Artigo

Tipos de venda: conheça os 5 principais e saiba qual combina melhor com o seu modelo de negócio

Por Douglas da Silva, Web Content & SEO Associate, LATAM

Publicado 21 Setembro 2020
Última atualização em 21 Setembro 2020

Você sabe quais são os tipos de venda existentes?

Saber sob que modalidade comercializar seus produtos ou serviços é determinante para que se possa alcançar bons resultados nas vendas o obter lucros satisfatórios.

A escolha do tipo de venda mais adequado vai depender, basicamente, das características do seu modelo de negócio e do público para o qual você quer vender.

Para te ajudar nessa escolha, elaboramos este conteúdo com os 5 principais tipos de venda: 

  1. Vendas B2B: Business to Business
  2. Venda consultiva
  3. Venda direta
  4. Venda consignada
  5. Venda casada

Continue a leitura e saiba qual combina melhor com a proposta da sua empresa.

Leia também: Tipos de clientes externos: conheça os 7 principais e saiba como lidar com cada um deles

Quais são os tipos de venda existentes? Conheça os 5 principais

1. Vendas B2B: Business to Business

Iniciando a nossa lista com os principais tipos de venda, temos o B2B (Business to Business). Também conhecido como “vendas corporativas”, esse modelo consiste na comercialização de produtos e serviços entre empresas.

Ou seja, uma empresa fornece suas soluções para uma outra pessoa jurídica e não para um consumidor final.

Nos tipos de venda B2B, o processo comercial é mais complexo. Isso porque a proposta feita pelo representante de vendas geralmente passa por diferentes pessoas e níveis de aprovação dentro da empresa para a qual deseja-se vender um produto ou serviço

Por isso, é necessário uma boa preparação por parte do vendedor. Ele precisa conhecer a fundo a empresa, o mercado em que ela está inserida, suas maiores dores e necessidades e o perfil dos tomadores de decisão.

Munido com todo o conhecimento necessário, será possível traçar uma estratégia argumentativa realmente eficaz e que o leve a fechar negócio.

Saiba mais: O que é venda B2B? Entenda mais sobre vendas entre empresas, como funciona esse processo, vantagens e desafios

2. Venda consultiva

A venda consultiva é uma modalidade em que o vendedor atua como um consultor que vai ajudar o cliente a solucionar seus principais problemas e desafios.

Muito atrelada às negociações business to business, a venda consultiva também pode ser utilizada com os consumidores finais, dependendo do grau de complexidade do produto e dos custos de aquisição.

A intenção desse tipo de venda não é apenas convencer o cliente a comprar um produto ou serviço, mas sim mostrar para ele que esta é a solução que ele precisa neste momento e que você pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos.

Um vendedor consultivo precisa ser bastante persuasivo, confira dicas aqui: Técnicas de persuasão em vendas: o que são e quais podem lhe ajudar a vender mais?

3. Venda direta

A venda direta é um tipo de venda muito comum de observar. Afinal, você provavelmente já deve ter sido abordado por alguém tentando te vender um produto Hinode, Herbalife, Avon, Natura etc.

Nesse tipo de venda, não existe necessariamente um estabelecimento comercial. O que há é um grupo de representantes autônomos que comercializam os produtos de uma marca específica por conta própria.

Os revendedores podem comprar os produtos e revendê-los com uma margem de lucro ou também receber uma porcentagem pelas vendas de outros vendedores que ele recrutar.

A venda direta é muito utilizada por empresas que desejam ganhar capilaridade e distribuir amplamente seus produtos a um baixo custo.

Os revendedores recebem treinamentos sobre os produtos comercializados e interagem diretamente com os consumidores.

4. Venda consignada

A venda consignada é uma modalidade muito comum entre empresas que comercializam produtos para varejistas e distribuidores.

Nesse modelo, vende-se uma determinada quantidade de produtos para o varejista ou distribuidor e, caso ele não consiga repassar tudo para o consumidor final, a empresa recolhe o excedente sem cobrar pela mercadoria não vendida.

A empresa cobra do varejista ou do distribuidor apenas os produtos que ele conseguiu vender.

Esse tipo de venda tem como principal vantagem a redução de custos com a manutenção de estoque. No entanto, se a empresa não souber gerenciar bem essa dinâmica, ela pode acabar se atrapalhando na logística de recolhimento das mercadorias excedentes e causar transtornos à sua cadeia de suprimentos.

5. Venda casada

Por fim, temos a venda casada. Mesmo sendo ilegal, algumas empresas ainda insistem nessa forma de comercializar produtos e serviços.

Configura-se venda casada quando a empresa só aceita vender determinado produto se o cliente comprar também um outro produto. Por exemplo, a companhia de TV a cabo somente venderá esse tipo de serviço para os seus clientes se eles adquirirem também o serviço de internet.

Não dar a opção de o consumidor adquirir os produtos ou serviços isoladamente é venda casada, prática que é proibida de acordo com o artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor.

Portanto, fuja da venda casada!

Veja também em nosso blog: Cross selling e up selling: como essas estratégias comerciais podem ajudar a alavancar as suas vendas

Ficou claro quais são os tipos de venda existentes? Em qual deles o seu modelo de negócio se enquadra melhor? Estude cada modalidade de venda e compare com as características de seu negócio e de seus clientes para escolher aquelas que trarão os melhores resultados.

A Zendesk conta com um suíte de aplicativos de relacionamento com o cliente que pode ajudar sua equipe a realizar todos os tipos de vendas, além de suporte e atendimento ao cliente.

Conheça tudo que a Zendesk pode oferecer, faça uma avaliação gratuita do Zendesk.

Software de CRM de vendas completo

O Zendesk Sell é um software de CRM para vendas que melhora a produtividade, os processos e a visibilidade do fluxo de trabalho de equipes de vendas