Artigo | 12 min read

Modelo de trabalho híbrido: vantagens, urgências e tendências

Por Zendesk

Última atualização em 24 novembro 2023

Fato consumado: depois da pandemia, o modelo de trabalho híbrido caiu nas graças dos profissionais e se tornou a modalidade preferida — e mais desejada — por trabalhadores no mundo todo.

É o que apontam os dados de uma pesquisa global da McKinsey: 75% dos entrevistados dizem preferir alternar entre o trabalho presencial e o remoto. 

O Brasil acompanha a tendência mundial. De acordo com uma publicação do InfoMoney, 75% dos profissionais brasileiros também preferem o modelo de trabalho híbrido (dados de pesquisa do PageGroup).

O setor empresarial vem se adaptando às novas demandas profissionais por mais flexibilidade e equilíbrio. Tanto que, em 2022, 56% das empresas brasileiras já adotavam o modelo alternado.

A informação — levantada por um estudo do Google Workspace e divulgada em matéria da CNN Brasil —, confirma que outros modelos de trabalho diferentes do presencial também trazem vantagens para o universo corporativo. Muitos desses benefícios, inclusive, decorrem de proporcionar uma melhor experiência para o funcionário.

Para entender melhor como o modelo de trabalho híbrido vem impactando as relações de trabalho e impulsionando o desenvolvimento de tecnologias para atender ao novo formato, acompanhe este artigo.

Aqui, você vai encontrar:

  • panorama do trabalho híbrido pós-pandemia
  • vantagens do trabalho híbrido para empresas e colaboradores;
  • desafios do trabalho híbrido;
  • como a tecnologia ajuda a consolidar o modelo de trabalho híbrido.

O crescimento do trabalho híbrido pós-pandemia

Se, até 2020, o trabalho híbrido ainda não era uma realidade acessível — tampouco buscada — por grande parte das organizações, a necessidade de isolamento imposta pela pandemia de covid-19 transformou completamente este quadro.

Durante o período em que o mundo foi forçado a parar, pessoas e empresas precisaram se reinventar para sobreviver. 

Essa experiência coletiva remodelou o formato das relações de trabalho, que passou a ser encarado como uma possibilidade de trazer melhores condições para as duas partes envolvidas nesse relacionamento.

Nos EUA, o trabalho remoto passou de 7% em 2019 para 55% em 2020, de acordo com dados publicados em matéria da Forbes. No entanto, mesmo com o restabelecimento do trabalho presencial, a mudança já tinha conquistado os trabalhadores.

A solução encontrada para equilibrar vida pessoal e profissional foi o trabalho híbrido: a mesma publicação relata que 41% dos profissionais são trabalhadores híbridos em 2023.

Diferença entre trabalho híbrido e home office

O modelo de trabalho híbrido — também conhecido como trabalho flexível — refere-se a uma abordagem em que os funcionários podem alternar entre o trabalho presencial no ambiente empresarial e o trabalho remoto.

A jornada remota pode ser realizada a partir de casa — o que é um home office híbrido — ou de qualquer outro local onde o profissional deseje estar. É essa configuração que determina a flexibilidade tão buscada no trabalho híbrido.

Afinal, essa característica oferece ao funcionário a possibilidade de equilibrar melhor a vida profissional e a pessoal, de forma que ele consiga buscar mais bem-estar e qualidade de vida.

Além de ser uma respostas às preferências dos trabalhadores, essa modalidade de trabalho também corresponde à evolução das tecnologias e às mudanças nas necessidades das empresas, especialmente depois do período de isolamento da pandemia.

Logo, adotar o modelo de trabalho híbrido traz vantagens para os dois lados dessa relação comercial: profissionais e empresas.

Leia também: Resiliência: 10 dicas de adaptação às mudanças no trabalho

Vantagens do trabalho híbrido para a empresa

A ampla aceitação do modelo de trabalho híbrido pelas empresas também aconteceu porque as organizações passaram a enxergar vantagens em manter os profissionais produzindo fora do ambiente corporativo.

Veja alguns dos motivos que levaram as empresas a serem tão receptivas com o novo formato de trabalho.

Redução de custos

A minimização das despesas geralmente está entre as prioridades de qualquer empresa e o trabalho híbrido proporciona maiores chances de alcançar as metas de redução de custos operacionais.

Isso porque com menos funcionários presenciais, as despesas com energia, água, insumos de escritório e outras utilidades caem drasticamente. 

Para você ter ideia, o Tribunal Superior do Trabalho economizou R$4,4 milhões apenas no primeiro semestre de 2020 — mais de R$780 mil só com energia elétrica.

Essa redução de custos, que envolve necessariamente a redução de consumo, também contribui para a manutenção de metas de sustentabilidade das empresas

Segundo um estudo da Universidade de Cornell (EUA) publicado na PNAS — uma das revistas científicas mais citadas do mundo — o modelo de trabalho híbrido pode reduzir em até 29% as emissões de carbono.

Menor rotatividade de profissionais

Uma das principais vantagens do trabalho híbrido para as empresas é a redução do turnover. Esse indicador de produtividade mostra a quantidade de profissionais que deixaram a empresa num determinado período.

A possibilidade de alternar entre o trabalho remoto e o presencial é um atrativo valioso para profissionais em busca de empregadores que entendam suas necessidades de equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. 

O impacto dessa flexibilização tende a aumentar a retenção de talentos e ainda melhorar a percepção do colaborador sobre a empresa, o que contribui para a boa reputação no segmento.

Resiliência operacional

A continuidade do funcionamento da empresa em situações atípicas ou imprevistas — paralisação de sistemas de transporte público ou uma pandemia, como bem sabemos — é um grande diferencial do trabalho remoto e híbrido.

Essa possibilidade de manter as operações reduz significativamente o impacto de interrupções abruptas e inesperadas.

Vantagens do trabalho híbrido para o funcionário

De acordo com o Relatório EX Trends da Zendesk, 61% dos trabalhadores trocariam seus empregos atuais por uma oportunidade de trabalho remoto ou híbrido. Conheça as vantagens que tornam esse modelo de trabalho tão atraente.

Mais flexibilidade

A rigidez da jornada de trabalho se tornou obsoleta e pouco vantajosa tanto para empregadores quanto para colaboradores. É por isso que a flexibilidade da rotina laboral é um dos benefícios mais atrativos que o trabalho híbrido oferece aos profissionais.

Ele permite que os funcionários tenham mais controle sobre suas atividades, possibilitando que trabalhem em ambientes mais adequados às suas necessidades sem prejuízos no desempenho.

E, claro, a flexibilidade se estende aos horários de trabalho. Assim, os colaboradores podem gerenciar o tempo para atender às responsabilidades profissionais e às exigências da vida pessoal da maneira que lhe for mais conveniente.

Comodidade

Trabalhar em um ambiente familiar, como a própria casa, proporciona um nível de conforto que é difícil de ser igualado por um escritório tradicional. 

Apesar de possíveis desafios com a gestão da rotina, o trabalho híbrido elimina a necessidade de enfrentar longos deslocamentos todos os dias, economizando tempo e reduzindo o estresse associado ao trânsito. 

Além disso, os funcionários têm a liberdade de personalizar seu espaço de trabalho, adaptando-o às suas preferências e necessidades. Isso inclui a possibilidade de criar um ambiente mais ergonômico e acolhedor para promover o bem-estar.

Melhora da qualidade de vida

O trabalho híbrido tem o potencial de melhorar significativamente a qualidade de vida dos funcionários. 

O tempo que seria gasto em deslocamentos, por exemplo, pode ser empregado em atividades que contribuam com a manutenção da saúde e bem-estar. 

Prática de exercícios físicos, cuidados com a saúde, hobbies ou tempo em família são sacrificados com frequência para cumprir os horários fixos de uma jornada de trabalho tradicional.

Logo, a possibilidade de ter momentos de cuidado pessoal reduz o estresse e promove a sensação de controle sobre a própria rotina.

Aumento da produtividade

A produtividade é outra vantagem notável do trabalho híbrido. Além da redução do tempo gasto com deslocamentos frequentes, a flexibilidade de horários permite que os funcionários escolham trabalhar nos momentos em que se sentem mais produtivos

O aumento de produtividade também é consequência das inovações tecnológicas que as empresas passaram a ter que oferecer para garantir a realização do trabalho mesmo à distância.

Porém, ao mesmo tempo em que a tecnologia é uma aliada poderosa para a eficiência individual e corporativa, o processo de adaptação às novas ferramentas de trabalho também se constitui em um dos maiores desafios do modelo de trabalho híbrido.

Entenda melhor.

Desafios do modelo de trabalho híbrido

No cenário mundial, 57% das empresas já aderiram ao trabalho híbrido e pretendem manter o formato na sua estrutura organizacional, segundo o relatório global sobre recursos humanos da Atlas

Em contrapartida, cerca de 17% ainda não procuraram adotar o sistema. Essa resistência se deve, em parte, às adaptações necessárias para criar condições de manter as operações em funcionamento mesmo com a descentralização de pessoal. 

Essas adaptações envolvem a manutenção da cultura organizacional e o uso de tecnologias inovadoras para otimizar as modalidades de trabalho remoto e híbrido.

Manutenção da cultura organizacional

Um dos desafios mais complexos que as empresas podem enfrentar ao adotar o trabalho híbrido é a manutenção da cultura organizacional: propósito, valores e condutas.

No ambiente de trabalho tradicional, a identidade e a essência da empresa podem ser reforçadas pela interação direta e pela imersão dos funcionários em um espaço comunitário. 

Porém, com a transição para o trabalho híbrido, os funcionários podem se encontrar em locais diferentes e trabalhar em horários diversos. Essa descentralização torna a manutenção da cultura organizacional mais trabalhosa e complexa.

Para contornar essas dificuldades, as empresas devem ser proativas ao comunicar o que norteia as ações da organização e o que é esperado por parte do colaborador. 

Esse alinhamento envolve a realização de reuniões virtuais regulares para manter a conexão entre os membros da equipe e reforçar os princípios da cultura empresarial. 

Outro ponto importante é a necessidade de investir no desenvolvimento dos colaboradores, de forma que os treinamentos reforcem os valores da organização. 

Apesar de ser uma tarefa desafiadora, criar uma identidade de equipe sólida, independentemente da localização dos funcionários, é essencial para a manutenção da cultura organizacional no trabalho híbrido.

Adaptação ao uso de tecnologias inovadoras

A transição para o trabalho híbrido implica a adoção de tecnologias inovadoras para apoiar a colaboração, a comunicação e a eficiência dos funcionários. 

Plataformas de gestão integradas, ferramentas de videoconferência, aplicativos de mensagens instantâneas são apenas alguns exemplos do que precisa se tornar usual no dia a dia dos trabalhadores híbridos. 

No entanto, a adaptação a essas tecnologias pode ser um desafio para muitos funcionários e organizações. Treinamento adequado e suporte técnico são mandatórios para assegurar que toda a equipe saiba como utilizar essas ferramentas de maneira eficaz e segura.

Afinal, estamos falando de tráfego de dados — das empresas e dos clientes — na web Logo, é necessário implementar medidas rigorosas de segurança da informação e garantir que os funcionários estejam bem informados sobre as práticas seguras de uso da tecnologia.

Nesse sentido, a inteligência artificial (IA) aparece como uma alternativa avançada para desenvolver soluções inteligentes que melhorem a experiência do funcionário remoto e híbrido e aumentem a produtividade.

No EX Trends, 52% dos colaboradores acham que o software de experiência do colaborador é obsoleto e difícil de usar.

A expectativa deles é ter acesso a suporte interno e ferramentas de automação de tarefas no dia a dia por meio de interfaces conversacionais que otimizem a rotina de trabalho.

O que são interfaces conversacionais?

Interfaces conversacionais são tecnologias desenvolvidas para permitir a interação entre máquinas e humanos de forma semelhante a uma conversa natural entre duas pessoas. Elas podem ser programadas para realizar tarefas específicas a partir da solicitação do usuário ou até mesmo fornecer recomendações relevantes de acordo com o contexto.

O desenvolvimento dessas tecnologias envolve processamento de linguagem natural e machine learning

Tais processos permitem que esse tipo de IA seja capaz de interpretar ações, comandos e até o tom emocional dos usuários para fornecer respostas relevantes, úteis, personalizadas e — por incrível que pareça — humanizadas.

São exemplos de interfaces conversacionais:

  • os sistemas de busca por voz;
  • os assistentes virtuais, como a Alexa, da Amazon, e a Siri, da Apple;
  • os chatbots inteligentes.

A IA contribui para a consolidação do modelo de trabalho híbrido

A IA se mostra uma solução evidente para os desafios do trabalho flexível, seja por parte das lideranças empresariais quanto dos trabalhadores híbridos. 

Afinal, o aumento da satisfação do colaborador — por meio de personalização e acessibilidade — e o ganho de produtividade podem ser impulsionados pelas ferramentas com recursos avançados de IA.

Essa preocupação é tão urgente que, no EX Trends, 84% dos profissionais de EX concordam que melhorar a capacidade de atender a todos os modelos de trabalho é prioridade nas organizações. 

Tanto que 59% das equipes de EX já utilizam interfaces conversacionais para oferecer comunicações personalizadas aos funcionários e 23% planejam incorporar essa tecnologia dentro de um ano.

A ideia é que as interfaces conversacionais sejam utilizadas para aprimorar:

  • canais de suporte e atendimento interno;
  • treinamento e desenvolvimento dos trabalhadores híbridos, remotos e presenciais;
  • colaboração e integração entre funcionários e equipes;
  • capacidade de atendimento ao cliente.

Nesse cenário, a IA da Zendesk está preparada para entregar soluções práticas e acessíveis para que qualquer tipo de empresa possa se adaptar e se beneficiar da inevitável transformação digital.

IA da Zendesk e novos modelos de trabalho: inovação, satisfação e produtividade em alta

A IA da Zendesk coloca as mais modernas inovações tecnológicas para atendimento interno e externo nas palmas das mãos dos seus colaboradores — sejam eles presenciais, remotos ou híbridos.

Chatbots com IA generativa, triagem inteligente de demandas, assistência em tempo real, sugestões de conteúdos para base de conhecimento e de macro para os administradores otimizam a rotina dos trabalhadores e elevam o nível de satisfação dentro da empresa.

O resultado dessa combinação reflete nos seus resultados: clientes mais satisfeitos e maiores chances de fidelização.

Conheça a IA da Zendesk! Faça um teste grátis e descubra tudo o que podemos fazer para te ajudar a entregar excelência no atendimento ao cliente.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Software de suporte ao cliente

O software de suporte ao cliente da Zendesk é fácil de usar e oferece uma melhor experiência de atendimento.

Experimente grátis