Artigo

4 soft skills de liderança para ser um bom gestor

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 3 fevereiro 2022
Última atualização em 3 fevereiro 2022

Já ouviu falar que 90% dos profissionais são contratados pelo perfil técnico, mas demitidos pelo comportamental? Segundo o levantamento da Page Personnel, divulgado pelo G1, é essencial “inspirar e desenvolver pessoas”. Pensando nisso, preparamos um post para falar justamente das soft skills de liderança e qual é o valor agregado para a empresa. 

Por sinal, investir em habilidades comportamentais da equipe se traduz em captação e  fidelização de clientes. Aliás, nosso relatório “Tendências para a experiência do cliente” mostrou que 75% das pessoas estão dispostas a pagar mais para ter uma boa experiência.

Com isso em mente, falaremos das quatro soft skills de liderança que apoiam a experiência do cliente. E, se você quer entender melhor essa dinâmica, aproveite para ver um Showcase com InaMarie Johnson, que mostra como uma cultura forte pode apoiar a estratégia de CX.

Por que é tão importante investir em soft skills de liderança?

No começo do post, citamos o relatório de tendências de CX feito pelo nosso time da Zendesk, certo? Nesse sentido, vale ressaltar outro dado relevante para consolidar o raciocínio: 49% dos clientes esperam que os agentes tenham a famosa empatia.

Não por acaso, a capacidade de se colocar no lugar do outro está entre as principais soft skills de liderança, sabia disso? Portanto, continue conosco para conferir os conceitos ligados às habilidades comportamentais, a fim de contribuir para o desenvolvimento organizacional.

O que são soft skills?

Soft skills compõem um termo relacionado às habilidades comportamentais no ambiente profissional. Em contraponto às hard skills (habilidades técnicas), as soft skills são voltadas para a forma com a qual o colaborador interage com o outro e consigo mesmo.

Embora sejam conceitos subjetivos, eles evidenciam a maneira de lidar com os desafios do dia a dia. E isso impacta diretamente a experiência que o cliente terá com a sua empresa, principalmente se o colaborador estiver desmotivado.

Exemplos de soft skills

Esses são alguns exemplos de soft skills que melhoram o clima organizacional e os resultados do negócio:

  • empatia;
  • liderança;
  • criatividade;
  • curiosidade;
  • comunicação;
  • trabalho em equipe;
  • escuta ativa;
  • cooperação;
  • agilidade;
  • inteligência emocional;
  • gentileza;
  • motivação;
  • confiança;
  • ética;
  • resiliência;
  • atitude positiva;
  • organização;
  • flexibilidade; 
  • gestão do tempo.

Vantagens de investir nas soft skills

Além de melhorar o clima organizacional, as habilidades comportamentais trazem uma série de benefícios, incluindo:

  • redução expressiva do turnover (rotatividade de pessoal);
  • aumento da satisfação e motivação dos clientes internos;
  • cumprimento de metas elencadas no planejamento estratégico;
  • alinhamento dos funcionários com o propósito da empresa;
  • redução na resistência durante o processo de gestão da mudança;
  • solução de problemas de jeitos inovadores e colaborativos.

4 soft skills de liderança para apoiar a estratégia de CX

Para elencar as soft skills mais valorizadas, buscamos inspiração na pesquisa global da PwC. Isso porque a consultoria destaca quatro habilidades humanas entre as principais competências organizacionais para o futuro. 

1. Empatia 

A empatia genuína vai muito além de “se colocar no lugar do outro”. As pessoas são diferentes, afinal. O ponto aqui é compreender as situações vivenciadas por cada indivíduo, com a finalidade de humanizar as relações de trabalho. 

A compreensão é fundamental, mas as abordagens variam caso a caso. Talvez um colaborador precise de horários flexíveis para fazer um tratamento médico. E o outro seja beneficiado com uma mentoria para lidar com as dificuldades no desempenho da função.

2. Liderança

A liderança inspiradora move montanhas. Se existem metas arrojadas, o líder deveria ser o primeiro a dar o exemplo e mostrar que, juntos, conseguirão chegar ao topo. E, para isso, é necessário ter uma visão clara do caminho a ser trilhado.

Em paralelo, o bom líder é aquele que inspira o melhor de cada pessoa. Além de evitar comparações, é importante evidenciar que cada integrante tem uma contribuição vital para o sucesso do time. 

3. Criatividade

A cultura da inovação é um diferencial das organizações bem-sucedidas, uma vez que otimiza o uso dos recursos. Com um ambiente propício para a criação, os colaboradores serão instigados a trazer soluções inovadoras. 

Muitas vezes, entramos no “piloto automático” e sequer percebemos que um processo poderia ser otimizado. Mas, ao fomentar a criatividade, a companhia poderá resolver problemas, evitar gastos desnecessários e, também, descobrir oportunidades de negócios.

4. Curiosidade 

Definitivamente, a curiosidade amplia horizontes e traz um novo olhar para as rotinas engessadas. A metodologia de design thinking, por exemplo, abre espaço para um novo jeito de resolver os problemas, com base em diferentes perspectivas e simulações.

A equipe toda poderá ser envolvida em um determinado projeto, ainda que não haja uma ligação direta. Por outro lado, existe uma chance maior de gerar a identificação com as dores do público-alvo do produto ou serviço, o que trará resultados mais expressivos. 

Na prática, como desenvolver soft skills de liderança?

Existem muitas formas de promover skills de liderança, seja qual for o ramo e o porte da empresa. A seguir, recomendamos duas maneiras de colocar isso em prática e, para fechar com chave de ouro, a terceira dica será focada no potencial de crescimento da empresa. 

1. Team building

Para começar, uma opção interessante é o team building, que visa fortalecer as relações entre o time. Por exemplo, é possível fazer o treinamento corporativo online para engajar quem está no trabalho remoto, possibilitando a conquista de resultados em conjunto.

No fim das contas, as equipes em sintonia terão mais facilidade para cumprir as metas da área. Além disso, essa alternativa ajudará a reduzir os ruídos na comunicação e, consequentemente, evitará os conflitos interpessoais.

2. Dicas de livros para desenvolver soft skills

Dia após dia, todos nós ensinamos e aprendemos algo novo. E, na linha da aprendizagem ao longo da vida, vale a pena ler livros falam das habilidades comportamentais, como:

3. Software CRM

Por fim, a implantação do CRM de vendas será vital para alavancar a produtividade do time. Com o Zendesk Sell, seus agentes estarão integrados e trabalhando todos “na mesma página”, de modo que possam aproveitar as oportunidades para vender mais. 

E o melhor: você ainda poderá fazer uma avaliação grátis para testar as funcionalidades. Assim, ficará mais fácil observar o potencial de melhoria, tanto na produtividade, quanto nos processos e na visibilidade do pipeline pela equipe de vendas. 

Vamos começar?

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas

Software de CRM de vendas completo

CRM de vendas para melhorar a produtividade, os processos e a visibilidade do pipeline para as equipes de vendas

Experimente grátis