Artigo | 15 min read

O que significa turnover? Confira 7 dicas para diminuir a rotatividade

Por Zendesk

Última atualização em 6 dezembro 2023

O que significa turnover? O termo em inglês define a rotatividade de funcionários, isto é, é a relação entre a quantidade de funcionários que é admitida e a quantidade dos que, por algum motivo, deixaram a organização dentro de um intervalo de tempo.

Se você tem alguma das dúvidas abaixo, este texto é para você! Descubra

  • O que significa turnover
  • O que significa turnover baixo
  • Como calcular turnover na sua empresa
  • A importância do cliente externo
  • Como reduzir o turnover de pessoal na sua empresa

As 7 dicas + 1 extra para reduzir a rotatividade de funcionários e colaboradores na sua empresa sobre as quais vamos falar adiante são:

  1. Desenvolva um clima organizacional harmonioso
  2. Evite o tratamento diferenciado entre colaboradores
  3. Ofereça oportunidades de crescimento profissional a todos
  4. Ofereça salários competitivos e condizentes com o mercado
  5. Atente-se ao processo de recrutamento e seleção
  6. Escute a sua equipe
  7. Seja paciente e flexível
  8. Dica extra: como ferramentas podem ajudar a reduzir o turnover

Buscar entender o que significa turnover é fundamental para que um gestor possa melhorar a performance de seu negócio. 

Esse é um aspecto que merece atenção especial uma vez que, para alcançar bons resultados, a empresa precisa contar com equipes sólidas e comprometidas, algo bem difícil de conseguir quando o “entra e sai” de colaboradores é frequente.

O que significa turnover?

Podemos definir o que significa turnover como a taxa ou índice de rotatividade de pessoal em uma empresa. Ou seja, trata-se da relação entre o número de colaboradores admitidos e desligados de uma organização durante um período de tempo específico.

É comum que muitas empresas relacionem o turnover apenas às demissões. No entanto, também são consideradas na hora de calcular índice de rotatividade as aposentadorias, afastamentos, fatalidades, transferências e várias outras ocorrências.

Os fatores que influenciam o turnover nas empresas são os mais diversos. Alguns exemplos são: 

  • remuneração indevida ou muito discrepante do mercado;
  • conflitos internos mal administrados;
  • clima organizacional que não deixe os funcionários à vontade.

Calcular e acompanhar esse índice é importante por vários motivos. O principal deles se refere às estratégias de recursos humanos no sentido de aumentar a retenção dos colaboradores.

Manter a taxa de turnover baixa faz bem para o desempenho financeiro da empresa porque quando a rotatividade é muito alta, aumentam-se os gastos com novas contratações, treinamentos de funcionários novatos e despesas trabalhistas.

Calcular índice de rotatividade e mantê-lo sob controle também melhora a produtividade das equipes e, consequentemente, os resultados gerais da empresa. 

Não se preocupe, que ao fim deste texto, você vai encontrar as dicas práticas mais preciosas para esta finalidade. Antes, vamos ver como os tipos de turnover se diferenciam!

Quais são os tipos de turnover?

Precisamos deixar claro que nem toda rotatividade de pessoal é igual. Existem diferentes categorias e tipos de turnover, como:

  • Turnover voluntário: o funcionário pede demissão por vontade própria, seja por insatisfação com o trabalho, relacionamento ruim com gestores ou colegas, proposta melhor em outra empresa, entre outros motivos;
  • Turnover involuntário: ocorre quando a empresa decide desligar o funcionário. Pode ser por cortes de custos e reestruturações, desempenho insatisfatório do colaborador ou casos de má conduta;
  • Turnover funcional: quando somente funcionários de baixo desempenho ou que não não se alinham com a cultura organizacional decidem deixar a empresa, o que pode ser positivo;
  • Turnover disfuncional: trata-se da saída de funcionários produtivos e talentosos, o que gera prejuízos para a empresa;
  • Turnover natural: desligamentos normais por motivos de aposentadoria ou término de contrato temporário.

Analisar qual o tipo de turnover que afeta a sua empresa é o melhor caminho para entender como contorná-lo. Por exemplo: se a maioria dos turnover é funcional, apesar de ser positivo em primeira análise, você deve dar mais atenção para ver as falhas que ocorrem no processo de contratação.

O que significa turnover baixo?

Nem todas as métricas precisam crescer a cada mês. O índice de turnover se encaixa nessa afirmação, já que você deve trabalhar para que sempre esteja diminuindo. Ter um turnover baixo é algo excelente para a saúde da sua empresa.

Segundo Michael C. Bush, CEO da Great Place to Work, fala no vídeo TED The Way We Work que mostramos abaixo, há no mundo 3 bilhões de pessoas trabalhando e apenas 40% delas dizem que estão felizes em seus trabalhos. Ele afirma que as empresas que têm funcionários mais satisfeitos e felizes:

  • têm um aumento de 3x em sua receita em comparação com aquelas cujos funcionários não estão felizes;
  • superam o mercado de ações;
  • têm a metade da rotatividade de funcionários em comparação às que têm pessoas insatisfeitas em suas equipes. 

Isto é, as empresas que têm turnover mais baixo são as com funcionários mais satisfeitos, consequentemente, também têm aumento de receita e se superam no mercado de ações.

Michael C. Bush afirma que não é preciso gastar mais para ter funcionários felizes, e sim tratá-los bem e pensar em seu bem-estar. 

Assista o vídeo para ver o quão simples e impactante pode ser diminuir o turnover do seu pessoal.

Como calcular turnover de pessoal?

Agora que você já sabe o que significa turnover, vamos mostrar como calcular turnover na sua empresa. Você vai ver que não é muito complicado.

O primeiro passo é definir o período que você pretende analisar. Em seguida, some a quantidade de colaboradores admitidos e o total dos que foram desligados dentro desse mesmo período.

Feito isso, divida o resultado dessa soma por 2. Pegue o resultado dessa divisão e, então, divida-o pelo total de colaboradores que a sua empresa tem atualmente. 

Por fim, multiplique esse resultado por 100 para obter o valor percentual que corresponderá ao índice de turnover.

A fórmula para tudo isso que falamos é a seguinte:

  • [(Admissões + Desligamentos)/ 2] / Total de funcionários hoje

Para que você possa entender melhor, acompanhe o exemplo que preparamos abaixo.

Vamos supor que a sua empresa tenha feito 20 novas contratações de colaboradores e 8 desligamentos nos últimos 12 meses. Se atualmente o seu quadro de funcionários é composto por 160 pessoas, temos:

  • [(20 + 8) / 2] / 160
  • [28 / 2] / 160
  • 14 / 160 = 0,0875

Multiplicando por 100, a taxa de turnover da sua empresa é de 8,75%. 

Apesar de este resultado não ser muito alto, o ideal é que a taxa de rotatividade se mantenha abaixo de 5%.

Este post também pode interessar a você: como engajar equipe de vendas com 5 dicas práticas e efetivas

A importância do cliente interno

Em busca de uma saúde organizacional, é preciso ter consciência do que significa turnover mais baixo para realmente buscar as ações adequadas. Se lembram do vídeo que mostramos mais acima? 

Já se sabe da importância vital do lugar do cliente e do atendimento ao cliente para o sucesso dos negócios. Mas nem apenas de programas de fidelização de clientes e de marketing de fidelização se faz um grande case de sucesso.

É preciso compreender que, dentro da empresa, seus funcionários também são como clientes que precisam estar felizes e satisfeitos

Você deve cuidar do cliente interno e reinventar a experiência do funcionário. Nesse sentido, ressaltamos que a experiência do funcionário é também a do cliente.

7 dicas de como reduzir o turnover de pessoal

Como você pôde perceber, não é complicado calcular a taxa de turnover. Ao mesmo tempo, para além de fazer as contas e chegar a um percentual, é muito importante saber o que fazer para diminuir cada vez mais esta taxa. 

Atingir uma rotatividade menor só é possível quando entendermos a importância da satisfação e do atendimento aos clientes internos e externos na mesma medida.

Não basta que se permaneça atento aos resultados. Para baixar o turnover de pessoal, o gestor também deve prestar atenção ao bem-estar dos funcionários e ser paciente flexível na medida do possível. 

As ações devem valer para qualquer lugar e situação, seja no ambiente de trabalho, clima da empresa, tratamento aos funcionários, oportunidades e salários, ou nas ferramentas que proporciona para melhorar o trabalho no dia a dia.

Um bom gestor vai precisar compreender que uma equipe unida e satisfeita é aquilo de que sua empresa realmente precisa, independente do seu nicho de atuação.

Agora que você sabe o que significa turnover, confira 7 dicas + 1 extra que consideramos essenciais para diminuir a rotatividade na sua empresa de maneira efetiva!

1. Desenvolva um clima organizacional harmonioso

Um ambiente organizacional tóxico e abusivo é uma das principais causas de alta rotatividade nas empresas. De acordo com um relatório do MIT Sloan Management Review, a cultura tóxica no local de trabalho tem 10,4 vezes mais chances de contribuir para que os funcionários abandonem os seus empregos.

Tendo isso em vista, busque desenvolver um clima harmonioso e motivador, com estímulo à criatividade dos colaboradores. Promova valores como respeito, colaboração e empatia por meio de treinamentos e workshops sobre cultura organizacional.

Estimule a integração entre equipes com eventos sociais, como happy hours, confraternizações e competições saudáveis. São atividades que ajudam a criar vínculos entre os colaboradores.

Não se esqueça de ter canais abertos de comunicação, pelos quais os funcionários podem expressar suas opiniões e ser ouvidos pelos gestores para criar um ambiente de confiança.

2. Evite o tratamento diferenciado

Quando as lideranças tratam seus funcionários de maneira diferente, privilegiando uns em detrimento de outros, há grandes chances de surgirem conflitos internos que podem gerar desconfortos e causar a saída de funcionários.

Portanto, tenha critérios claros e transparentes para promoções, bonificações e benefícios, evitando a falsa percepção de favoritismo. 

Por exemplo, oferecer feedbacks construtivos regularmente para todos os colaboradores ajuda com que sintam que seu desempenho é valorizado.

Quando for reconhecer as conquistas individuais e das equipes, entenda como eles preferem receber o reconhecimento. Será de forma privada ou pública? A resposta depende de cada cultura e de cada pessoa, na verdade. 

Mas é fato que o reconhecimento ajuda a diminuir o turnover: um estudo do Grupo Aberdeen descobriu que as empresas com programas de reconhecimento de funcionários tiveram uma taxa de rotatividade 31% menor do que as empresas sem.

3. Ofereça oportunidades de crescimento profissional

Outra dica para diminuir o turnover de pessoal é oferecer aos colaboradores um plano de carreira com oportunidade de crescimento profissional. 

Você pode mapear as áreas de interesse das equipes e alinhar com as necessidades da empresa para possíveis promoções e movimentações internas.

Além disso, invista em cursos de capacitação e treinamentos, com bolsas de estudos ou subsídio para cursos de qualificação relevantes para a função. 

O ideal é que cada profissional tenha um plano de carreira que o prepare para assumir novas responsabilidades com o passar do tempo.

Fique de olho: um relatório da Society for Human Resource Management (SHRM) revelou que 61% dos entrevistados apontaram a falta de desenvolvimento e evolução na carreira como uma das três principais causas da rotatividade, enquanto 21% disseram que foi o principal motivo do turnover. 

4. Ofereça salários competitivos

Um fator que desmotiva os colaboradores a continuarem na empresa é o salário. Afinal, de nada adianta ter um clima organizacional positivo e excelentes oportunidades de crescimento se não há valorização real dos profissionais e do quanto valem para a força de trabalho.

Por mais óbvio que possa parecer, se a remuneração for muito inferior ao que é pago por outras empresas, é bem provável que “abandonem o barco” mais cedo ou mais tarde em busca de salários mais justos.

Então, você deve fazer pesquisas salariais frequentes para calibrar a remuneração conforme os padrões do mercado. Você também pode oferecer aumentos salariais baseados no desempenho e em marcos atingidos.

Segundo uma pesquisa da Salary.com, 64% dos líderes afirmaram que iriam aumentar os salários dos funcionários em 2023, um aumento de 23% em relação a 2022.

Com esses aumentos, o principal objetivo é reduzir a rotatividade de pessoal, além de ajudar os funcionários a combater a inflação, de acordo com Garry Straker, vice-presidente de consultoria de remuneração da Salary.com.

5. Atente-se ao processo de recrutamento e seleção

A melhor maneira de garantir uma boa relação cliente-empresa é ter a equipe certa como parte da força de trabalho. 

Contratações equivocadas proporcionam uma alta na taxa de rotatividade. Quando o colaborador não se encaixa na função para a qual ele foi contratado e não se adapta à cultura da empresa, maiores são as chances de desligamento.

Portanto, organize um processo de recrutamento e seleção que encontre os profissionais que melhor se encaixam com a maneira de trabalhar e com os valores de seu negócio.

Você deve definir com clareza o perfil necessário para cada vaga antes de iniciar a contratação, por exemplo, investindo em entrevistas comportamentais para avaliar alinhamento cultural.

 

6. Escute a sua equipe

Mantenha os canais de comunicação abertos e os ouvidos atentos para o que seus funcionários e colaboradores têm a dizer. Afinal, os feedbacks não devem vir só de você; os próprios profissionais devem ter voz a suas opiniões para que a empresa possa melhorar.

Você pode criar canais anônimos de pesquisa interna e caixa de sugestões para colher os feedbacks dos colaboradores, por exemplo. O importante é manter uma política de “portas abertas”, na qual todos podem tirar dúvidas e dar sugestões aos gestores a qualquer momento.

Saiba mais: 4 dicas para receber os feedbacks dos colaboradores

7. Seja paciente e flexível

Compreenda que as relações com seus funcionários e colaboradores se baseiam em confiança, compreensão e respeito mútuo. Para chegar a este ponto ideal, é preciso tempo e flexibilidade por parte dos líderes e gestores.

Se você acertar na contratação, ter a devida paciência costuma ser recompensador e gerar equipes sólidas, competentes e produtivas

Lembre-se também de ser mais flexível e fornecer autonomia para os funcionários gerenciarem seu trabalho dentro de alinhamento aos objetivos gerais. 

Fato é: 52% dos colaboradores sentem falta de autonomia em seu trabalho, algo que pode gerar sentimentos de impotência e insatisfação. Então, maior a probabilidade de procurarem oportunidades em outro lugar.

Não deixe de ler: reter os colaboradores pode aumentar os lucros da sua empresa

Bom, ficou claro o que significa turnover e a importância desse índice? Implemente as boas práticas que citamos aqui e reduza a rotatividade da sua empresa! Mas, antes, confira a dica extra que separamos para você.

Como ferramentas podem ajudar a diminuir o turnover?

Uma ferramenta que pode ser muito útil para melhorar a comunicação interna e o engajamento dos funcionários é o help desk interno. Por meio dele, os colaboradores podem tirar dúvidas, dar sugestões e fazer solicitações para diferentes áreas da empresa de forma rápida e organizada. 

Além disso, plataformas de gestão de pessoas também são grandes aliadas na retenção de talentos. Elas permitem mapear as competências dos colaboradores e identificar lacunas de conhecimento a serem preenchidas com treinamentos.

No entanto, não podemos deixar de lado as próprias ferramentas que seus funcionários utilizam. 

Afinal, não deveria ser parte do trabalho de equipe lidar com softwares difíceis, que causam estresse no dia a dia. Quando isso acontece, a rotatividade pode aumentar. 

É por isso que a Zendesk é uma solução simples e ao mesmo tempo completa, projetada para manter as vendas a todo vapor (e os funcionários mais satisfeitos). 

Nossa ferramenta facilita a atualização das oportunidades para que sua equipe sempre possa acessar, analisar e colaborar usando dados relevantes.

A Zendesk fornece uma plataforma para as equipes de sua empresa se manterem em contato com clientes (internos e externos), facilitando ao máximo a vida de seus colaboradores engajados nesta tarefa. Com ela, é possível:

  • automatizar seus fluxos de RH e TI: apoie suas equipes de suporte interno com Inteligência Artificial, automações e fluxos de trabalho – desviando mais tíquetes e acelerando os tempos de resolução;
  • aproveitar a experiência da sua equipe: crie um centro de conhecimento para ajudar seus funcionários a encontrar informações críticas por conta própria, economizando tempo para suas equipes de TI e RH;
  • ficar de olho nas tendências de suporte: analise as solicitações para descobrir tendências e melhorar seu sistema de apoio ao funcionário;

É uma ferramenta que certamente dará a seus colaboradores autonomia e produtividade, proporcionando uma maneira mais fácil de trabalhar, melhorando seu bem-estar e ajudando a diminuir a rotatividade de pessoal. 

Faça uma avaliação grátis agora mesmo e entenda na prática como essa ferramenta pode ajudar a diminuir o turnover em sua empresa!

Software de CRM de vendas completo

O Zendesk Sell é um software de CRM para vendas que melhora a produtividade, os processos e a visibilidade do fluxo de trabalho de equipes de vendas

Software de CRM de vendas completo

O Zendesk Sell é um software de CRM para vendas que melhora a produtividade, os processos e a visibilidade do fluxo de trabalho de equipes de vendas

Experimente grátis