Artigo

Ambiente de trabalho tóxico: 7 sinais para você ficar alerta!

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 19 novembro 2021
Última atualização em 19 novembro 2021

Um ambiente de trabalho tóxico pode ser definido como aquele que afeta negativamente os trabalhadores de uma empresa, destacando que o resultado disso pode ser sentido dentro e fora dela.

Entre os motivos que levam lugares assim a afetarem a qualidade de vida dos profissionais mesmo quando não estão em horário de trabalho é que, geralmente, os problemas relacionados impactam na sua saúde mental e no seu comportamento.

Isso, inclusive, foi constatado em uma pesquisa realizada pela Society for Human Resource Management, SHRM, associação profissional de membros de recursos humanos da Virgínia, a qual revelou que 3 a cada 10 trabalhadores entrevistados afirmam que a cultura da empresa os deixa irritados também em suas casas.

Se ao saírem do espaço de trabalho os funcionários ainda se sentem impactados, você consegue imaginar o que vivenciam e têm que lidar ao longo da sua jornada?

Considerando que, de modo geral, boa parte do dia de uma pessoa é dedicado ao emprego que tem, a quantidade de horas que ela fica em um ambiente de trabalho tóxico tende a ser superior a que a passa fora dele.

Essa condição ajuda a explicar também porque empresas que se encontram nessa situação têm tantas pessoas improdutivas e desmotivadas em seu quadro de funcionários.

Para as companhias, as consequências podem ser vistas na perda de produtividade, no aumento do número de afastamentos médicos, crescimento do turnover, e em outros pontos que, no final, afetam seriamente a imagem da marca e o faturamento.

A boa notícia é que é possível evitar esses resultados insatisfatórios, e um dos principais passos para isso é saber identificar os sinais que apontam para um ambiente de trabalho tóxico.

Neste artigo, você vai conferir quais são esses indícios, as consequências de cada um e impedir que aconteçam também na sua empresa.

Continue a leitura e confira!

O que é um ambiente de trabalho tóxico e quais são as consequências?

Um ambiente de trabalho tóxico é aquele cujas ações, comportamentos, regras e rotinas da empresa comprometem a qualidade de vida e o bem-estar dos profissionais, impactando no desempenho das suas funções, na sua produtividade, e nos seus relacionamentos interpessoais

Aqui, vale destacar que a toxicidade nas companhias tende a aumentar o estresse no ambiente de trabalho. Isso, consequentemente, afeta a saúde física e a saúde mental dos funcionários, fazendo com que as consequências de um lugar assim comprometa a sua vida e rotina mesmo quando estão fora dele.

Mas os efeitos negativos de um ambiente de trabalho tóxico vão além desse. Entre os que mais se destacam estão:

  • Comprometimento da relação entre empregado e empregador
  • Maior probabilidade de acidentes de trabalho
  • Comprometimento da imagem da empresa
  • Queda na produtividade
  • Perda da qualidade dos produtos e serviços oferecidos
  • Perda da qualidade do atendimento prestado aos clientes
  • Mais chances de responder a processos trabalhistas

As 7 principais consequências de um ambiente de trabalho tóxico

Comprometimento da relação entre empregado e empregador

Em um ambiente de trabalho tóxico a relação entre empregado e empregador costuma ser seriamente comprometida. Um dos motivos são os constantes desentendimentos, comuns em situações como essa.

Também não é raro haver perda da confiança, da credibilidade e, infelizmente, do respeito, condições que podem levar os trabalhadores a questionarem a atuação e as ordens dos seus líderes, ou os gestores a duvidarem do talento, comprometimento e da lealdade dos membros do seu time.

Não deixe de ler: “Saúde organizacional: definição, importância e 4 dicas para tornar a sua empresa mais saudável e competitiva

Maior probabilidade de acidentes de trabalho

Pessoas improdutivas e desmotivadas tendem a ter o seu nível de atenção reduzido durante a execução de uma tarefa. Por conta disso, as chances de sofrerem ou de causarem um acidente de trabalho aumentam.

Comprometimento da imagem da empresa

Ambientes de trabalho tóxico também afetam a imagem da empresa, o que pode refletir diretamente no relacionamento que têm com o público.

Além disso, locais assim tendem a impactar na contratação de novos talentos, considerando que os profissionais costumam pesquisar sobre as empresas antes de aceitarem uma proposta de trabalho.

Sugestão de leitura: “Customer Success Team: 7 dicas para montar uma equipe de sucesso!

Queda na produtividade

Um estudo realizado pela Harvard Business School revelou que 38% dos trabalhadores reduzem intencionalmente a qualidade dos seus serviços quando estão em ambiente de trabalho tóxico.

Esse comportamento faz com que empresas com esse perfil de toxicidade tenham em seus times pessoas improdutivas e desmotivadas.

Perda da qualidade dos produtos e serviços oferecidos

Consequentemente, os produtos dessa companhia e/ou os serviços prestados também perdem qualidade, situação que reflete diretamente no que é entregue aos clientes e na experiência oferecida a eles.

Leia também: “Gestão de experiência do cliente: eleve a experiência e se destaque

Perda da qualidade do atendimento prestado aos clientes

Outro fator resultante das duas consequências de um ambiente de trabalho tóxico que acabamos de citar é a perda de qualidade no atendimento ao cliente.

Para se ter uma ideia, de acordo com o nosso relatório “Tendências da experiência do cliente 2021”, 49% dos consumidores querem que os agentes tenham empatia

A pergunta que fica é: como o profissional consegue atender essa necessidade quando precisa lidar com pessoas tóxicas no ambiente de trabalho que afetam a sua atuação?

Mais chances de responder a processos trabalhistas

Não se pode descartar também que um ambiente de trabalho tóxico pode elevar as chances de uma empresa ser processada judicialmente. As razões são variadas, sendo as mais comuns as voltadas para danos morais, tais como assédios e discriminação.

Quais são os sinais de um ambiente de trabalho tóxico?

Agora que você tem todas essas informações, é essencial saber também como identificar um ambiente de trabalho tóxico, certo? Os indícios mais recorrentes que devem estar sob o alerta dos gestores são:

  • Baixo engajamento dos profissionais
  • Desentendimentos constantes
  • Sérios problemas de relacionamento
  • Pouca influência e/ou influência negativa dos líderes
  • Jogos de poder e beneficiamentos 
  • Aumento no número de ausências e afastamentos médicos
  • Alta rotatividade de colaboradores

Baixo engajamento dos profissionais

Como dissemos anteriormente, trabalhadores que estão lidando com a toxicidade no local de trabalho costumam perder o engajamento.

Ter um colega de trabalho tóxico faz com que os profissionais que antes eram comprometidos e entusiasmados com a empresa percam o interesse nas suas funções e em contribuir para o crescimento do negócio.

Desentendimentos constantes

Desentendimentos costumam ser um dos primeiros sinais de um ambiente de trabalho tóxico. Os comportamentos que geram isso, geralmente, são falta de confiança mútua, luta por poder, comunicação ineficiente, pontos de discordância, entre outros.

O artigo “Falta de comunicação interna: entenda os problemas que isso pode causar” pode ajudar você!

Sérios problemas de relacionamento

Mas além dos desentendimentos e potenciais discussões, um ambiente de trabalho tóxico é propício para fofocas, boatos, intolerância, preconceito e bullying.

Comportamentos como esses intensificam o problema e comprometem a qualidade de vida e o bem-estar dos profissionais, assim como o bom funcionamento do negócio.

Pouca influência e/ou influência negativa dos líderes

Líderes omissos tendem a contribuir para formação de locais de trabalho tóxicos, especialmente quando nada fazem para impedir ou reverter a situação.

Porém, não se pode negar que existem também casos de gestores que fomentam esse comportamento, a exemplo dos que têm atitudes errôneas, como abuso de autoridade.

Jogos de poder e beneficiamentos 

Similar ao sinal anterior, jogos de poder e beneficiamentos são outros pontos que ajudam na formação de pessoas tóxicas no ambiente de trabalho. 

Aqui, estamos nos referindo a, por exemplo, preferir um funcionário a outro, dando a um mais vantagens e privilégios do que para os outros. Posturas como essas tendem a gerar descontentamento, perda da credibilidade e do respeito pelo gestor.

Este artigo vai interessar a você: “O que é liderança carismática e quais as suas características?

Aumento no número de ausências e afastamentos médicos

Chega um momento em que ter que lidar com um colega de trabalho tóxico se torna altamente desgastante. Quando isso acontece, é comum (e até compreensível) que o profissional não queira estar na empresa até que a situação seja resolvida.

O resultado disso pode ser visto no aumento do número de ausências, absenteísmo, presenteísmo e, em casos mais graves, afastamentos médicos para cuidados com a saúde, decorrente do impacto mental e emocional.

Alta rotatividade de colaboradores

Mas quando a situação se torna realmente insustentável, a tendência é que o profissional saia da empresa. 

Aqui, vale um alerta! Quando esse sinal de um ambiente de trabalho tóxico é ignorado pelos gestores, é de se esperar que a rotatividade de colaboradores aumente, fazendo com que o negócio perca importantes talentos.

Sobre esse tema, leia o artigo: “Saiba o que significa turnover e confira 7 dicas para diminuir a rotatividade de funcionários na sua empresa + 1 dica extra

O que fazer para evitar que a sua empresa se torne um local tóxico?

Mas como foi dito logo no início deste artigo, a boa notícia é que há como evitar a formação de um ambiente tóxico na sua empresa, bem como reverter esse quadro.

Para isso, nossas dicas são:

  • Aprimore e incentive a comunicação interna
  • Considere o bem-estar dos colaboradores
  • Adote a cultura do feedback
  • Reconheça os esforços dos funcionários
  • Realize pesquisas de clima organizacional

Aprimore e incentive a comunicação interna

Melhorar a comunicação no ambiente de trabalho, sem dúvida, é o primeiro passo para a criação de lugares saudáveis.

Entre as boas práticas para alcançar isso estão:

  • Fomentar a conversação entre os membros da equipe, como compartilhamento de experiências, vivências e informações
  • Realizar reuniões periodicamente
  • Aumentar a interação entre os setores
  • Usar boas ferramentas de comunicação interna

Dica extra! Assista e este TED sobre comunicação não violenta:



Considere o bem-estar dos colaboradores

O bem-estar dos colaboradores deve ser um dos pontos principais para evitar ambientes de trabalho tóxicos.

Uma maneira de fazer isso é estimulando boas práticas de cuidado com a saúde física e mental, dentro e fora da empresa. Por exemplo, exercícios para redução do estresse, orientações sobre como manter o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal etc.

Inclusive, sobre esse último ponto, é primordial que os gestores e líderes respeitem o horário de trabalho dos seus funcionários. Especialmente agora que muitos negócios implementaram o home office, deve-se evitar agendar reuniões ou iniciar conversas com os funcionários fora dos seus horários de trabalho.

Adote a cultura do feedback

Ouvir o que os membros da sua equipe têm a dizer também é fundamental para a criação de ambientes de trabalho saudáveis.

Uma boa prática que ajuda com isso é adotar a cultura do feedback, a qual deve ser usada para apontar os pontos positivos e negativos da atuação do profissional, mas também dar espaço para ele revelar a sua percepção sobre a empresa, gestores e colegas de trabalho.

Dica de leitura: “A importância do feedback na gestão de pessoas: porque implementar essa cultura?

Reconheça os esforços dos funcionários

Além de ouvir os seus funcionários, reconhecer o esforço deles também tem grande peso na formação de uma empresa mais harmônica. Esse comportamento evita que os profissionais se sintam desvalorizados, sentimento que tende a levar à perda do engajamento e da produtividade.

Realize pesquisas de clima organizacional

Também é bastante indicado realizar, periodicamente, uma pesquisa de clima organizacional. Trata-se de uma ferramenta de gestão que ajuda a avaliar o ambiente de trabalho e o impacto sobre os profissionais.

Desse modo, você consegue monitorar o local e identificar antecipadamente sinais que a sua empresa pode estar se tornando tóxica.

E como o foco dessa estratégia também é deixar os seus colaboradores mais satisfeitos, nossa dica é aproveitar que está no blog da Zendesk e ler agora mesmo o artigo “Como manter a satisfação do cliente interno? 5 dicas para o sucesso

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento