Artigo | 13 min read

O que é pesquisa de clima organizacional? Principais tipos e como fazer

Por Zendesk

Última atualização em 13 dezembro 2023

A pesquisa de clima é uma ferramenta que tem como principal objetivo identificar a percepção que os funcionários têm sobre a empresa

Seu resultado ajuda a mensurar o nível de satisfação dos colaboradores, quanto se sentem motivados e engajados para atuarem, assim como os pontos fortes e fracos da companhia do ponto de vista de quem trabalha nela.

E por que realizar uma pesquisa desse tipo é importante para o crescimento de um negócio? Um dos motivos é que o posicionamento e a participação dos funcionários afeta diretamente o relacionamento com os clientes e, consequentemente, o faturamento da companhia.

Por exemplo, o nosso relatório “Tendências da experiência do cliente” revelou que 49% dos clientes querem que os agentes tenham empatia durante o atendimento

A questão que fica é: como exigir esse comportamento dos profissionais se eles estiverem em um ambiente de trabalho insatisfatório, com problemas de gestão, de relacionamento, de comunicação, entre outros?

Prestar um atendimento ruim ao cliente faz com que ele mude a relação que tem com a marca e, não raro, que busque outras empresas que o atenda da maneira que considera mais adequada.

Além disso, não podemos deixar de citar que profissionais descontentes com o ambiente de trabalho tendem a apresentar queda na sua produtividade e na qualidade dos serviços entregues, situações que também impactam no relacionamento com o cliente, mesmo quando esses funcionários não lidem diretamente com o público.

Por fim, empresas com clima organizacional comprometido têm aumento na sua taxa de turnover, condição que gera perda de talentos, gastos financeiros extras e pode comprometer a imagem da marca e a contratação de novos profissionais.

Com base em todas essas informações, já dá para ter uma boa ideia da importância de fazer uma pesquisa de clima na sua empresa, certo?

O que é pesquisa de clima e qual a sua finalidade?

Uma pesquisa de clima é uma ferramenta utilizada pelo setor de Recursos Humanos (RH) de uma empresa, cuja finalidade é identificar e entender a percepção que os funcionários têm sobre a companhia.

É possível descrever esse recurso como um feedback dos profissionais quanto ao que está sendo entregue e disponibilizado pela organização para a execução das suas atividades diárias.

Por isso, as perguntas para pesquisa de satisfação interna que tenham como objetivo analisar o clima organizacional podem abordar vários temas, tais como as ferramentas e soluções oferecidas, o relacionamento com líderes e colegas de trabalho, as políticas internas, os processos etc.

A ideia geral é levantar todas as situações que afetam a rotina dos profissionais e, pelo ponto de vista deles, identificar o que está satisfatório e o que precisa ser ajustado.

Um dos exemplos de pesquisa organizacional pode ser para identificar o clima de um determinado setor, com as questões voltadas para o dia a dia daquele ambiente em particular. Ficou claro?

>>>> Leia também: feedback negativo e positivo — entenda a importância para sua equipe de atendimento

Mas, afinal, o que é clima organizacional? Exemplos

Clima organizacional pode ser definido com um conjunto de opiniões, impressões e sentimentos que os funcionários têm sobre o seu local de trabalho e sobre a empresa onde atuam de modo geral.

Dependendo do que essa junção de sensações, ideias e percepções gera nos profissionais, isso impacta no seu comportamento, no relacionamento com líderes e colegas de trabalho, na qualidade e no volume de resultados entregues, entre outros pontos.

Esse clima também costuma estar relacionado à cultura organizacional, ou seja, aos valores, padrões e regras da organização.

De modo geral, podemos exemplificar o clima organizacional de duas formas:

  • favorável: acontece quando a empresa adota práticas que colaboram positivamente com a rotina de trabalho, a exemplo de processos internos funcionais, comunicação adequada, promoção de integração e de colaboração entre os times etc.;
  • desfavorável: é, basicamente, o caminho inverso. Isso quer dizer, quando há ruídos na comunicação, processo com muitos gargalos, desarmonia entre os funcionários, falta de cooperação e outras situações e comportamentos similares.

>>>> Não deixe de ler: o que é cultura organizacional e por que criar uma forte é importante?

Quais são os tipos de pesquisa de clima organizacional?

De maneira geral, existem 3 tipos de pesquisa de clima organizacional, que são: 

  • com várias alternativas, na qual cada questão tem múltiplas escolhas de respostas; 
  • com três alternativas, geralmente com respostas simples, como: não, sim e talvez; 
  • com escala de Likert, na qual os participantes devem responder com: concordo, concordo completo, discordo completamente, concordo parcialmente e assim por diante. 

Todos estes exemplos de pesquisa de clima organizacional são válidos e trazem resultados. Porém, de qualquer forma, é preciso adequar para que ela não seja muito extensa e tome muito tempo para responder. 

No mais, os modelos de pesquisa de clima organizacional podem ser divididos conforme a sua frequência. Ou seja, se o questionário é feito de maneira anual, semestral ou mensal. 

O que pode influenciar no clima organizacional?

Há diversas condições e circunstâncias que podem influenciar o clima organizacional, seja de maneira positiva, seja de maneira negativa. Algumas das mais recorrentes costumam ser:

  • remuneração;
  • benefícios;
  • estrutura física;
  • integração entre os setores;
  • relacionamentos interpessoais;
  • desenvolvimento profissional;
  • oportunidades de crescimento;
  • valorização e reconhecimento;
  • comunicação interna;
  • gestão empresarial.

>>>> Este artigo pode interessar a você: o que é liderança carismática e quais as suas características?

Quais as vantagens de realizar uma pesquisa de clima?

Realizar uma pesquisa de clima traz uma série de benefícios tanto para os funcionários quanto para a companhia de modo geral.

A razão para isso é que essa ferramenta contribui para que o RH, líderes e gestores, considerando o posicionamento dos colaboradores, mapeiem os pontos positivos e negativos da empresa, gerando a chance de ajustar o que não está satisfatório.

Assim, as percepções colhidas após a aplicação da pesquisa podem ser usadas como base para o aprimoramento de processos internos, para alinhar as atividades à cultura, valores, e missão da marca, e até em tomadas de decisão com foco no crescimento do negócio.

Seguindo essa definição, podemos dizer que aplicar um modelo de pesquisa de clima organizacional traz vantagens como:

  • aumento da produtividade;
  • diminuição da rotatividade de profissionais;
  • atração de novos talentos;
  • elevação do potencial competitivo da empresa;
  • aprimoramento da gestão de crise;
  • aumento da qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos clientes.

A seguir, confira o porquê da pesquisa de clima entregar cada uma dessas vantagens!

1. Aumento da produtividade

Logo no início deste artigo dissemos que funcionários com problemas na sua rotina de trabalho tendem a produzir menos, se lembra?

Isso acontece por inúmeros motivos, a exemplo da dificuldade de se comunicar com os seus líderes, gestores e colegas, ferramentas de trabalho obsoletas, fluxos de trabalho complexos e/ou muito burocráticos, falta de treinamento etc.

Nesse sentido, a pesquisa de clima o profissional tem a possibilidade de apontar o que está afetando negativamente a sua atuação. Assim, a empresa pode resolver esses problemas com um embasamento consistente, e não considerando apenas o que julga ser mais adequado para os colaboradores.

Uma vez que essas questões são sanadas, a tendência é que o nível de produtividade dos times aumente.

2. Diminuição da rotatividade de profissionais

O turnover, métrica que identifica a quantidade de funcionários que deixam a companhia em um período determinado, costuma ser fortemente impactada quando há problemas com o clima organizacional.

Além desse motivo, outros que fazem com que um colaborador saia da empresa podem ser devido à falta de plano de carreira, pouco reconhecimento, baixo salário etc.

Para se ter uma ideia, uma pesquisa da empresa de consultoria de recrutamento Michael Page revelou que 8 a cada 10 profissionais pedem demissão por conta dos seus líderes

Mais uma vez, a pesquisa de clima contribui para a identificação dessas questões e, com resultado, para diminuir a taxa de rotatividade de funcionários.

Aproveite e confira este TED de Michael C. Bush, CEO da Great Place to Work, sobre como deixar os funcionários felizes e, com isso, diminuir o turnover no seu negócio:

3. Atração de novos talentos

Segundo uma publicação da Forbes, a reputação de uma companhia é um critério considerado por 94% dos candidatos a uma vaga

O estudo apontou que, antes de aceitar o emprego, o profissional pesquisa sobre a companhia, sendo que 46% verificam avaliações on-line positivas redigidas por atuais e antigos funcionários.

Questões como clima organizacional ruim, ou alta rotatividade de profissionais, podem afetar a atração e a contratação de novos talentos.

4. Elevação do potencial competitivo da empresa

Funcionários mais engajados se tornam mais produtivos. Como consequência, a empresa consegue atender melhor os seus clientes e, dessa forma, se destacar dos concorrentes e elevar o seu potencial competitivo.

Porém, mais uma vez, é preciso identificar os pontos que impedem a obtenção desses resultados. A pesquisa de clima organizacional é a ferramenta mais indicada para isso.

>>>> Dica de leitura: o que é diferencial competitivo — 7 passos para criar o da sua empresa

5. Aprimoramento da gestão de crise

A gestão de crise, ou gerenciamento de crise, consiste em um planejamento estratégico que tem por objetivo identificar e avaliar potenciais riscos que afetam o crescimento de um negócio.

Saber a percepção dos funcionários, tendo como base as respostas da pesquisa de clima, traz mais informações sobre possíveis ameaças que podem afetar a imagem e a expansão da companhia.

6. Aumento da qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos clientes

A junção de todas as vantagens anteriores resulta em profissionais mais satisfeitos e engajados e, como reflexo, no aumento da qualidade dos produtos e dos serviços oferecidos aos consumidores da marca.

Os clientes, por sua vez, quando estão felizes com o que recebem das empresas com as quais se relacionam, tendem a comprar mais nessas companhias.

De acordo com o nosso relatório “Tendências da experiência do cliente”, já citado, 75% dos consumidores estão dispostos a gastar mais para comprar de empresas que proporcionam uma boa experiência do cliente.

Como realizar uma pesquisa de clima na sua empresa?

Já ficou claro que realizar uma pesquisa de clima ajuda no crescimento de uma organização em diversos aspectos, certo? No entanto, a dúvida que deve estar na sua mente agora é, como fazer uma pesquisa desse tipo?

Nossas dicas para realizar uma pesquisa de clima na sua empresa são:

  • avalie diferentes modelos de pesquisa de clima organizacional, considerando opções impressas, on-line, dissertativas, de múltipla escolha etc., tendo como base para a sua escolha o perfil do seu cliente interno;
  • pense com cuidado nas perguntas que serão elaboradas, se atentando para aplicar questões que permitam extrair o máximo de percepções possíveis dos colaboradores;
  • comunique os profissionais sobre a importância da pesquisa de clima, seu sigilo, forma de aplicação, objetivo, e solicite para que os líderes e gestores engajem a participação dos seus times;
  • não deixe de divulgar para todos os participantes os principais apontamentos coletados, bem como quais serão os próximos passos para resolver os problemas levantados. Ou seja, faça a comunicação da pesquisa de clima. 

>>>> Aproveite e leia: quais as técnicas de feedback? Saiba como usá-las no trabalho

Quais são as melhores perguntas para pesquisa de satisfação interna?

As perguntas para um questionário de pesquisa de clima não envolvem apenas o clima organizacional, mas também fatores que o afetam diretamente, como salário, benefícios e a comunicação. 

Por isso, sua pesquisa deve abranger diversos temas, mas sempre com cuidado. Afinal, não é uma prova do Enem. Logo, o questionário não deve ser muito longo, ou poucas pessoas podem respondê-lo. 

Dito isso, você pode fazer perguntas diretamente sobre o clima, questionando se os colaboradores estão:

  • confortáveis com a equipe; 
  • alinhados com os valores da empresa; 
  • se acreditam nos valores da companhia; 
  • se confiam nos colegas e na liderança; 
  • como o trabalho afeta suas vidas pessoais; 
  • etc. 

Além disso, é possível perguntar se:

  • acreditam na liderança; 
  • se os líderes cumprem bem seus papéis; 
  • se se sentem confortáveis em relatar quaisquer problemas — sejam eles pessoais ou profissionais; 
  • se suas opiniões são consideradas; 
  • se estão satisfeitos com as suas funções; 
  • se têm autonomia para tomar decisões; 
  • como se veem no futuro dentro da empresa; 
  • se estão satisfeitos com a remuneração; 
  • etc. 

O formato das respostas pode ser de múltipla escolha, com alternativas de, sim, não e talvez ou na escala de concordo, ou não concordo. Tudo depende dos seus objetivos ao fazer a análise. 

O que fazer após a aplicação de uma pesquisa de clima organizacional?

A pesquisa de clima não deve ser um recurso utilizado apenas uma vez pela companhia. A indicação é que haja uma periodicidade para a aplicação desse questionário. 

Afinal, com o passar do tempo, pode haver mudança no quadro de funcionários, nos processos internos, no mercado de atuação e em outros pontos que tendem a afetar a saúde organizacional.

Somado a isso, é essencial que os resultados coletados não sejam apenas lidos e guardados. Ao fazer isso, as chances de perder credibilidade com os funcionários são altas. 

Quando isso acontece, se houver a intenção de aplicar outra pesquisa de clima, a participação pode ser baixa, assim como o entendimento da importância dessa ferramenta, já que os colaboradores não compreendem os motivos para responder o questionário.

Para evitar esse transtorno, os resultados colhidos precisam ser cuidadosamente mensurados, avaliados, estudados e considerados

É importante também que os gestores listem quais problemas precisam ser resolvidos com prioridade, a exemplo daqueles que, de algum modo, afetam diretamente o faturamento da marca.

No mais, nunca se esqueça de apresentar os resultados da pesquisa. Até mesmo para mostrar que não foi um trabalho desperdiçado e que as respostas vão auxiliar a empresa a melhorar. 

Para finalizar, vale a pena contar com um software como a Zendesk. Nossas soluções ajudam você a otimizar sua equipe e melhorar o relacionamento com seus clientes. Aproveite para solicitar uma avaliação gratuita e veja como elas funcionam!