mercado

O networking contribui para fortalecer a presença da sua empresa no mercado. Esses encontros e diálogos são importantes para você mostrar as principais ações e resultados do seu negócio e fazer com que outras empresas tomem conhecimento sobre sua marca.

Aumento das oportunidades de negócio

Um bom networking favorece também a identificação de prospects e, consequentemente, o aumento na geração de oportunidades de negócio.

Se você souber se relacionar bem com pessoas de interesse, será possível aumentar as vendas e promover o crescimento do seu negócio.

Facilitação do processo de recrutamento e seleção de talentos

Outro bom motivo para você começar a fazer networking é que essa prática pode te ajudar a recrutar melhor os talentos que vão fazer parte do seu quadro de funcionários.

A partir de conversas com outros empresários e gestores, você pode solicitar recomendações de bons profissionais para integrar seu time ou então receber dicas sobre como otimizar o processo de recrutamento e seleção.

Formação de novas parcerias

É muito difícil conseguir crescer sozinho. Toda empresa precisa contar com a ajuda de parceiros para se desenvolver, ampliar sua atuação e construir uma sólida reputação.

A partir do networking, você conhecerá pessoas com interesses que convergem com os seus e que estarão dispostas a te ajudar a alcançar novos patamares com o modelo de negócio.

Mais vantagens do networking

Outras vantagens do networking que não podemos deixar de citar são:

  • possibilita a geração de ideias inovadoras;
  • traz uma visão mais ampla do mercado, afinal, você não fica concentrado apenas no seu nicho; 
  • contribui para sua autoridade no setor em que atua; 
  • conhece pessoas que vão ajudar no crescimento da sua empresa; 
  • abastecer seu funil de vendas;
  • ajuda a alcançar leads qualificados de maneira mais fácil; 
  • facilita o primeiro contato com potenciais prospects e parceiros.

E, agora, já está pronto para aproveitar melhor essa estratégia e colocar em prática nossas dicas de como fazer networking? Conheça as ferramentas que podem te ajudar nisso. 

Ferramentas para melhorar a gestão de contatos

Tornar a comunicação mais eficaz e direta, contribuir para a automação da comunicação e auxiliar na priorização da manutenção do relacionamento com os contatos da sua base são alguns dos benefícios que ferramentas como a Zendesk podem oferecer dentro de uma estratégia de networking empresarial. 

O sistema de CRM ajuda você a manter o contato com seus leads e prospects, impedindo que o relacionamento criado esfrie. 

É possível criar e programar alertas para que o e-mail de agradecimento após o primeiro contato seja enviado, por exemplo. Adicionalmente, é possível otimizar o follow-up, qualificar contatos com mais facilidade, gerenciar leads e criar fluxos de comunicação. 

O software de CRM contribui, entre outras coisas, para otimizar os processos e etapas de vendas e analisar dados para melhoria e otimização das suas estratégias

Outra solução, o software de atendimento ao cliente, tem funcionalidades para análise, monitoramento e definição de ações, conforme as necessidades dos clientes e outros contatos da base, além de oferecer dezenas de outros recursos para otimizar os resultados estratégicos esperados pela empresa.

Um deles é o complemento de inteligência artificial, que humaniza e personaliza contatos mesmo sem a atuação de um agente humano. 

Entre em contato com a Zendesk, faça um teste gratuito das soluções que vão contribuir para sua gestão de contatos e, ainda, para aplicar o passo a passo de como fazer networking. Além, claro, de contribuir diretamente para os resultados de vendas, fidelização e retenção de clientes.

Histórias relacionadas

Artigo
12 min read

O que é copywriting e como funciona? Descubra!

Veja o que é copywriting e como funciona + técnicas de persuasão em vendas, uso correto de gatilhos mentais e como implementar tudo isso na sua empresa.

Artigo
15 min read

Processo comercial de vendas: como criar? [Passo a passo]

Qual a importância do processo comercial de vendas? Descubra quais são as etapas e veja dicas para otimizar o da sua empresa. Saiba mais!

Artigo
16 min read

Ruídos na comunicação empresarial: o que são e como evitá-los

Quais os principais tipos de ruídos na comunicação empresarial? Entenda o que são, como impactam os resultados e mais.

Artigo
12 min read

5 cases de vendas: como se tornar um exemplo de sucesso?

Conheça as estratégias usadas por empresas como Sofit Frotas, Deskfy, QuantoSobra e outras para se tornarem exemplos de cases de vendas e inspire-se.