Artigo

Como aprimorar o suporte aos seus funcionários

As equipes de RH têm um papel essencial a ser executado conforme as empresas passam por mudanças profundas no local e na força de trabalho. Mas 1 em cada 4 equipes dizem não ter as ferramentas necessárias para se adaptarem a essas mudanças.

Por Maggie Mazzetti, redatora da equipe

Publicado 1 julho 2021
Última atualização em 26 Agosto 2021

 

   

     

Não é segredo que o local de trabalho mudou bastante ao longo do ano passado. E a verdade é que o futuro da colaboração, comunicação e interação nas equipes ainda está indefinido. Enquanto as empresas lidam com a dúvida de uma possível reabertura e tentam definir como e onde querem trabalhar, há muito mais a ser discutido:

  • Qual é a nova função do escritório?
  • Como será a colaboração e a inovação nesse novo ambiente?
  • Como interagir com funcionários e manter as equipes conectadas agora e no futuro?
  • Quais foram as mudanças nas necessidades dos funcionários?

As respostas, que ainda não estão totalmente respondidas, serão diferentes para cada empresa. De acordo com uma pesquisa da PwC, 83% dos trabalhadores acreditam que o trabalho remoto ajudou a empresa. E mesmo que 1 em cada 5 executivos queira voltar para o modelo de escritório pré-pandemia, apenas 13% desejam abandonar o escritório totalmente.

Conforme as empresas reinventam seu ideal de local e força de trabalho, uma coisa é certa: as equipes de RH têm um papel fundamental nesse processo.

Conforme as empresas reinventam seu ideal de local e força de trabalho, uma coisa é certa: as equipes de RH têm um papel fundamental nesse processo. A produtividade, a eficiência e o bem-estar dos funcionários afetará diretamente o sucesso da empresa em responder à incerteza da atualidade e à inevitável mudança que ainda está por vir.

É simples: os investimentos em suas equipes de RH representam um investimento direto em seus funcionários e na sua empresa. No entanto, na pesquisa da Zendesk, 1 em 4 agentes da central de suporte diz que não tem as ferramentas necessárias para trabalhar remotamente, tanto com a tecnologia necessária para interagir com os funcionários quanto com os processos de que precisam para trabalhar melhor em equipe.

Investir nos funcionários beneficia a empresa.

Deveria ser do interesse de todas as empresas priorizar o bem-estar e o suporte aos funcionários. Por que? Vários estudos mostraram que pessoas mais felizes são funcionários melhores. E os benefícios se estendem para outras partes da empresa também.

Para oferecer um suporte exemplar ao funcionário, é necessário cuidado constante, reavaliações e disposição para receber feedback.

"Essas ações não afetam apenas seu relacionamento com os funcionários, mas estendem-se também ao relacionamento com os clientes", afirma Brandon Tidd da 729 Solutions, uma loja de desenvolvimento personalizado e parceira de implementação da Zendesk. "Os clientes conseguem perceber quando funcionários estão felizes com o que fazem e quando o bem-estar deles está sendo considerado, e isso é muito importante para proporcionar bons resultados."

Em relação aos clientes, para oferecer um suporte exemplar ao funcionário, é necessário cuidado constante, reavaliações e disposição para receber feedback. Além de oferecer um suporte melhor aos funcionários, os investimentos em tecnologia ou aprimoramento nos processos podem liberar mais recursos do RH para focar nas seguintes questões estratégicas mais importantes:

  • Como a cultura da organização evoluirá após a COVID, principalmente se nem todos os funcionários retornarem ao escritório?
  • Qual é a estratégia da organização em relação à localização de equipes e pessoas?
  • Quais benefícios a organização vai oferecer e o que mais é necessário para os funcionários?

"Há muitos elementos estratégicos que nossas equipes precisam enfrentar", diz Fidelma Butler, vice-presidente de desenvolvimento de talentos e organizações na Zendesk. "Usar a tecnologia para lidar com tarefas mais repetitivas permite que as equipes tenham mais tempo para fazer esse trabalho mais importante e complexo."

Felizmente, as empresas estão começando a perceber que é necessário investir em experiência do funcionário. Em uma pesquisa recente da Zendesk, mais da metade dos líderes de negócio afirmaram que consideravam investimentos em experiência do funcionário como um incentivador de receita, um dos benefícios ou consequências de uma empresa.

Os benefícios de investir em equipes de RH e em experiência do funcionário:

  • Aumento na inovação e na receita
  • Aumento na interação da força de trabalho
  • Aumento na retenção do funcionário, economia nos custos de contratação e treinamento
  • Aumento na produtividade e na satisfação, principalmente no departamento de RH

As consequências de não priorizar equipes de RH e experiência do funcionário:

  • Perda de receita
  • Diminuição da satisfação e da interação com a força de trabalho
  • Aumento na rotatividade de funcionários e nos custos de treinamento e contratação
  • Produtividade estagnada, principalmente dentro do departamento de RH
 

   

     

O que as equipes de RH precisam para ter sucesso

As equipes de RH oferecem suporte ao recurso mais importante de uma empresa: os funcionários. Mas 2020 mudou completamente o modelo de local de trabalho. De acordo com o Relatório de tendências em experiência do funcionário de 2021, as empresas têm tido dificuldades no gerenciamento de equipes distribuídas, na manutenção da produtividade dos funcionários e nos ajustes de novos fluxos de trabalho e tecnologias.

Conforme os locais de trabalho evoluem, as equipes de RH precisam ter as ferramentas certas à disposição para que possam responder mais rapidamente, incentivar o acesso à informação e antecipar e lidar com as necessidades do funcionário em constante mudança.

Isso já representa uma grande mudança. E, conforme os locais e as forças de trabalho evoluem rapidamente, as equipes de RH precisam ter as ferramentas certas à disposição para que possam responder mais rapidamente, incentivar o acesso à informação e antecipar e lidar com a constante mudança nas necessidades dos funcionários.

Se estiver buscando maneiras de ajudar as equipes de RH a interagir melhor com os funcionários e trabalhar com mais inteligência em qualquer lugar, veja alguns pontos importantes para começar:

  • Um modo mais rápido e eficiente de buscar respostas

    Os funcionários precisam saber onde encontrar respostas rapidamente, sem precisar ficar procurando o contato, o email do RH ou o artigo da central de ajuda correto. Isso é muito importante se as políticas ou benefícios da empresa estiverem mudando rapidamente.

    Verifique se os recursos de autoatendimento interno são completos e fáceis de navegar. As equipes de RH também devem ter um sistema de tickets eficiente para direcionar os funcionários às informações de que precisam, sem incomodá-los.

  • Mais opções de comunicação para se manter conectado

    Os clientes não são os únicos a adotar as mensagens. Esse recurso também está se tornando a ferramenta preferida da força de trabalho híbrida e mais jovem. Os indivíduos das gerações millennial e Z representarão quase 75% da força de trabalho até 2030, e 41% dos jovens desse grupo afirmam preferir se comunicar de maneira eletrônica no trabalho a presencialmente ou, até mesmo, pelo telefone.

  • Oportunidades para saber a opinião diretamente dos funcionários

    Qual a melhor forma de saber do que os funcionários precisam? Perguntando. As pesquisas com funcionários são ferramentas essenciais para ajudar os líderes de RH a entender a história por completo. "Quais são os pedidos mais frequentes de nossos funcionários? Quando conhecemos os problemas podemos enfrentá-los", afirma Butler. "Podemos fornecer um artigo de forma proativa sobre o assunto, atualizar uma política específica ou debater sobre outro tópico."

Campeões de suporte ao funcionário

Se você planeja voltar ao escritório, trabalhar remotamente ou fazer um pouco dos dois, a Zendesk poderá ajudar sua equipe de RH a gerenciar todas as partes da experiência do funcionário em um só lugar, incluindo a integração, o acompanhamento do desempenho do RH e as pesquisas e o feedback do funcionário.