Artigo

Dominando a gestão de mudança organizacional com 3 dicas!

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 11 Maio 2020
Última modificação 12 Junho 2020

Qual a importância de uma boa gestão de mudança organizacional? Como fazê-la sem riscos ou impactos negativos?

Quando uma empresa cresce e aumenta a sua complexidade, as características dos problemas de seus clientes também mudam. 

Por isso, organizações modernas precisam avaliar e atualizar constantemente as ferramentas, os processos e os sistemas que utilizam para resolver essas questões. 

Se uma empresa quer expandir suas soluções de atendimento ao cliente para oferecer suporte a plataformas em franco crescimento — como o Slack para colaboração — ou adicionar o encaminhamento baseado em habilidades a seu fluxo de trabalho, é crucial que as equipes tenham agilidade para adicionar recursos sem medo de prejudicar os sistemas existentes. 

Para que isso aconteça, é preciso usar as práticas recomendadas para um processo de gestão de mudanças.

O que é gestão de mudança organizacional

A gestão de mudança organizacional é uma abordagem estruturada para organizar pessoas, processos e tecnologias, com o objetivo de implementar modificações da melhor maneira possível em uma empresa. 

Quando realizada corretamente, uma abordagem metódica à gestão de mudanças garante uma transição eficiente e sem interrupções do antigo para o novo, mesmo nas maiores organizações.

O processo de gestão de mudança é um aspecto crucial para grandes empresas. Para as que operam em larga escala, coisas tão simples como uma nova configuração do software de suporte podem ter consequências não desejadas para várias equipes, funções e locais. 

É importante que as organizações possam inovar rapidamente e adotar novos recursos e soluções, sem que o processo seja caótico.

A boa notícia é que, com um planejamento prévio e as ferramentas certas, não há motivo para que as empresas tenham medo de fazer modificações. 

Realizadas de maneira correta, as mudanças podem ser uma experiência positiva, tanto para as empresas quanto para os clientes. 

Estas são algumas dicas para ajudar qualquer organização em seu processo de gestão de mudança. Veja!

Faça as perguntas difíceis logo no início

A primeira etapa para promover mudanças, em qualquer escala, dentro de uma organização é uma avaliação honesta de qual ponto a empresa se encontra, onde deseja estar no futuro e o conjunto de metas e objetivos acordados que servirão para mensurar o progresso.

Antes de começar qualquer modificação, a empresa deve avaliar sua solução atual e a experiência do cliente. 

É importante entender como e por que a solução atual foi implementada, quais são os comprometimentos técnicos, o que funciona bem e os desafios que estão levando à alteração.

Este também é o momento de avaliar os fornecedores que a empresa utiliza e começar a trabalhar em um plano para levar as mudanças a toda a organização quando elas forem implementadas.

Envolva as pessoas certas

Quando chegar o momento de começar a jornada de gestão de mudança organizacional é importante que as empresas conheçam o impacto que o processo terá às pessoas relacionadas. Isso inclui:

  • envolver os grupos certos desde o início;
  • conseguir a aceitação das modificações pelas principais partes interessadas;
  • definir um plano claro para comunicar as mudanças à organização;
  • ter um planejamento para treinar a organização nos novos fluxos de trabalho.

Saiba mais sobre como começar um processo de gestão de mudança.

Tente usar uma Sandbox

Na maioria das empresas de médio a grande porte os sistemas internos têm configurações exclusivas e personalizadas. 

Com tantas variáveis e dependências internas, até os ambientes mais organizados podem sofrer com o teste e a implementação de novas soluções.

Uma das ferramentas mais poderosas para empresas que procuram uma maneira eficiente e segura para fazer mudanças em seu fluxo de trabalho é um ambiente de Sandbox.

Uma Sandbox é um ambiente de teste, separado do real, no qual as empresas podem replicar parte ou todos os sistemas, incluindo automações, metadados e informações de clientes. 

Elas permitem que as empresas experimentem as mudanças no sistema em um ambiente controlado antes de mostrá-las aos clientes ou a toda a organização. Sendo assim, trabalhar em uma Sandbox remove boa parte dos riscos relacionados à implementação de mudanças em sistemas existentes. 

As Sandboxes são o ambiente ideal para experimentar e inovar, ao mesmo tempo em que minimizam as interrupções e os riscos operacionais para o ambiente de produção atual.

Por reproduzirem o ambiente real de uma empresa permitem que os desenvolvedores entendam tudo o que acontecerá quando as alterações forem publicadas.

O resultado de uma boa gestão de mudança organizacional

Uma abordagem disciplinada à gestão de mudança organizacional pode ajudar as empresas de todos os tamanhos a lidarem com as transições com confiança, mesmo as mais complexas. 

Ao dedicar tempo para alinhar pessoas, processos e tecnologia com os objetivos do negócio, as organizações podem aumentar a adoção de novos fluxos de trabalho, fazendo com que todas as partes interessadas e os clientes fiquem satisfeitos.

Saiba como o Zendesk pode ajudar você a otimizar suas mudanças.