Artigo | 13 min read

Como usar inteligência artificial na Indústria 4.0? Descubra!

Por Zendesk

Última atualização em 12 dezembro 2023

Como é possível usar a inteligência artificial na indústria de uma maneira que agregue mais aos consumidores e garanta benefícios à empresa?

Cada vez mais, as empresas do setor industrial consideram os avanços da tecnologia como uma maneira de modernizar suas operações. 

Afinal, a transformação digital da indústria global já está em andamento e as organizações procuram formas de reduzir custos, mas sem que isso impacte a qualidade do que oferecem. 

Neste contexto, segundo o relatório Estado da CX no setor industrial da Zendesk:

  • 74% dos líderes do setor industrial preveem aumento nos gastos com IA;
  • 73% concordam que a CX é uma das principais razões para que os clientes comprem seus produtos;
  • 71% estão priorizando o acesso aos dados para um serviço personalizado e viabilizado por IA;
  • 69% estão trabalhando para alinhar a aparência e o comportamento da IA/bot com o valor da marca.

Esses dados mostram que o setor industrial já entendeu que não basta simplesmente criar ótimos produtos, mas os fabricantes precisam ter foco no atendimento para competir.

Especialmente agora, à medida que o setor se expande para vender diretamente ao consumidor, novas tecnologias devem ser implementadas para garantir uma experiência positiva, além de estratégias com foco no cliente.

Neste sentido, a inteligência artificial na indústria tem apenas a agregar. Afinal, não há dúvida de que a IA está ajudando fabricantes a fornecer experiências mais fluidas e cômodas, e essas empresas vão diferenciar sua CX cada vez mais com a IA.

Mas, então, como a inteligência artificial é usada na indústria? Quais os principais benefícios disso? E a importância do CX no setor industrial? Responderemos a essas questões e outras neste conteúdo. Boa leitura!

O que é a indústria 4.0?

A Indústria 4.0 refere-se à quarta revolução industrial, marcada pela integração de tecnologias avançadas. Essa revolução tem o potencial de transformar significativamente a forma como as empresas produzem bens e serviços.

Trabalhadores em linhas de produção, montando bens industriais com as próprias mãos, é uma imagem que geralmente vem à mente quando as pessoas pensam na indústria manufatureira. 

Contudo, agora que estamos naquilo que está sendo descrito como a quarta revolução industrial, essa imagem está tão desatualizada quanto a máquina a vapor.

Segundo o World Economic Forum, a primeira revolução industrial usou água e energia a vapor para mecanizar a produção. A segunda usou energia elétrica para criar produção em massa. A terceira usou eletrônica e tecnologia da informação para automatizar a produção.

Agora, a Quarta Revolução Industrial está tomando forma, caracterizada por “uma fusão de tecnologias que está borrando as fronteiras entre as esferas física, digital e biológica“.

Alguns dos principais elementos da Indústria 4.0 incluem:

  • internet das coisas (IoT): conectividade avançada entre máquinas, dispositivos e sistemas para coletar e trocar dados em tempo real;
  • big data e analytics: utilização de grandes volumes de dados para obter insights valiosos, otimizar processos e tomar decisões mais informadas;
  • inteligência artificial (IA): implementação de algoritmos avançados e sistemas autônomos para melhorar a eficiência e a automação;
  • manufatura aditiva: uso de tecnologias como impressão 3D para criar produtos camada por camada, oferecendo flexibilidade e eficiência na produção;
  • simulação virtual: modelagem digital de processos de produção, permitindo testes e otimizações antes da implementação física;
  • Integração horizontal e vertical: conectividade entre diferentes partes da cadeia de valor (integração horizontal) e integração entre os sistemas de produção e os sistemas de negócios (integração vertical);
  • cibersegurança: implementação de medidas de segurança para proteger os sistemas contra ameaças digitais.

Portanto, o objetivo da Indústria 4.0 é criar ambientes de produção mais eficientes, flexíveis e personalizados, em que as máquinas possam se comunicar entre si, adaptar-se a mudanças nas condições de produção e tomar decisões autônomas para otimizar processos. 

Sem dúvidas, é o futuro não apenas do setor industrial, mas de todo o mundo. Afinal, essa abordagem inovadora tem o potencial de impulsionar a produtividade, reduzir custos e promover a inovação na indústria.

Inteligência Artificial na Indústria 4.0

Um estudo da McKinsey com o Fórum Econômico Mundial indicou que as tecnologias da indústria 4.0 devem criar até US$ 3,7 trilhões em valor até 2025

Para aqueles no espaço de manufatura, existem algumas tendências-chave a serem observadas.

  1. Avanços em tecnologia digital: as organizações de manufatura estão aumentando os investimentos em suas capacidades digitais para criar operações mais inteligentes, eficientes e melhorar a colaboração.
  2. Novos modelos de negócios: embora os serviços diretos ao consumidor, sob demanda e de assinatura existam há algum tempo, as expectativas dos consumidores mudaram significativamente.
  3. Tecnologia inteligente: mais fabricantes estão usando IA, aprendizado de máquina (ML) e blockchain para automatizar fluxos de trabalho e aumentar eficiências.
  4. Aumento da regulamentação: novas leis de privacidade de dados, como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da Europa, serão promulgadas em todo o mundo, como é o caso da já sancionada LGPD no Brasil.

Ainda assim, no final das contas, a indústria 4.0 oferece ao setor novas oportunidades. Cabe aos fabricantes aderirem a essas novas tecnologias que podem otimizar e impulsionar os seus trabalhos, como softwares de automação e de atendimento, sem falar da própria inteligência artificial. O que nos leva ao próximo ponto.

Como a inteligência artificial é usada na indústria?

O uso da IA pode ocorrer no setor industrial de diferentes maneiras, como: manufatura inteligente, cadeia de suprimentos e  logística, gestão de operações, pesquisa e desenvolvimento e atendimento ao cliente. Veja mais sobre cada aspecto.

1. Manufatura inteligente

Com a automação alimentada por IA, robôs são integrados às linhas de montagem, realizando tarefas complexas com precisão e eficiência. Isso não apenas aumenta a produção, mas também reduz erros humanos. 

Além disso, a manutenção preditiva é uma aplicação crucial da IA na indústria, em que algoritmos analisam dados de sensores em equipamentos para prever falhas potenciais. 

2. Cadeia de suprimentos e logística

A inteligência artificial na indústria transforma a gestão da cadeia de suprimentos e logística por meio de suas capacidades de análise avançada de dados. 

A previsão de demanda é aprimorada com algoritmos de aprendizado de máquina, que analisam padrões históricos, sazonalidades e fatores externos para prever com maior precisão as necessidades futuras. 

Além disso, a roteirização inteligente otimiza as operações logísticas, reduzindo custos de transporte e tempo de entrega. Sistemas de IA monitoram variáveis em tempo real, ajustando dinamicamente as rotas conforme as condições mudam.

Essas inovações não apenas economizam recursos, mas também melhoram a satisfação do cliente, garantindo entregas mais rápidas e confiáveis.

3. Gestão de operações

Algoritmos de otimização são implementados para aprimorar a eficiência operacional, reduzindo custos e tempo. 

A análise de dados em tempo real fornece informações instantâneas sobre o desempenho da produção, permitindo ajustes rápidos para atender à demanda do mercado. 

A IA não apenas automatiza tarefas, mas também capacita os gestores com insights valiosos para aprimorar a tomada de decisões estratégicas, impulsionando a competitividade da empresa.

4. Pesquisa e desenvolvimento

A inteligência artificial tem impactado significativamente a pesquisa e desenvolvimento industrial, especialmente na descoberta de novos materiais. 

Isso porque os algoritmos de IA são capazes de analisar vastas quantidades de dados científicos, identificando padrões e correlações que podem levar à formulação de novos materiais com propriedades desejadas. 

Ao incorporar inteligência artificial na pesquisa e desenvolvimento, as indústrias podem impulsionar a inovação, criar produtos mais avançados e manter uma vantagem competitiva no mercado.

5. Atendimento ao cliente

Na indústria, a inteligência artificial transforma o atendimento ao cliente por meio de chatbots e assistentes virtuais. 

Essas soluções baseadas em IA oferecem suporte instantâneo e personalizado, lidando com consultas comuns, fornecendo informações sobre produtos e auxiliando em problemas técnicos. 

Além disso, a capacidade de aprendizado contínuo desses sistemas permite uma melhoria constante na qualidade do suporte, adaptando-se a padrões de consulta em evolução e proporcionando uma experiência mais eficiente e satisfatória para os clientes.

O que é fundamental quando pensamos no CX no setor industrial, não é mesmo?

Leia também: Inteligência artificial no atendimento ao cliente: o que é, como usar e qual impacto?

Quais os benefícios da IA para a indústria?

Os principais benefícios de usar a inteligência artificial na indústria são:

  • aumento da produtividade;
  • redução de custos;
  • qualidade dos produtos;
  • melhor experiência ao cliente;
  • segurança e prevenção de riscos;
  • apoio na tomada de decisões;
  • inovação contínua.

Confira os detalhes de cada um.

Aumento da produtividade

A implementação de Inteligência Artificial (IA) nas operações industriais tem um impacto substancial no aumento da produtividade. 

A automação de tarefas repetitivas e a otimização de processos garantem uma produção mais eficiente, reduzindo significativamente o tempo necessário para a conclusão de atividades. 

Além disso, a capacidade da IA de analisar grandes conjuntos de dados em tempo real permite a identificação rápida de padrões e a adaptação contínua dos fluxos de trabalho, resultando em uma produção mais ágil e dinâmica.

Redução de custos

A automação de processos elimina a necessidade de intervenção humana em determinadas tarefas, reduzindo erros e aumentando a eficiência operacional. Também, a IA permite uma gestão mais eficiente de recursos, otimizando o uso de materiais, energia e tempo. 

Essa otimização não apenas resulta em uma redução direta de custos operacionais, mas contribui para uma produção mais sustentável e economicamente viável. 

Maior qualidade nos produtos

A IA eleva a qualidade dos produtos industriais ao oferecer soluções avançadas de controle de qualidade. 

Isso porque é possível usar sistemas automatizados que utilizam algoritmos para detectar defeitos e inconsistências em tempo real, garantindo que apenas produtos de alta qualidade alcancem o mercado. 

Além disso, a implementação de técnicas de manutenção preditiva com base em IA contribui para a prevenção de falhas em equipamentos, assegurando que os processos de produção transcorram de maneira suave e confiável. 

Melhor experiência ao cliente

A incorporação de Inteligência Artificial na indústria contribui para uma melhor experiência ao cliente de diversas maneiras:

  • a personalização de produtos e serviços, impulsionada por algoritmos que analisam o comportamento do cliente, atende às necessidades individuais, aumentando a satisfação;
  • a implementação de chatbots e assistentes virtuais proporciona respostas rápidas e eficientes a consultas e solicitações dos clientes.

Ou seja, ao otimizar processos de atendimento e oferecer soluções personalizadas, a IA contribui para a fidelização do cliente e a construção de relacionamentos duradouros.

Segurança e prevenção de riscos

A inteligência artificial na indústria desempenha um papel vital na segurança, oferecendo sistemas avançados de monitoramento e detecção de riscos. 

Afinal, a análise em tempo real de dados de segurança permite identificar potenciais ameaças e tomar medidas preventivas imediatas. Mas, também, a IA também contribui para a segurança cibernética, protegendo sistemas e redes contra ataques maliciosos. 

Apoio na tomada de decisão

A capacidade da IA de analisar grandes conjuntos de dados e fornecer insights valiosos faz com que  ela seja uma ferramenta indispensável para a tomada de decisões na indústria. 

Modelos preditivos e algoritmos avançados ajudam os gestores a entender tendências de mercado e antecipar demandas. Sem falar que a tecnologia também pode simular diferentes cenários, permitindo uma abordagem mais estratégica na formulação de decisões complexas. 

Dica de leitura:IA na tomada de decisões nas empresas: as principais aplicados e desafios dessa tecnologia

Inovação contínua

Não podemos negar que a inteligência artificial impulsiona a inovação contínua na indústria, estimulando o desenvolvimento de novos produtos e serviços. 

Afinal, a capacidade da IA de identificar oportunidades de inovação e na compreensão das demandas do mercado permite que as empresas se mantenham na vanguarda da concorrência. 

A IA não apenas impulsiona a criação de novas soluções, mas também facilita a adaptação rápida a mudanças nas condições de mercado, garantindo que as organizações permaneçam ágeis e relevantes em um cenário empresarial em constante evolução.

CX no setor industrial

Embora o foco na experiência do cliente seja mais comumente associado a setores de varejo e serviços, as empresas industriais também reconhecem a importância de proporcionar uma experiência positiva aos seus clientes. 

Afinal, o CX inteligente e bem implementado pode ser relevante de diferentes formas, como:

  • relacionamento com o cliente: é comum que as organizações industriais mantenham contatos de longo prazo com seus consumidores. Portanto, garantir uma boa experiência do cliente pode fortalecê-los, resultando em lealdade e repetição de negócios;
  • atendimento ao cliente: oferecer um excelente atendimento ao cliente é crucial. Isso inclui fornecer suporte técnico eficiente, lidar com reclamações de maneira satisfatória e estar disponível para responder a perguntas dos clientes;
  • transparência e comunicação: manter os clientes informados sobre o status de pedidos, prazos de entrega e outros aspectos relevantes é vital. A transparência na comunicação pode construir confiança e reduzir a incerteza para os clientes.
  • gestão de experiência do cliente (CXM): implementar estratégias formais é essencial e envolve coletar feedback, analisar dados, e ajustar continuamente as operações para melhorar a satisfação do cliente.

Quer mais dicas sobre a importância da inteligência artificial na indústria e, principalmente, o impacto que essa relação pode ter no CX? 

Com o relatório Estado da CX no setor industrial, você pode acessar insights acionáveis de experiência do cliente para fabricantes no cenário ultracompetitivo atual. Nele, você vai ver:

  • como desbloquear o poder da CX inteligente;
  • como conectar sua CX à cadeia de valor com IA;
  • como aumentar a lucratividade a partir de um relacionamento mais profundo com o cliente.

Hora de começar a trabalhar! Baixe o relatório para conhecer três histórias de clientes e ideias sobre como os fabricantes podem modernizar a CX com IA e mais personalização.

Software de CRM de vendas completo

O Zendesk Sell é um software de CRM para vendas que melhora a produtividade, os processos e a visibilidade do fluxo de trabalho de equipes de vendas

Software de CRM de vendas completo

O Zendesk Sell é um software de CRM para vendas que melhora a produtividade, os processos e a visibilidade do fluxo de trabalho de equipes de vendas

Baixar