Ir para o conteúdo principal

Artigo 12 min read

4 tipos de pesquisa de satisfação de clientes para começar hoje!

Por Zendesk

Última atualização em 17 janeiro 2024

O que os seus clientes pensam sobre os seus produtos, serviços, ou com relação à sua empresa de modo geral? 

Se você ainda não sabe, tenha em mente que a melhor maneira de descobrir essa resposta é escolhendo um dos tipos de pesquisa de satisfação existentes e aplicando! Mas por que isso é importante e o que afeta no crescimento do seu negócio? 

A pesquisa de satisfação de clientes é uma ferramenta que permite identificar qual a percepção do seu consumidor com relação ao que está recebendo da sua empresa.

Com base nessa resposta você tem a chance de aprimorar os seus serviços, produtos e atendimento e, com isso, atender de forma mais pontual as necessidades dos seus consumidores.

Como resultado, a tendência é elevar as suas taxas de fidelização, aumentar o poder de atração da sua marca e o seu volume de vendas.

Estudos apontam que 92% dos clientes confiam mais na indicação de amigos e familiares do que em publicidades. E quando o assunto é indicar uma marca a alguém, o nível de satisfação com o produto e/ou serviço recebido tem grande peso.

O relatório “Quantificação do impacto nos negócios causado pelo atendimento ao cliente no Brasil”, da Zendesk em parceria com a Dimensional Research®, comprova isso.

De acordo com o levantamento, 66% dos clientes que tiveram uma boa experiência de atendimento recomendaram a empresa para outras pessoas

Com relação ao volume de vendas e faturamento, 51% dos clientes satisfeitos passaram a comprar e/ou a usar mais os produtos/serviços da marca.

Por outro lado, 57% deixaram de comprar depois de experiências ruins, 50% migraram para um concorrente e 47% recomendaram a outras pessoas que não comprassem daquela empresa.

Escolher um, ou mais, tipos de pesquisa de satisfação é o melhor caminho para saber exatamente o que os seus clientes pensam e sentem sobre o que recebem da sua marca.

Usando esses feedbacks com forma de aprimoramento você conseguirá, cada dia mais, entregar soluções melhores e com mais qualidade.

Confira, agora, os tipos de pesquisa de satisfação que pode utilizar no seu negócio e comece hoje mesmo!

Resumo
  • Pesquisas de satisfação são alternativas eficientes para estreitar o relacionamento com os clientes, coletar seus feedbacks e identificar oportunidades de melhoria na experiência de compra com a sua marca.

  • Os principais tipos de pesquisas de satisfação são: Net Promoter Score℠ (NPS), Customer Satisfaction Score (CSAT), Customer Effort Score (CES) e pesquisas pontuais sobre seus produtos ou processos.

  • Além de aplicar as pesquisas, é essencial investir em um bom atendimento ao cliente, assegurando que o consumidor tenha uma jornada fluida e satisfatória.

  • Para tanto, adotar boas ferramentas de apoio, como um software de atendimento ao cliente, pode ser uma alternativa estratégica usada a favor da personalização das entregas.

Conteúdos relacionados

Neste artigo, você aprenderá

Tipos de pesquisa de satisfação

Entre os tipos de pesquisa de satisfação que você pode aplicar aos seus clientes estão:

  • Net Promoter Score℠ (NPS)
  • Customer Satisfaction Score (CSAT)
  • Customer Effort Score (CES)
  • Pesquisas de satisfação sobre a sua empresa, serviços e/ou produtos oferecidos:
    • Escala Likert
    • Múltipla escolha
    • Escala de diferencial semântico

Net Promoter Score (NPS)

Net Promoter Score℠, ou simplesmente NPS, é uma métrica utilizada para mensurar o nível de satisfação dos clientes de uma marca. 

Além disso, esse indicador também ajuda a identificar quais são as chances de o seu cliente indicar os seus produtos e/ou serviços para outras pessoas.

Criado em 2003, pela empresa americana de consultoria de gestão global, Bain & Company, a proposta do Net Promoter Score℠ é prever qual o nível de fidelidade e de lealdade dos clientes para com a marca que está fazendo a pesquisa.

Estudos da própria Bain & Company apontam que empresas que conseguem manter bons índices de NPS tendem a aumentar duas vezes mais rápido os seus lucros em comparação a outras empresas com resultados não tão satisfatórios.

Como funciona o NPS

Entre os tipos de pesquisa de satisfação, o Net Promoter Score℠ usa perguntas estratégicas, para as quais os clientes devem atribuir uma nota que vai de 0 a 10.

Na escala, o 0 pode representar algo como “muito ruim / poucas chances / muito baixo”, e o 10 algo como “excelente / com certeza / muito alto”.

Por exemplo, você pode perguntar ao seu cliente: “Em uma escala de 0 a 10, qual a probabilidade de você recomendar o nosso produto a um amigo ou familiar?

Essa resposta vai ajudar você a identificar quem são os seus clientes promotores, neutros e detratores:

  • Promotores (notas entre 9 e 10): consumidores que estão totalmente satisfeitos com o que recebem da sua empresa e tendem a se tornar clientes fiéis e divulgadores naturais da sua marca.
  • Neutros (notas entre 7 e 8): são consumidores que não estão nem satisfeitos, nem insatisfeitos com a sua empresa. Por isso, têm grandes chances de migrarem para concorrentes.
  • Detratores (notas entre 0 e 6): representam consumidores que, por algum motivo, estão totalmente insatisfeitos com os seus produtos, serviços e/ou atendimento. Essa percepção os leva a fazer propaganda ruim da sua marca a outras pessoas.

Como calcular o NPS

O cálculo do NPS é relativamente simples. O primeiro passo é desconsiderar as avaliações neutras e se basear na porcentagem obtida com promotores e detratores.

Em seguida, basta aplicar a seguinte fórmula (multiplicando o resultado por 100 você obtém o seu percentual de NPS):

NPS = (número de promotores – número de detratores) / número total de respostas

Por exemplo, vamos supor que a sua pesquisa tenha sido feita com 1.000 clientes. Desses, 700 avaliaram o seu produto com notas 9 ou 10; 150 com notas 7 ou 8; e 150 com notas de 0 a 6.

Considerando a fórmula do Net Promoter Score℠, temos a seguinte conta:

(700 – 150) / 1000 = 0,55 ou 55%

Para saber se esse percentual é um bom NPS ou não, você pode utilizar a seguinte escala de avaliação:

  • Resultados entre 75% e 100%: NPS excelente 
  • Resultados entre 50% e 74%: NPS muito bom
  • Resultados entre 0% e 49%: NPS razoável
  • Resultados entre -100% e -1%: NPS ruim

Para saber mais tudo sobre essa pesquisa de satisfação, não deixe de ler o artigo: “GUIA NPS (Net Promoter Score): o que é, para que serve, como calculá-lo e por que ele é importante?

Customer Satisfaction Score (CSAT)

A segunda opção na lista de tipos de pesquisa de satisfação é o Customer Satisfaction Score, ou CSAT.

Também chamado de Índice de Satisfação do Cliente, essa métrica ajuda a mensurar a porcentagem de clientes satisfeitos com a jornada de compra oferecida pela sua empresa. Por isso, o CSAT pode considerar desde o momento de pré-venda até o pós-venda.

Como funciona o CSAT

O CSAT é um dos tipos de pesquisas de satisfação muito utilizado por empresas com estratégia Customer Focus, ou seja, que têm a experiência do cliente como meta a ser alcançada.

As perguntas utilizadas na pesquisa Customer Satisfaction Score devem ser diretas e relacionadas a uma situação específica. Por exemplo, é possível questionar: 

  • O atendimento que acaba de receber foi satisfatório?
  • O produto adquirido atendeu às suas necessidades?
  • Foi fácil encontrar o que precisava no nosso site?

Como calcular o CSAT

As respostas dos clientes podem ser por meio de notas (números), critérios de classificação (por exemplo, satisfeito, neutro, insatisfeito), ou binárias (sim / não). A forma de cálculo vai depender do parâmetro escolhido para a avaliação. 

Vamos supor que a pesquisa tenha considerado uma escala de avaliação de 1 a 5, sendo 1 muito ruim e 5 excelente. Nesse caso, a fórmula que pode ser aplicada é:

CSAT = classificações positivas (notas 4 e 5) / número total de respondentes

No artigo: “CSAT: entenda o que é, como calcular e suas vantagens para o processo de vendas” você confere todos os detalhes sobre essa pesquisa. 

Customer Effort Score (CES)

Entre os tipos de pesquisa de satisfação que você pode aplicar está o CES, sigla para Customer Effort Score, que significa Pontuação de Esforço do Cliente.

Como o próprio nome sugere, trata-se de uma métrica que permite mensurar quanto de esforço os seus clientes precisam empregar para conseguir atendimento na sua empresa, utilizar, comprar ou contratar um dos seus serviços.

A ideia do Customer Effort Score surgiu em 2010, a partir de uma pesquisa publicada pela Harvard Business Review.

Chamada de “Stop Trying to Delight Your Costumers” (Pare de Tentar Agradar seus Clientes), a análise defendia o conceito que, ao invés de encantar os clientes a fim de fidelizá-los, o mais indicado era reduzir os esforços que esses precisavam empregar para chegar ao resultado desejado.

Como funciona o CES

A pesquisa Customer Effort Score funciona de uma maneira bastante simples. É feita uma única pergunta ao cliente, direcionada a uma determinada avaliação, por exemplo:

  • Quão difícil foi conseguir atendimento por esse canal?
  • Qual o nível de dificuldade para instalar a nossa solução?
  • Foi fácil conseguir atendimento no help desk da nossa empresa?

Assim, o CES pode ser utilizado para avaliar o esforço do cliente em diferentes fases da sua jornada, tais como compra, atendimento, pós-venda etc.

Como calcular o CES

A forma de cálculo do CES depende da escala de avaliação utilizada. De modo geral, essa costuma ser numérica, por uma classificação qualitativa, ou por emoticons.

  • Numérica: em escala de 0 a 5, por exemplo, no qual 0 representa “extremamente difícil” e 5 “extremamente fácil”.
  • Classificação qualitativa: tais como “muito fácil”, “fácil”, “difícil”, “muito difícil”.
  • Emoticons: símbolos e desenhos que representam um sentimento, opinião ou sensação, a exemplo da “carinha sorrindo”, “carinha triste”, “sinal positivo com a mão”, “sinal negativo com a mão”.

Com Zendesk, a omnicanalidade está ao seu alcance.

Pesquisas de satisfação sobre a sua empresa, serviços e produtos oferecidos

Apesar de os tipos de pesquisa de satisfação que acabamos de apresentar serem bem importantes para a sua empresa, pode ser que você queira saber algo mais pontual sobre a aceitação das suas ofertas.

Por exemplo, talvez queira identificar quão benéfico um dos seus produtos é para o cliente e, consequentemente, saber o seu nível de satisfação.

Para isso, você pode utilizar esses tipos de pesquisa de satisfação, que são:

  • Questionário com escala Likert
  • Questionário de múltipla escolha
  • Questionário com escala de diferencial semântico

Questionário com escala Likert

Questionários que usam a escala Likert são diretos e ajudam a avaliar com precisão o grau de satisfação dos clientes frente a uma questão.

Sua principal característica é que são feitas perguntas afirmativas, para as quais o respondente deve dizer se concorda ou não em diferentes níveis, tal como no exemplo abaixo:

“Nosso atendimento call center via WhatsApp fornece respostas rápidas”

(    ) Discordo totalmente

(    ) Discordo parcialmente

(    ) Não concordo nem discordo

(    ) Concordo parcialmente

(    ) Concordo totalmente

Questionário de múltipla escolha

Os questionários de múltipla escolha podem ser utilizados para avaliação de um ponto específico, ou de vários aspectos do relacionamento do cliente com a sua marca.

É possível usar essa opção de pesquisa para perguntar sobre o atendimento prestado, sobre temas voltados para o produto adquirido, como preço, design, qualidade, entre outras possibilidades.

A ideia é elaborar perguntas de fácil compreensão, com diferentes alternativas de resposta, por exemplo:

“Sobre a embalagem do produto que acaba de adquirir, você considera que”:

(    ) É preciso melhorar, pois foi muito difícil abrir 

(    ) Achei boa, resistente e protegeu o produto

(    ) Poderia ser menor e em material reciclável

(    ) Poderia ser maior, pois as peças riscaram umas às outras

(    ) Não tenha observações

Questionário com escala de diferencial semântico

O último da nossa lista de tipos de pesquisa de satisfação é o questionário com escala de diferencial semântico, que também é conhecido como Creative Products Semantic Scale (CPSS).

A proposta por trás desse modelo de avaliação é atribuir características opostas a um questionamento, levando o cliente a dar notas para cada uma delas.

Vamos imaginar que a pergunta seja “Como você avalia a nossa página de FAQ?” Em um questionário desse tipo, as alternativas podem ser:

  • Agradável — Ruim
  • Fácil — Complicada
  • Responsiva — Demorada

Aumentando o nível de satisfação dos seus clientes

Mas depois de conhecer todos esses tipos de pesquisa de satisfação, o que você pode fazer para alcançar bons resultados?

Além de prezar pela qualidade dos produtos e serviços oferecidos, prestar um bom atendimento ao cliente é essencial. 

Vale lembrar que o atendimento está presente em todas as etapas do processo de compra do cliente, indo desde o momento que ele tem o primeiro contato com a sua marca, se estendendo para depois que a compra é efetivada.

Por isso, atendimentos rápidos e precisos são fundamentais para mantê-lo na sua base e, o mais importante de tudo, satisfeito em diferentes momentos.

O software de suporte ao cliente da Zendesk que vai lhe ajudar a tornar a experiência do seu cliente ainda melhor.

Além de facilitar essa interação, a solução otimiza o trabalho dos seus agentes e a sua gestão, com recursos de inteligência artificial que personalizam contatos, promovem automações e geram dados ricos que embasam insights confiáveis! 

Confira todas as funcionalidades do Zendesk Service e como essa ferramenta pode ajudar a sua empresa. Faça uma avaliação grátis!

Histórias relacionadas

Artigo
6 min read

Dados em tempo real: como melhoram a experiência do cliente?

O uso de dados em tempo real vem ganhando força entre os líderes de CX e as empresas. Aprenda a implementar esse recurso em seu negócio!

Artigo
12 min read

Descubra o que é análise e interpretação de dados e sua importância

Entenda o que é análise e interpretação de dados, uma prática essencial para tomar decisões e criar estratégias otimizadas para sua empresa.

Artigo
12 min read

Indicadores de TI: 13 KPIs vitais para uma gestão otimizada

Conheça os principais indicadores de TI que a sua empresa precisa acompanhar para garantir um crescimento sólido e sustentável. Aprenda como calculá-los.

Artigo
12 min read

Tempo médio de atendimento (TMA): o que é e como calcular?

Entenda que é tempo médio de atendimento (TMA), por que é importante acompanhar este indicador, como calcular e as melhores práticas para otimizar.